Notícias

Doze medidas para reduzir o risco de cancro

29 janeiro 2021
Uma dúzia de práticas e comportamentos que pode adotar para reduzir o risco de sofrer de doença cancerígena.

O cancro é uma das principais causas de morte em Portugal. Há 12 recomendações para reduzir o risco de incidência da doença.

O cancro é das doenças mais fatais na Europa e a tendência é para o aumento do número de casos, sobretudo, pelo aumento da longevidade. Os cancros com maior mortalidade são o do pulmão, o colorretal, o da mama e o da próstata, segundo dados de 2018 do Observatório Global do Cancro.

Qualquer pessoa pode desenvolver um tumor maligno, mas há fatores, além da hereditariedade, que aumentam a propensão. Embora o organismo possua defesas contra algumas mutações, estas podem ficar enfraquecidas por agentes externos como os químicos cancerígenos do fumo do tabaco. O consumo de tabaco está na origem da maioria dos casos de cancro do pulmão.

Outros fatores que influenciam o surgimento da doença incluem a obesidade e o excesso de peso, o sedentarismo, o consumo de álcool, a exposição excessiva ao sol e a outras fontes de radiação (como o radão), bem como a produtos químicos cancerígenos e determinadas infeções. Por estes motivos, a proteção e prevenção são aconselháveis em qualquer idade.

O Código Europeu Contra o Cancro aconselha doze medidas para reduzir o risco de incidência da doença:

  1. Não fume (não consuma qualquer forma de tabaco).

  2. Faça da sua casa um local sem fumo e apoie regras antitabágicas no local de trabalho.

  3. Mantenha um peso saudável.

  4. Mantenha-se fisicamente ativo no dia-a-dia, limitando o tempo que passa sentado.

  5. Tenha uma dieta saudável: coma bastantes cereais integrais, leguminosas, vegetais e frutas, de preferência da época; limite os alimentos muito calóricos (com muito açúcar ou gordura) e evite as bebidas açucaradas; evite as carnes processadas (enchidos, carnes fumadas, etc.), as carnes vermelhas e os alimentos com elevado teor de sal.

  6. Se consumir álcool, limite o seu consumo. Não consumir bebidas alcoólicas é benéfico para a prevenção do cancro.

  7. Evite a exposição excessiva ao sol, especialmente nas crianças. Use protetor solar. Não use solários.

  8. Proteja-se de substâncias cancerígenas no seu local de trabalho, seguindo as instruções de segurança e saúde.

  9. Verifique se está exposto a elevados níveis de radiação derivada de radão natural em casa. Tome medidas para reduzir os níveis elevados de radão.

  10. No caso das mulheres, a amamentação reduz o risco de cancro da mama. Se puder, amamente o seu bebé. A terapêutica hormonal de substituição (THS) aumenta o risco de determinados cancros. 

  11. Assegure-se de que os seus filhos estão vacinados contra a Hepatite B (no caso dos recém-nascidos) e o Vírus do papiloma humano (HPV).

  12. Participe em programas de rastreio do cancro: cancro colorretal (homens e mulheres); cancro da mama e do colo do útero (mulheres).

Visite a página do Código Europeu Contra o Cancro para conhecer mais detalhes sobre os vários tipos de cancro, o que o provoca e o que pode fazer.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós