Notícias

Consumidores revelam as marcas mais fiáveis em tecnologia

Telemóveis, televisores, tablets, computadores portáteis, máquinas digitais e impressoras: mais de 80 mil utilizadores revelam as marcas mais fiáveis e partilham as avarias mais frequentes.

  • Dossiê técnico
  • Ana Almeida
  • Texto
  • Cécile Rodrigues e Nuno César
12 julho 2021 Exclusivo
  • Dossiê técnico
  • Ana Almeida
  • Texto
  • Cécile Rodrigues e Nuno César
tecnologia marcas fiáveis consumidores as estrelas da fiabilidade

iStock

A experiência dos consumidores ao longo de anos de utilização permite-nos identificar as avarias mais frequentes, às quais os fabricantes devem dedicar mais atenção, e estabelecer o ranking de fiabilidade das marcas para cada família de equipamentos. 

Problemas com a bateria e o carregador são algo frequentes nos smartphones, mas também nos computadores portáteis, nos tablets e nas máquinas fotográficas digitais. Um em cada cinco inquiridos aponta ainda falhas na função táctil dos ecrãs dos smartphones e tablets. Nos portáteis, parece também algo frequente o disco rígido avariar e, nos televisores, o comando é claramente o elo mais fraco. 

Muitas avarias sem conserto ou que não compensam reparar

O nosso inquérito online, realizado em setembro de 2020 junto dos nossos subscritores, permitiu-nos calcular a durabilidade média dos equipamentos e descobrir os principais motivos que levaram os consumidores a trocar os antigos por novos. Como pode ver no gráfico, em muitos casos, o aparelho não tinha conserto (ou tinha, mas não havia peças de substituição, por exemplo) ou a reparação não compensava, por ser cara e custar quase tanto ou mais do que a aquisição de um novo ou por falta de interesse em reparar. O inquérito foi feito no nosso país, mas também em Espanha, Itália, Bélgica e França. Aos dados de 2020, adicionámos os de 2019, para uma maior robustez das conclusões. Recebemos um total de 80 911 respostas, 9030 das quais em Portugal.

Mais de 40% dos equipamentos vão para o lixo
por falta de peças ou arranjos que não compensam

Gráfico - equipamentos de tecnologia sem conserto

Lamentavelmente, aparelhos com apenas três anos de vida, nalguns casos, acabam por juntar-se à preocupante montanha de lixo elétrico e eletrónico, que não para de crescer de ano para ano. Em 2018, foram recolhidas cerca de 67,7 mil toneladas de resíduos elétricos e eletrónicos em Portugal. Consulte os nossos testes e inquéritos e dê preferência a marcas com menor risco de falhar, para que o investimento compense. E se um aparelho avariar e não tiver conserto, é importante reportar a situação, para que possamos fazer pressão junto dos fabricantes. 

DENUNCIE APARELHOS QUE AVARIAM ANTES DO TEMPO

Marcas mais fiáveis a um scroll

Alguns equipamentos exigem um investimento de largas centenas de euros. Convém munir-se dos melhores conselhos para garantir que serão do seu agrado e não irão avariar de forma precoce. Este inquérito permite obter informação que não é possível avaliar a curto prazo em laboratório. Descubra as marcas mais fiáveis de smartphones, tablets, computadores, impressoras, televisores e máquinas fotográficas. Os resultados apresentados variam entre uma e cinco estrelas: quanto maior a constelação, maior a fiabilidade da marca. Para descobrir as nossas Escolhas Acertadas e onde adquirir os modelos eleitos ao melhor preço consulte os nossos comparadores em constante atualização.

Smartphones com muitas falhas de bateria

Quase todos os portugueses (nove em cada dez) têm um smartphone, em dois terços dos casos de gama média, sendo que 42% pagou até 250 euros pelo equipamento. A grande maioria optou por modelos equipados com Android (o sistema operativo iOS apenas representa 18% da amostra) e dotados de ecrãs generosos, com mais de 5,1 polegadas em mais de três quartos dos casos. Ulefone e Blackview são as marcas que envolvem maior risco de avaria, com três estrelas na fiabilidade. As marcas mais fiáveis, com 5 estrelas, são 11 no total.

Faça login no site para continuar a ler o artigo e saber quais os equipamentos de tecnologia que mais avariam.  

Se ainda não é subscritor, conheça estas e outras vantagens da assinatura.

Subscrever

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.