Notícias

Consumidores revelam as marcas mais fiáveis em tecnologia

Telemóveis, televisores, tablets, computadores portáteis, impressoras e máquinas fotográficas: mais de 80 mil experiências de utilizadores revelam as marcas mais fiáveis e partilham as avarias mais frequentes.

  • Dossiê técnico
  • Bruno Carvalho
  • Texto
  • Cécile Rodrigues e Nuno César
05 novembro 2020 Exclusivo
  • Dossiê técnico
  • Bruno Carvalho
  • Texto
  • Cécile Rodrigues e Nuno César
tecnologia marcas fiáveis consumidores as estrelas da fiabilidade

iStock

Os portugueses são grandes consumidores de tecnologia. Poucos prescindem do smartphone, de um televisor com ecrã plano e de um computador portátil. Já os tablets e as máquinas fotográficas digitais são menos populares entre os inquiridos.

A experiência dos consumidores ao longo de anos de utilização permite-nos identificar as avarias mais frequentes, às quais os fabricantes devem dedicar mais atenção, e estabelecer o ranking de fiabilidade das marcas para cada família de equipamentos. Os resultados variam entre uma e cinco estrelas: quanto maior a constelação, maior a fiabilidade. As conclusões resultam de um inquérito online realizado, em setembro de 2019, junto dos nossos subscritores. Aos resultados deste estudo, conduzido em Portugal, Espanha, Itália, Bélgica e França, juntámos as respostas de 2018 sobre fiabilidade e avarias, para uma maior robustez das conclusões. No total, obtivemos 80 481 respostas válidas, 9029 de Portugal. Alguns produtos exigem um investimento de largas centenas de euros. Convém munir-se de conselhos para garantir que serão do seu agrado e não irão avariar de forma precoce. Este inquérito permite obter informação que não é possível avaliar a curto prazo em laboratório. Além dos resultados e das características dos modelos analisados, revelamos os preços atualizados e as lojas mais baratas perto de si.

Ver aparelhos que avariaram demasiado rápido

A opinião dos utilizadores sobre tecnologia

A maioria dos portugueses tem um smartphone, em 30% dos casos de gama alta, sendo que um quarto pagou mais de 500 euros pelo equipamento. Preferem modelos com Android (apenas 18% trazem o sistema operativo iOS) e dotados de ecrãs grandes, com mais de 5,1 polegadas em três quartos dos casos. As marcas que envolvem maior risco de avaria são a Wiko, a Alcatel e a Doogee, com três estrelas. As falhas mais frequentes prendem-se com a bateria, a função tátil e o carregador.

Com os telemóveis a apostarem cada vez mais na fotografia, apresentando sensores de maiores dimensões e resolução, assim como múltiplas câmaras, as máquinas digitais têm vindo a perder terreno. Só cerca de metade dos inquiridos possui um destes aparelhos, a maioria anterior a 2015. A bateria, as objetivas e o leitor de cartões são os componentes mais sensíveis a problemas.

Quanto aos televisores, em três quartos dos casos, os inquiridos optaram por modelos do tipo LCD. As tecnologias OLED e plasma representam 15% e 10% da amostra, respetivamente. Mais de metade optou por uma smartTV, com ligação à internet e apps próprias. Panasonic, Sony, Samsung, LG e Philips são as marcas mais fiáveis. A TCL, pelo contrário, apresenta um risco maior de avaria. O comando, o ecrã e as ligações são os pontos mais vulneráveis. Consulte o nosso teste a televisores e as lojas mais baratas.

Quando o assunto passa pelos computadores portáteis, que 85% dos inquiridos revelam ter, a grande maioria é do tipo notebook, com Windows. Em 30% dos casos, custou 500 a 800 euros. Todas as marcas para as quais obtivemos respostas obtêm cinco estrelas na fiabilidade. Revelamos o tablet ou computador ideal, e os melhores preços.

Como avaliar promoções online

Boa parte dos inquiridos adquiriu os equipamentos em promoção, sobretudo televisores, computadores e smartphones (50%, 42% e 37%, respetivamente). Com a black friday a aproximar-se a passos largos, muitas lojas tentam caçar consumidores com superdescontos. Mas atenção: todos os anos, detetamos falsas promoções, isto é, situações em que o preço anunciado chega a ser mais elevado do que o praticado pouco tempo antes. Nem todos os “preços imbatíveis” são bons negócios.

Faça login no site para continuar a ler o artigo e saber quais os equipamentos de tecnologia que mais avariam.  

Se ainda não é subscritor, conheça estas e outras vantagens da assinatura.

Subscrever

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.