Dicas

O melhor lugar do avião para cada passageiro

Há lugares de avião mais estreitos, confortáveis, silenciosos ou até mais seguros. Descubra como procurar o melhor assento para a sua viagem.

  • Dossiê técnico
  • Sofia Lima
  • Texto
  • Ana Catarina André e Ana Santos Gomes
15 julho 2019
  • Dossiê técnico
  • Sofia Lima
  • Texto
  • Ana Catarina André e Ana Santos Gomes
lugar aviao

iStock

Escolher o lugar no avião pode implicar um custo extra, dependendo da companhia aérea, mas o investimento pode valer a pena, se puder desfrutar de uma viagem mais confortável. Precisa de mais espaço? Ou de um lugar com menos barulho? Ajudamos a detetá-los.

Os passageiros com mobilidade reduzida (com deficiência motora, por exemplo) que precisem de assistência em viagem, devem solicitá-la com 48 horas de antecedência ou no momento da reserva. Estes serviços – obrigatórios para os aeroportos e para as companhias – não podem ser cobrados.

Mais espaço para as pernas

Os assentos junto à saída de emergência têm uma área maior para as pernas. Em algumas companhias, é possível reservá-los mediante um pagamento adicional.

Se quiser, pode também escolher um lugar à janela ou junto ao corredor, ainda que possa implicar um custo extra. As companhias podem ainda cobrar-lhe para mudar de lugar antes do embarque.

Lugares com menos turbulência

Os lugares próximos das asas são mais estáveis, logo, mais indicados para pessoas que se sintam desconfortáveis no ar, sobretudo em momentos de instabilidade.

Assentos mais estreitos

Nos lugares da primeira fila da classe económica e nos que estão junto à saída de emergência, os tabuleiros de apoio às refeições são colocados lateralmente, o que diminui um pouco a largura dos assentos. Podem ser menos cómodos.

Onde ficar se não quer socializar

Procure assentos na cauda – são menos requisitados pela maioria dos passageiros. Com sorte, terá um lugar vazio ao lado, o que lhe permitirá esticar as pernas. Além disso, podem não beneficiar do conforto dos lugares da frente, mas os passageiros sentados na cauda têm mais probabilidade de sobreviver, em caso de acidente. A conclusão é comum a vários estudos. Um deles, da norte-americana National Transportation Safety Board, analisou os dados de vários acidentes aéreos ocorridos entre 1971 e 2001, e concluiu que os lugares traseiros, imediatamente a seguir à borda das asas, tinham uma taxa de sobrevivência de 69 por cento.

Última tentativa para o lugar ideal 

Se se sentir apertado ou estiver a ser incomodado por outro passageiro, peça a um assistente de bordo ou a um dos ocupantes do avião para mudar de lugar. O ideal é fazê-lo no início do voo, ainda antes de descolar. Se não conseguir, tente mais tarde. Evite momentos em que a tripulação esteja demasiado ocupada (a servir refeições, por exemplo).

Local para desembarcar mais rápido

As filas da frente, mais próximas da entrada e da saída do avião, são procuradas por quem tem pressa em desembarcar. É particularmente útil nas primeiras horas da manhã, quando o tráfego é mais intenso.

A evitar

Junto à casa de banho e ao espaço de preparação das refeições, a última fila é uma zona mais ruidosa. Muitas vezes, os assentos são menos reclináveis e menos cómodos.

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.

Comunidade

Mobilidade

mob

Conversas relacionadas