Dicas

Gelados: quantas calorias tem o meu preferido

13 julho 2017
calorias dos gelados

13 julho 2017
Com o calor, é difícil resistir a um doce gelado. Revelamos como manter a linha e cometer o menor dos pecados.

Os gelados em geral são ricos em açúcar. Os de leite ou de natas contêm um teor considerável em proteínas.O teor de gordura, um grande fornecedor de energia, varia bastante: inexistente nos gelados de água, pode atingir 15% na composição dos de leite e de nata. Os ácidos gordos são sobretudo saturados. 

Para a sobremesa em casa, veja os resultados do nosso teste a gelados de chocolate.

Cálcio, fósforo e vitaminas A ou B12 marcam presença nos gelados à base de leite ou iogurte e são benéficos em vários processos biológicos e no correto funcionamento do organismo. Já os gelados de água, de efeito refrescante e com menos calorias, são pouco interessantes do ponto de vista nutricional.

Os gelados de leite e de menor tamanho são menos calóricos. Se houver natas, caramelo ou chocolate a energia sobe. A bolacha, o amendoim e as amêndoas também acrescentam calorias. A composição do mesmo tipo de gelado nas diferentes marcas é idêntica. Apresentamos os valores médios por dose para as unidades de tamanho normal dos gelados mais consumidos. 

 
Please fill the source and the alt text 

Quando optar por bolas de gelado, para reduzir as calorias, peça num copo, em vez do cone. Distintos dos gelados, os sorvetes são também uma boa escolha, feitos à base de sumo de fruta, com um teor de 25%, no mínimo. Isentos de gordura e constituídos essencialmente por água, são geralmente menos calóricos. Mas verifique a quantidade de açúcar adicionada.

Se optar por fazer o seu sorvete em casa, escolha a fruta, junte água, triture e congele. Assim, evita a adição de açúcar, de corantes e de conservantes.

Para reduzir os estragos na dieta, pode substituir um dos lanches por um gelado. Como os gelados são diferentes nutricionalmente, é importante ver o rótulo. Prefira os que têm menos calorias, gordura e açúcar.

Ao sabor da temperatura certa

  • Levar gelado para casa, para abrilhantar o final de um jantar ou uma festa de crianças, é uma alternativa oferecida por algumas geladarias. O serviço de take-away permite transportar maiores quantidades de gelado. Porém, como se trata de um produto delicado, é necessário ter algum cuidado para não alterar a sua qualidade. A exposição ao ar, as flutuações térmicas e, até, os odores estranhos podem ter esse efeito. Ainda na geladaria, verifique se o recipiente está convenientemente fechado. Convém transportar a embalagem de gelado num saco térmico. Assim que chegar a casa, guarde-o no congelador, para evitar que derreta e volte a cristalizar.
  • O gelado dura mais tempo se for conservado a baixas temperaturas. A –18ºC, mantém-se duro e com uma boa textura.

Condições de venda

As condições do local de venda e dos utensílios usados para manipular os gelados a granel são um bom indicador da sua qualidade higiénica.

  • A colher ou espátula devem ser lavadas num recipiente com água corrente ou água contendo uma solução de ácido cítrico, renovada com frequência. Cada cuvete de gelado pode ter uma espátula. O restante equipamento (máquinas, utensílios e recipientes) deve servir apenas para os gelados.
  • O termómetro deve estar, de preferência, visível, caso contrário o consumidor não tem forma de saber se os gelados estão a ser conservados aos aconselhados –18ºC.
  • Os cones devem ser guardados em recipientes fechados. Desta forma, evita-se a sua exposição ao ar e também ficarem ao alcance do consumidor. O mesmo se aplica aos gelados.
  • Um dispositivo anti-insetos que previna a presença de “criaturas indesejáveis” é uma medida que garante a higiene da geladaria. A limpeza e desinfeção diária do local são também essenciais.

Imprimir Enviar por e-mail