Dossiês

Reconhecer e tratar cinco doenças comuns do cão

Início

O seu peludo não saltou de alegria quando pronunciou a palavra “rua”? Vomita, tosse e está apático? Conheça os sinais de alarme e os tratamentos para as doenças frequentes nos cães.

  • Dossiê técnico
  • Susana Santos
  • Texto
  • Cécile Rodrigues e Fátima Ramos
22 junho 2018
  • Dossiê técnico
  • Susana Santos
  • Texto
  • Cécile Rodrigues e Fátima Ramos
doencas caes

iStock

O cão é o animal de companhia preferido dos portugueses: em 2014, havia cerca de dois milhões nos lares nacionais. Estes animais oferecem afeto e companhia, mas também apresentam algumas exigências. Além da inserção de um microchip (pelo veterinário) com a identificação do animal, o dono deve efetuar o registo na junta de freguesia e renovar a licença todos os anos. Para o seu bem-estar, tal como qualquer membro da família, os cães requerem também cuidados de saúde.

No mínimo, é necessário levá-los uma vez por ano ao veterinário para administrar a vacina da raiva, obrigatória a partir dos 3 aos 6 meses. É ainda importante que os animais sejam desparasitados a cada seis meses, salvo outra recomendação do veterinário. Além dos cuidados básicos, importa conhecer os sinais que poderão requerer uma consulta urgente.

As despesas com o veterinário e os tratamentos saem integralmente do bolso dos donos, a não ser que tenham um seguro para animais. Contudo, é possível deduzir, no IRS, 15% do IVA. Convém guardar as faturas. Caso tenha dificuldade em suportar os custos, verifique, nas associações dedicadas a animais na sua região, se há forma de obter consultas mais baratas.