Dicas

Qual a melhor forma de pintar a casa?

O que é melhor para pintar aquela parede grande lá de casa? E para os pequenos detalhes, como rodapés ou cantos? Pistola, rolo ou esponja de pintura? Saiba qual a melhor opção.

04 agosto 2021
pintar parede com um rolo

iStock

A casa precisa de ser pintada, mas não faz ideia do que usar para ser mais eficaz e mais barato? A resposta é como tudo na vida: depende. Avalie que superfícies vão ser pintadas e faça alguns preparativos.

Antes de começar, deve verificar se a superfície que vai pintar está em boas condições e aproveitar para fazer as reparações dos defeitos e dos furos: arrancar toda a tinta que esteja já a descascar e aplicar sobre essa reparação uma massa própria, deixar secar bem e lixar. Se a parede tiver sujidades, há que fazer a limpeza, lavar com detergente neutro, eliminar bem todos os restos de detergente e deixar secar.

Ainda antes de pintar, isole muito bem todo o espaço, tanto o chão como portas, janelas e locais que não queira pintar. Depois, é só escolher a tinta e o material mais adequado para pintar, e deitar mãos à obra.

Se não se sente à altura deste desafio, contrate um profissional de confiança e validado pelo DECO PROTESTE SELECT. Visite o nosso site, pesquise e encontre a opção ideal.

Conheça o DECO PROTESTE select

Pistola com compressor incorporado

Para pintar pequenas superfícies ou para trabalhos que exijam algum detalhe, as pistolas com compressor integrado podem ser uma boa opção. Contudo, algumas são pesadas, exigindo maior esforço para quem esteja a pintar. Para que uma superfície fique bem coberta podem ser necessárias várias demãos de tinta. Por isso, não é a opção certa para quem não tem tempo a perder. Além disso, a sua lavagem é trabalhosa.

 
(Fotografia: João Ribeiro)

Pistola com compressor externo

Mais leve do que a opção anterior, uma pistola com compressor externo permite pintar uma grande superfície muito rapidamente. É a opção ideal para grandes superfícies, garagens, muros e paredes exteriores.

 
(Fotografia: João Ribeiro)

Rolo com extensor

Dependendo da marca, os rolos com extensor podem ser difíceis de montar e de encher com tinta. Para pinturas que exijam detalhe, não aconselhamos esta opção. A limpeza também pode ser demorada.

 
(Fotografia: João Ribeiro) 

Rolo tradicional

Regra geral, é fácil de montar, permite obter bons resultados em termos de textura e chega com facilidade aos cantos. A lavagem também é simples. Recomendamos a utilização em áreas pequenas, como quartos ou pequenas salas.

 
(Fotografia: João Ribeiro)

 Esponja de pintura

Uma esponja de pintura só é aconselhada se o objetivo for obter uma textura irregular. Caso contrário, pode ter de insistir sobre o mesmo local na tentativa de obter um acabamento liso. É fácil de manusear, mas só a recomendamos para pequenas zonas lisas com grande detalhe e muitos isolamentos.

 
(Fotografia: João Ribeiro)

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.