Dicas

Marcar consultas no centro de saúde pela net

Marcar consultas online e pedir medicação crónica na área do cidadão do Portal do SNS é prático, mas não serve para casos urgentes. Veja como agendar consultas e teleconsultas.

03 agosto 2022
mulher na cama doente a aceder a serviços de saúde no tablet

iStock

A digitalização dos serviços públicos veio para ficar e a saúde não foge à regra. Na área do cidadão do Portal do SNS, tem acesso a uma série de funcionalidades, que, correndo bem, facilitam bastante a vida aos utentes, em particular aos doentes crónicos: evitam deslocações desnecessárias e perdas de tempo.

Aceder ao Registo de Saúde Eletrónico 

Para aceder aos seus dados, isto é, ao seu Registo de Saúde Eletrónico, terá de autenticar-se, o que significa provar que é o real dono daqueles dados. A autenticação pode ser feita com o cartão de cidadão, se tiver um leitor de cartões, ou através da chave móvel digital.

Depois do login, surgem os dados pessoais que constam no Registo Nacional de Utentes: nome, morada e número de utente, entre outros. A fase seguinte é definir as autorizações, ou seja, indicar, dentro das possibilidades previstas, quem pode ter acesso aos seus dados. Trata-se de uma área essencial para o consumidor, uma vez que está a abrir a porta a informações sensíveis.

Se o utente o permitir, o sistema envia-lhe uma notificação de cada vez que alguém entra no seu Registo de Saúde Eletrónico. Em caso de acesso indevido, deve informar, de imediato, a instituição a que pertence o profissional e os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.

O facto de o utente não autorizar a consulta dos seus dados, por exemplo, aos profissionais do setor privado, não significa que estes não tenham acesso para registo de informação – ou seja, não podem consultar, mas o que escrevem fica visível.

Para facilitar o processo de marcação das consultas no centro de saúde ou até para esclarecer dúvidas, é também possível marcar uma videochamada:

  1. abra o portal do Governo;.
  2. escolha “Suporte” e depois “Agendar videochamada”;
  3. preencha o formulário;
  4. leia e aceite os termos e condições;
  5. envie o pedido de agendamento.

A mensagem de e-mail a confirmar o agendamento da videochamada será enviado para o endereço de correio eletrónico que tiver facultado.

Como marcar consultas e teleconsultas

A marcação de consultas através da internet pode ser feita pelo próprio utente, por um membro do seu agregado familiar ou por um amigo através do portal do SNS 24. Este serviço só pode ser utilizado para motivos não relacionados com doença aguda, isto é, que não obriguem a um atendimento imediato, pois, quando a marcação é feita por esta via, só é possível agendar uma consulta para, no mínimo, cinco dias depois. A marcação de consultas e de teleconsultas é um serviço que está disponível 24 horas por dia e não tem qualquer custo associado.

As consultas que podem ser marcadas online são as seguintes:

  • planeamento familiar;
  • saúde adultos;
  • saúde materna;
  • saúde infantil;
  • recurso/reforço;
  • teleconsulta – saúde adulto.

Comece por aceder à área pessoal do portal do SNS 24.

Para marcar uma consulta para si, vá ao menu "Preciso de…", selecione o item "Consultas para mim" e, em seguida, o separador "Marcação de consultas".

Se a consulta for para outra pessoa, no menu "Preciso de…", selecione "Consultas para outros", preencha os campos com os dados requeridos e clique em "Entrar”.

Para uma melhor e mais completa avaliação médica, quando for à consulta deve, preferencialmente, fazer-se acompanhar dos exames mais recentes e da medicação que esteja a fazer, bem como de outra informação relevante.

Tem também a possibilidade de fazer uma teleconsulta (uma consulta à distância, que permite a interação e a partilha de informações com o médico). A realização de uma teleconsulta está dependente de avaliação prévia do médico, que decide se a teleconsulta é viável. Neste caso, o utente é posteriormente contactado pela unidade de saúde para lhe dar conhecimento da data e hora correspondentes à marcação.

O utente precisa de ter acesso a um computador ou telemóvel com câmara e microfone, assim como uma ligação à internet. O som e a imagem transmitidos no âmbito da teleconsulta, assim como os ficheiros partilhados durante a mesma, não são conservados na plataforma, mas o médico tem de assegurar o registo das informações no processo clínico do utente. Estão salvaguardados os direitos à privacidade e confidencialidade.

Para marcar uma teleconsulta para si, siga os seguintes passos:

  • aceda à área pessoal do portal do SNS 24;
  • vá ao menu "Preciso de…" e escolha "Consultas para mim";
  • aceda à opção "Teleconsulta";
  • clique em "Continuar";
  • escolha "Clique aqui" para agendar.

Se pretende entrar numa teleconsulta agendada:

  • aceda à área pessoal do portal do SNS 24;
  • escolha "Preciso de…>Consultas para mim";
  • aceda à opção "Teleconsulta";
  • clique em "Continuar";
  • aguarde nessa página até que a opção "Participar" fique verde.

Outras funcionalidades acessíveis através do Portal SNS 24

Além do referido agendamento das consultas, o Portal do SNS apresenta outras funcionalidades, entre elas:

  • renovar a medicação crónica;
  • consultar as receitas médicas;
  • verificar o boletim de vacinas;
  • aceder ao histórico de saúde;
  • pedir isenção de taxas moderadoras.

Promoção de autocuidados

Ainda em fase experimental, o plano individual de cuidados permite desenhar intervenções individuais, por exemplo, ao nível alimentar, de atividade física e do sono. Por exemplo, numa consulta, médico e doente definem e registam o plano e, a partir daí, podem interagir via eletrónica: o doente indica se está a cumprir e como se sente, podendo até fazer registos de peso, tensão arterial e atividade física ou outros; o médico acompanha e pode ir ajustando as recomendações. É uma boa ajuda para autogestão da saúde e tem potencial para aumentar a literacia dos utentes nesta área. É uma ferramenta útil para quem tem múltiplos problemas, mas também funciona na promoção de hábitos saudáveis e na prevenção da doença.

Apenas são acompanhados pelos profissionais de saúde, no cumprimento do seu plano, os utentes das unidades de saúde selecionadas para integrarem a fase piloto do projeto SNS + Proximidade. Em caso de dúvida, questione o seu médico.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.

Exclusivo Subscritores Superior

Descubra todas as vantagens durante 2 meses, por apenas € 2

Além do acesso ilimitado ao portal, tem mais de 50 juristas ao seu dispor, o cartão DECO + para descontos imediatos e revistas com estudos independentes.

Se já é nosso subscritor,  faça login para ler o artigo completo.


Subscrever