Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos. A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela DECO PROTESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização. Ao utilizar o nosso website você aceita desta Política e consentimento para o uso de cookies. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações em aqui.

Publicações

Vai para fora? (In)Forme-se cá dentro

13 abr 2018

No dia 18 de abril, pelas 11:00h, realizar-se-á na antiga sede da Associação Empresarial de Viana do Castelo - AEVC, o workshop “Vai para fora? (In)Forme-se cá dentro. Este workshop será dinamizado pela DECO e pela Unión de Consumidores de Galicia, que apresentará e discutirá questões turísticas que um consumidor português pode enfrentar em Espanha.

Um meio LIKE para o Facebook…

11 abr 2018

A DECO PROTESTE reuniu com o Facebook e obteve garantias do gigante de comunicação americano relativamente à salvaguarda, no futuro, dos dados dos seus utilizadores.

ORGANIZAÇÕES DE CONSUMIDORES REÚNEM COM FACEBOOK

10 abr 2018

Amanhã, a DECO PROTESTE e as suas congéneres da Bélgica, Espanha, Itália e Brasil, reúnem com representantes do Facebook, para discutir o recente escândalo e obter compromissos claros a favor dos consumidores.

Facebook: os meus dados ainda são meus?

22 mar 2018

DECO PROTESTE pede ao Facebook para esclarecer se dados de perfis de Portugueses foram usados indevidamente.

Água: um recurso essencial para todos

09 mar 2018

A DECO Ribatejo e Oeste pretende sensibilizar os consumidores para a necessidade de adotarem uma atitude mais responsável no uso da água potável, um bem cada vez mais escasso. Portugal está a atravessar um período de seca extrema, sendo a nossa região uma das mais afetadas, já que a quantidade de água armazenada, em fevereiro, na bacia hidrográfica do rio Tejo se encontra a 53,9%, ou seja, com um nível muito baixo de água.

Jovens consumidores minhotos insatisfeitos com ginásios

09 mar 2018

A DECO Minho tem recebido reclamações de jovens consumidores da região sobre os contratos celebrados com ginásios, que, cada vez mais, exigem a aceitação de períodos de fidelização.

E tudo o fogo levou na região Centro: problemática dos contratos de prestação de serviços

09 mar 2018

A DECO Centro tem acompanhado o flagelo causado pelos incêndios em Portugal, especialmente nesta região. Como é do conhecimento geral, em várias localidades desta região, os cidadãos privados dos serviços de energia elétrica, água e telecomunicações estão a ser contactados por falsos técnicos que, agindo de má-fé, afirmam ser representantes das empresas fornecedoras desses serviços e que pretendem proceder ao seu restabelecimento.

Resultados da primeira etapa da campanha: "Faça greve ao seu carro"

09 mar 2018

Faça greve ao seu carro – Estes transportes não nos servem”, o projeto da DECO Algarve focado nas fragilidades dos transportes públicos coletivos da região terminou a sua 1ª etapa. Nesta ação, cujo principal intuito consistiu em compreender as causas do acentuado declínio da utilização dos transportes e mobilizar os consumidores para esta problemática, realizámos 5 percursos, entre Tavira e Sagres, e envolvemos 7 entidades institucionais.

Empresas comercializadoras de energia usam falso pretexto para angariar clientes

09 mar 2018

A DECO Alentejo alerta para as técnicas desleais e enganosas de venda de serviços das empresas comercializadoras de eletricidade e gás que têm lesado os consumidores da nossa região. Estas empresas pretendem celebrar novos contratos e com o falso pretexto de necessitarem confirmar os seus dados de clientes, contactam os consumidores, que nem se apercebem do seu propósito de angariação de novos clientes, acedem a esse pedido.  

Vai comprar carro usado? Esta informação é para si

09 mar 2018

O aumento de anúncios de venda de veículos usados em plataformas virtuais e nas redes sociais, aliado à maior facilidade de acesso ao crédito, exigem maiores cuidados na compra e uma fiscalização mais apertada deste comércio. Os carros em segunda mão podem ser um bom negócio, se existir total transparência desde o anúncio até à compra.