Notícias

Voo atrasado ou cancelado? Saiba quanto pode receber de indemnização

Dependendo do destino, da distância e do atraso na chegada, pode reclamar de problemas com voos e receber uma indemnização. Saiba quanto pode receber de compensação com a ajuda da nossa calculadora.

14 julho 2022
mulher olha para o painel de informação das partidas num aeroporto

iStock

Os constrangimentos que se fazem sentir em vários aeroportos, um pouco por todo o mundo, estão a levar a um aumento de queixas relacionadas com voos atrasados ou cancelados, perda de bagagem e overbooking. Só na primeira semana de julho, recebemos mais de 100 reclamações relacionadas com viagens aéreas, um valor muito superior à média dos últimos meses e que poderá aumentar ainda mais nas próximas semanas. A TAP é a companhia aérea mais mencionada nas reclamações que os consumidores nos têm feito chegar. A Ryanair e a EasyJet completam o pódio das companhias aéreas que mais geram queixas por parte dos passageiros.

Se o seu voo foi cancelado ou atrasado, tem direito a uma compensação. Consulte a nossa calculadora para obter uma estimativa para o seu caso. Se não está registado no nosso site, registe-se gratuitamente para poder aceder à nossa calculadora e verificar qual a indemnização que lhe corresponde por voos cancelados, atrasados ou overbooking.

CALCULAR INDEMNIZAÇÃO POR PROBLEMAS COM VOOS

A falta de trabalhadores e o aumento da procura por viagens está por trás de uma onda de transtornos em vários aeroportos que estão a deixar milhares de passageiros em terra, muitos dos quais sem a devida assistência por parte das companhias aéreas. Durante a pandemia, muitas companhias suprimiram postos de trabalho. Mas após dois anos marcados por restrições devido à covid-19, o alívio das regras para viajar já fazia adivinhar um verão de elevada procura. As companhias aéreas deveriam, por isso, ter acautelado o redimensionamento dos seus recursos humanos e dos meios técnicos para evitar os problemas que agora se fazem sentir.

Direitos dos consumidores devem ser acautelados

Na União Europeia, os direitos dos passageiros estão protegidos por um regulamento, que também é válido no Espaço Económico Europeu (EEE) e na Suíça. No entanto, alguns destes direitos estão a ser atropelados.

Se é o seu caso, comece por reclamar junto da transportadora aérea do voo em causa ou da agência de viagens, se estiver em causa uma viagem organizada. Pode, ainda, apresentar queixa à Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) ou recorrer ao livro de reclamações físico ou eletrónico, assim como reclamar junto da entidade nacional competente do país do EEE e Suíça onde ocorreu o incidente. Dar seguimento às suas reclamações através da nossa plataforma Reclamar é outra das opções. O serviço é gratuito e permite guardar o histórico completo da situação e acompanhar a resolução do caso.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.