Dicas

Espumante: bem escolher e servir

06 dezembro 2018
espumante

06 dezembro 2018

Compre o espumante apenas se prevê consumi-lo em breve e sirva-o frio, mas não gelado, num copo alto e estreito.

Muitos chamam champagne ao espumante. No entanto, esta designação só é autorizada para vinho espumante originário da região francesa com o mesmo nome. Devido ao seu sucesso, outros países lançaram-se também no fabrico de espumante. Em Espanha, o mais famoso é o Cava. 

Veja quais os melhores espumantes para brindar ao Ano Novo no nosso teste.

 

Comparar espumantes brancos

 

Açúcar define categoria

Após a abertura da garrafa para retirar os depósitos junto ao gargalo, o produtor adiciona um licor açucarado para fixar a categoria do espumante. Esta depende do teor de açúcar residual:
  • bruto natural tem menos de 3 g por litro (sem adição de açúcar após a segunda fermentação);
  • extra bruto tem até 6 g por litro;
  • bruto tem menos de 12 g por litro;
  • extra seco tem entre 12 e 17 g por litro;
  • seco tem entre 17 e 32 g por litro;
  • meio seco tem entre 32 e 50 g por litro;
  • doce tem mais de 50 g por litro.

Os valores de algumas categorias sobrepõem-se. Nestes casos, cabe ao produtor escolher a categoria a inserir o vinho espumante.

Guia de compras

  • Prefira estabelecimentos com uma climatização adequada, onde as garrafas estejam deitadas e ao abrigo da luz.
  • Observe o estado da garrafa. O nível de líquido não deve estar abaixo do normal.
  • Leia o rótulo para ter a certeza do que está a comprar. Por exemplo, pode procurar um espumante branco e estar a levar um rosé ou preferir um bruto e comprar um seco.
  • Denominações como Vinho espumante, Vinho espumante de qualidade ou VEQPRD nem sempre estão associadas a uma melhor qualidade. Não devem, por isso, ser um critério de escolha.
  • De nada serve guardar garrafas em casa, pois o espumante não melhora com a idade. Mas se prefere ter algumas de reserva, guarde as garrafas deitadas em local seco e ao abrigo da luz, com uma temperatura a rondar os 12 a 14º C (por exemplo, numa cave).
  • Se não tem onde guardar as garrafas nas condições adequadas, compre apenas as que prevê consumir em breve. É preferível do que guardá-las no frigorífico durante meses.
  • Antes de comprar, compare preços entre estabelecimentos, pois as diferenças são significativas.

 Festa dos sentidos

  • O vinho espumante deve servir-se frio (entre 6 e 8º C). Coloque a garrafa num recipiente com água e gelo durante 15 a 20 minutos ou no frigorífico 3 a 4 horas antes de o servir. Nunca coloque a garrafa no congelador: em caso de esquecimento, pode rebentar.
  • Para abrir a garrafa, incline-a ligeiramente e distorça a argola da armação que segura a rolha. Retire a película que envolve a rolha e a armação. Se a rolha começar a sair logo, é mais prudente retirar tudo de uma vez.
  • Pegue na garrafa com uma mão e segure a rolha com a outra. Rode a garrafa (e não a rolha, para esta não se partir). A rolha deve sair lentamente com pouco ruído. Cuidado ao abrir a garrafa, sobretudo com os olhos. A sobrepressão dos espumantes pode atingir 7 bares, enquanto a dos pneus de um carro ronda os 2 bares.
  • Sirva em copos de vidro altos e estreitos, que permitam observar melhor a corrida das bolhas frescas e efervescentes. Com estes copos, perde menos gás ao servir. Para a espuma não transbordar, encha os copos até pouco mais de meio.