Dicas

Como escolher um telemóvel para fotografar

A maioria das pessoas já não precisa de uma máquina fotográfica avançada para tirar boas fotografias. As câmaras dos telemóveis estão cada vez mais desenvolvidas e são capazes de satisfazer as necessidades de muitos. Saiba como escolher.

Escolher telemóvel

iStock

Os smartphones conquistaram um lugar cativo no bolso dos consumidores – quase nove em dez dos respondentes ao nosso inquérito online sobre aparelhos tecnológicos, realizado em setembro de 2021, possuíam um destes telemóveis.

Em regra, estes telemóveis tendem a estar equipados com câmaras que conseguem substituir uma máquina fotográfica dedicada. As câmaras dos telemóveis têm inovado muito nos últimos anos e os próprios ecrãs têm cada vez maior qualidade, o que é ideal para a visualização e a edição das fotografias de forma imediata.

Claro que há máquinas fotográficas mais avançadas, como algumas híbridas e SLR, que continuam noutro patamar de qualidade, com destaque para os modelos equipados com sensores de maior dimensão (por exemplo, full-frame). Para um entusiasta da fotografia, que pretenda explorar definições manuais, a presença de certas funcionalidades fazem a diferença:

  • zoom ótico (em alguns casos, pode exceder as 60 ampliações);
  • acesso simples a ajustes manuais (com botões de acesso direto);
  • visor ocular (para fotografar em situações de muita luz).

Mas, se não tenciona gastar dinheiro num equipamento dedicado, pode obter resultados muito satisfatórios com a câmara de um telemóvel. Saiba como escolher.

6 características a considerar na escolha do telemóvel para fotografar

Ecrã

Quanto melhor a qualidade do ecrã (ou seja, a sua resolução, o brilho, as cores e a fluidez), melhor será a capacidade para avaliar o aspeto final da sua fotografia, bem como para proceder à edição da mesma.

Número de megapíxeis (MP)

Um megapíxel representa um milhão de píxels, ou seja, de pontos que constituem a imagem final, sendo gerado a partir de elementos sensíveis à luz (fotorecetor) no sensor da câmara.

O sensor tem a função de capturar a luz, tal como sucede com os filmes dos aparelhos analógicos. A diferença é que, no caso do filme, a imagem fica gravada no mesmo (sob a forma de negativo). Já no caso do sensor, a luz é transformada em impulsos elétricos em reação à exposição da luz, mas limita-se a transmitir a informação, sendo que o armazenamento das imagens é feito numa memória sob o formato digital.

O sensor possui milhões de elementos sensíveis à luz, logo, quanto maior a quantidade destes elementos, maior a resolução do aparelho e o potencial para capturar mais detalhes.

A maioria dos telemóveis presentes no nosso comparador oferece sensores, no mínimo, de 12 MP. Muitos chegam até aos 48 MP, 64 MP ou até mesmo 108 MP. Todos os dispositivos contam com mais de uma câmara traseira e sensor.

 

Please fill the source and the alt text 
Este é o sensor de 108 MP (ISOCELL Bright HM1 da Samsung) que equipa o Samsung Galaxy S20 Ultra 5G.

A resolução do sensor e a das fotos produzidas pelo telemóvel nem sempre coincidem. Por exemplo, o sensor acima representado, tal como muitos outros que apresentam valores de resolução elevados, utiliza “pixel-binning” para aumentar a sensibilidade da luz, ao agrupar os píxeis adjacentes, formando um único píxel na imagem final.

Lembre-se ainda que não vale a pena ter um aparelho com um valor elevado de resolução, se o tamanho do sensor for reduzido, visto que a sensibilidade à luz pode reduzir e originar fotografias com ruído, por exemplo.

Abertura

A abertura é o que determina a quantidade de luz que entra na lente e atinge o sensor. É medido pelo indicador f e um número. Quanto menor for esse número, maior será a abertura. Por exemplo, uma abertura de f/2 é maior do que uma de f/16. Contudo, sejam aberturas grandes ou pequenas, ambas conseguem produzir resultados satisfatórios, consoante a situação.

Os valores de abertura que podem ser encontrados nos telemóveis atuais (com destaque para os de gama alta) são superiores aos da maioria das máquinas fotográficas testadas. Mas isso significa que as câmaras dos telemóveis são mais sensíveis à luz?

