última atualização: 15-05-2019

Aquecimento de água com termossifão?

Olá. Para uma casa, que será a nossa residência permanente, somos uma família de 5, é uma casa de campo, na região do Algarve e virada a sul, com boa exposição solar, não tem água nem gás canalizado, usamos a água de furo.

Temos investigado algumas soluções solares para aquecimento de água, nomeadamente, o sistema termossifão de 300 litros, pois parece ser o mais simples e indicado para nós. No entanto, ainda temos dúvidas...

- 300 litros serão suficientes? - Será melhor escolher um painel plano ou de tubos? - Deve ter uma resistência para aquecer a água quando o sol não é suficiente? E se tiver esta resistência é necessário sistema de apoio? - Que tipo de sitema de apoio será mais adequado? A casa tem instalado um esquentador.Obrigada.

Patrícia

Junte-se a nós

Esta informação foi útil e ajudou-o? Para apoiar a nossa comunidade, registe-se no site. É gratuito, demora menos de um minuto.

  • Pode perguntar e pedir conselhos
  • ler as contribuições dos nossos membros
  • dar o seu contributo 
  • receber o feedback de um especialista em energias renováveis.

Registe-se em DECO PROTESTE para participar.
Entrar ou Registar

Comentários

User name Moderator
Bruno Miguel | Moderador
15-05-2019

Olá, Patrícia.

Para uma residência permanente e um agregado familiar de 5 pessoas, um acumulador de 300L deverá ser a capacidade mais indicada para que não lhe falte água quente durante o dia.
Normalmente, 45 a 50L é o consumo utilizado como padrão (p. pessoa) por cada duche de água quente armazenada no termossifão, dependendo depois do tempo que demora a realizá-lo.

Aconselhamos, para apoio à água quente sanitária nos meses mais desfavoráveis (inverno), o uso de um termoacumulador elétrico como opção viável. Aconselhamos também, a alterar a capacidade total de água quente sanitária disponível se colocada em série, recebendo água quente proveniente do termossifão. Por exemplo: termossifão de 200L + termoacumulador de 80/100L, totalizando 300L, mais que os 250L requeridos para 5 pessoas. Assim o investimento em um termossifaão de 300L seria desnecessário.

Pode regular a temperatura de saída na válvula de mistura termostática do termossifão até uma temperatura máxima de 55ºC (por exemplo). O termoacumulador recebe a água previamente aquecida pelo termossifão e apenas deverá arrancar quando a temperatura da água, no seu interior, baixar para valores inferiores ao valor definido no aparelho – para reduzir a sua ativação e para que o termoacumulador consiga manter o volume de água minimamente utilizável, recomendamos que seja regulado para uma temperatura a rondar os 40 a 45ºC.

O termoacumulador pode providenciar um custo de 0,11€/kWh, em vazio, se optar pela tarifa bi-horária. Por isso, se se considerar a mesma necessidade energética e um rendimento semelhante, e o termoacumulador a operar totalmente em bi-horária, este tem um custo de utilização energético mais em conta do que o esquentador a butano.

Com os melhores cumprimentos

Equipa energias renováveis

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.