Notícias

Doze medidas para reduzir o risco de cancro

02 agosto 2016
Uma dúzia de práticas e comportamentos que pode adotar para reduzir o risco de sofrer de doença cancerígena.

02 agosto 2016
O cancro está entre as principais causas de morte na União Europeia. A Comissão Europeia elaborou um código com doze recomendações para reduzir o risco de incidência da doença. Estima-se que, se todos as adotassem, metade das mortes por cancro na Europa seriam evitadas.
O cancro é das doenças mais fatais na Europa e a tendência é para o aumento do número de casos, algo que se deve em grande parte ao aumento da longevidade. Sabe-se que o consumo de tabaco está na origem da maioria dos casos de cancro do pulmão.

O cancro da traqueia, brônquios e pulmão foi o mais mortal em Portugal no ano de 2014, registando tanto o maior número de óbitos (3 927), como a mais elevada taxa de mortalidade: 37,8% (taxa por 100 000 habitantes).

Qualquer pessoa pode desenvolver um tumor maligno, mas há fatores, para além da hereditariedade, que aumentam a propensão. Embora o organismo possua defesas contra algumas mutações, estas podem ficar enfraquecidas por agentes externos como os químicos cancerígenos do fumo do tabaco.

Outros fatores que influenciam o surgimento da doença incluem a obesidade e o excesso de peso, o sedentarismo, o consumo de álcool, a exposição excessiva ao sol e a outras fontes de radiação (como o radão), bem como a produtos químicos cancerígenos e determinadas infeções. Por estes motivos, a proteção e prevenção são aconselháveis em qualquer idade.

Com base nas melhores provas científicas disponíveis, o Código Europeu Contra o Cancro aconselha a adoção de doze medidas para reduzir o risco de cancro.

1. Não fume. Não consuma qualquer forma de tabaco.

2. Faça da sua casa uma casa sem fumo. Apoie regras antitabágicas no local de trabalho.

3. Mantenha um peso saudável.

4. Mantenha-se fisicamente ativo no dia-a-dia. Limite o tempo que passa sentado.

5. Tenha uma dieta saudável:
  • coma bastantes cereais integrais, leguminosas, vegetais e frutas;
  • limite os alimentos muito calóricos (com muito açúcar ou gordura) e evite as bebidas açucaradas;
  • evite as carnes processadas (enchidos, carnes fumadas, etc.), as carnes vermelhas e os alimentos com elevado teor de sal.
6. Se consumir álcool, limite o seu consumo. Não consumir bebidas alcoólicas é benéfico para a prevenção do cancro.

7. Evite a exposição excessiva ao sol, especialmente nas crianças. Use protetor solar. Não use solários.

8. Proteja-se de substâncias cancerígenas no seu local de trabalho, seguindo as instruções de segurança e saúde.

9. Verifique se está exposto a elevados níveis de radiação derivada de radão natural em casa. Tome medidas para reduzir os níveis elevados de radão.

10. Para as mulheres:
  • a amamentação reduz o risco de cancro da mama. Se puder, amamente o seu bebé;
  • a terapêutica hormonal de substituição (THS) aumenta o risco de determinados cancros. 
11. Assegure-se de que os seus filhos estão vacinados contra:
12. Participe em programas de rastreio do cancro para:
  • cancro colorretal (homens e mulheres);
  • cancro da mama (mulheres);
  • cancro do colo do útero (mulheres).
Visite a página do Código Europeu Contra o Cancro para conhecer mais detalhes sobre os vários tipos de cancro e toda a fundamentação destas doze recomendações.