Uma abertura maior (que permite que a maioria da área do sensor receba luz) não significa que receba mais luz, se o sensor for pequeno. Por exemplo, uma abertura de f/19 numa câmara com um sensor de grandes dimensões (full frame), pode resultar na mesma sensibilidade à luz que uma abertura de f/2.2 com um sensor de 1/3 polegadas.

Velocidade de obturação e de focagem

Se pretende tirar fotografias de objetos em movimento rápido (por exemplo, desporto), precisa que a câmara do telemóvel possibilite uma utilização de velocidades de disparo (obturação) muito elevadas, bem como uma focagem rápida e precisa.

Ampliação 

Os corpos dos smartphones são demasiado pequenos para que se possam integrar lentes zoom. Em regra, os fabricantes tentam contornar essa limitação com a utilização de múltiplas lentes, que podem apresentar diferentes distâncias focais.

Em vez de ter um zoom clássico, pode escolher entre diferentes modos de fotografia (por exemplo, wide ou tele), que ao usarem distâncias focais díspares, apresentam diferentes fatores de ampliação do objeto a fotografar.

Contudo, a capacidade de ampliação tende a ser limitada e o recurso ao zoom digital (ampliação por software) irá resultar na perda de qualidade das imagens, o que não acontece, na maioria dos casos, com uma máquina fotográfica dedicada, normalmente equipada com zoom ótico muito mais potente.

Valores ISO

O ISO é um recurso que permite aumentar a sensibilidade da câmara à luz, o que pode ser útil em locais mais escuros ou em situações em que precisa de uma velocidade de disparo mais alta. 

Quanto maior o valor ISO, maior será a sensibilidade à luz. Porém, existe também uma maior perda de qualidade, através da introdução de ruído nas imagens, embora varie consoante o telemóvel.

Quais os telemóveis com melhores câmaras?

Os grandes fabricantes lançam novos modelos todos os anos, com tecnologia cada vez mais eficiente. Se procura uma boa câmara num telemóvel, as melhores opções da mais recente geração de smartphones são:

  • iPhone 13 Pro Max;
  • Samsung Galaxy S22 Ultra;
  • Google Pixel 6 Pro;
  • Huawei P50 Pro;
  • Sony Xperia 5 III;
  • OnePlus 9 Pro 5G.

Ainda não tem a certeza sobre qual o melhor telemóvel para si? Consulte o nosso comparador para ajudar a decidir entre dezenas de modelos testados em laboratório.

Comparar resultados e preços de telemóveis

Para que servem as múltiplas câmaras dos telemóveis?

Existem diversas utilizações possíveis para as múltiplas câmaras e muitos fabricantes optam por diferentes combinações para os seus modelos. Utilizemos o exemplo do Samsung Galaxy S20 Ultra 5G para compreender a utilidade das suas câmaras.

Este modelo possui quatro câmaras traseiras, com diferentes resoluções e propósitos, sendo que duas destas podem ser combinadas, por exemplo, quando se recorre ao modo retrato (em que a câmara de “profundidade” serve como auxiliar). Quanto altera o modo de fotografia (standard, wide, tele e retrato) utiliza uma entre as quatro câmaras do aparelho:

  • uma câmara “standard” (ou câmara wide-angle) com um sensor de 108 MP, que produz fotografias com 12 MP de resolução;
  • uma câmara ultra-wide, com 12 MP, permite alargar o ângulo de visão;
  • uma câmara para a deteção de profundidade, para obter o efeito de profundidade de campo;
  • uma câmara com lente “tele”, com o recurso a uma câmara periscópica.

As lentes “tele” são mais volumosas, o que se torna desafiante num equipamento com as dimensões dos telemóveis. As câmaras periscópicas integram um sensor colocado num plano perpendicular ao telemóvel, para que haja mais espaço para lentes mais volumosas e, consequentemente, maior zoom ótico. Isso permite, por exemplo, um zoom de 4x (como no caso do Samsung Galaxy S20 Ultra 5G), enquanto oferece uma distância focal de 102 milímetros, que é considerada uma boa capacidade de ampliação.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.