Notícias

Concorrência aumenta, mas Netflix continua à frente

A pandemia tornou-nos fãs do streaming de vídeo, e o ano passado viu a concorrência aumentar, com a chegada da Disney+ ao grupo que integrava Amazon Prime Video, Apple TV+, HBO e Netflix. Ainda assim, a Netflix continua a ser a mais interessante.

  • Dossiê técnico
  • António Alves e José Almeida
  • Texto
  • Inês Lourinho
17 março 2021
  • Dossiê técnico
  • António Alves e José Almeida
  • Texto
  • Inês Lourinho
Rapaz deitado numa cama, com headphones no pescoço, a fazer streaming de vídeo num computador portátil pousado nos joelhos

iStock

A pandemia tem feito de nós verdadeiros dependentes do ecrã, e para esta relação de subordinação contribui o apelo dos serviços de streaming. Séries, filmes e outras ficções têm sido um dos planos de fuga à realidade. O primeiro confinamento fez disparar o número de subscrições. Em abril de 2020, eram 2,58 milhões os portugueses com um serviço de streaming. O entusiasmo recuou no verão. Mesmo assim, no ano passado, a Netflix, o serviço mais popular, superou os 200 milhões de subscritores em todo o mundo.

Foi também em 2020 que a Disney+, insuperável nos conteúdos para o público infantil, se estreou entre nós, juntando-se a Amazon Prime Video, Apple TV+, HBO e Netflix. Como escolher?

Depende muito dos gostos pessoais e das séries que acompanha. Mas existem outros aspetos importantes na decisão: preço, qualidade da imagem, facilidade em navegar na plataforma e localizar conteúdos, quantidade de aparelhos a partir dos quais é possível aceder ao serviço, número de logins simultâneos e gestão dos dados móveis.

Analisámos os cinco serviços disponíveis em Portugal, e encontrámos diferenças substanciais entre eles. De forma resumida, o plano Ultra-HD da Netflix é o melhor, mas a mais interessante relação entre a qualidade e o preço cabe à Amazon Prime Video, desde que seja um utilizador pouco intensivo e lá em casa não haja crianças interessadas em desenhos animados. Nesse cenário, a Disney+ será melhor opção.

Exclusivo Simpatizantes

Para ler, basta ter conta no site (disponível para subscritores e não-subscritores).

Entrar

Não tem acesso? Criar conta gratuita

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.