última atualização: 02/12/2019

Aquecimento central a gás antural

Boa tarde. Vivo em Coimbra, num apartamento T3 antigo, mas remodelado. Quando renovei o apartamento coloquei janelas em PVC, com vidro duplo, e após vários orçamentos e opiniões acerca da melhor fonte de energia para o aquecimento central, resolvemos colocar caldeira a gás. Após alguns semanas a ligarmos o aquecimento, e diga-se na posição 2 (de 1 a 5), a factura do gás subiu imenso. O que acontece é que deixei de ligar o aquecimento e o apartamento deixou de ser confortável. Temos uma salamandra que funciona a madeira e que só aquece a zona da sala, que deixa o apartamento a cheirar a fumo sempre que abrimos a porta para colocar mais lenha.

Alguma dica para reduzir o consumo do gás para que eu possa novamente ligar o aquecimento central?

Obrigada.

Sónia

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Aquecer o ar e climatizar da comunidade Energias Renováveis

1 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
02/12/2019

Olá Sónia,

Para uma melhor preparação do inverno que se aproxima e para garantir o conforto térmico em casa, deixamos-lhe algumas dicas, a si e às famílias que usam aquecimento central:

• Verifique se o termóstato está no modo de inverno e regule-o de acordo com as necessidades, mantendo a temperatura da caldeira o mais baixa possível.
• Feche os radiadores nas divisões que não usa.
• Avalie a eficiência da caldeira. Se necessário, instale sistemas de aquecimento baseados em energias renováveis (caldeira a pellets, etc.).
• Purgue o circuito dos radiadores anualmente.
• Promova uma eficaz e correta manutenção do equipamento.
• Instale portas e janelas energeticamente eficientes.
• Aproveite o sol, abrindo as cortinas e/ou estores das janelas durante o dia e à noite feche-os.
• Reforce o isolamento das paredes e dos pavimentos.
• Instale sistemas de climatização baseados em energias renováveis (ar condicionado, salamandra a pellets...)

Com os melhores cumprimentos,
Equipa Energias Renováveis