Notícias

Intermediários de crédito: o que são?

O serviço de intermediação ajuda os consumidores a contratarem um crédito à habitação ou pessoal, sem terem de percorrer todos os bancos para conseguirem uma boa proposta. Saiba o que são os intermediários de crédito e quais as principais vantagens de recorrer a este serviço.

23 agosto 2022
intermediários de crédito

iStock

Para pedir um crédito pessoal ou à habitação, pode fazer simulações em vários bancos ou recorrer a intermediários de crédito que o façam por si. Além de poupar tempo e de ter ajuda personalizada, também pode conseguir melhores condições contratuais.

O que são intermediários de crédito?

Um intermediário de crédito é uma entidade que participa no processo de concessão de crédito. Pode desenvolver uma ou mais das seguintes atividades:

  • apresentar ou propor contratos de crédito aos consumidores;
  • prestar assistência aos consumidores durante a preparação de contratos de crédito, mesmo que não tenham sido apresentados ou propostos por si;
  • celebrar contratos de crédito com consumidores em nome das instituições mutuantes;
  • prestar serviços de consultoria, através da emissão de recomendações personalizadas sobre contratos de crédito.

Segundo o Banco de Portugal, um intermediário de crédito não está autorizado a conceder crédito, nem pode intervir na comercialização de outros produtos ou serviços bancários, como depósitos a prazo ou serviços de pagamento. 

Tipos de intermediários de crédito

Existem diferentes categorias de intermediários de crédito. Um intermediário de crédito não pode exercer atividade em mais do que uma dessas categorias.

Intermediário de crédito vinculado

Atua em nome e sob a responsabilidade total e incondicional do mutuante ou de vários mutuantes com quem tenha celebrado contrato de vinculação. São os mutuantes que asseguram integralmente a remuneração de um intermediário de crédito vinculado, não podendo cobrar quaisquer quantias aos consumidores.

Intermediário de crédito a título acessório

Fornece bens ou serviços (comerciante, por exemplo) e, em nome e sob responsabilidade total e incondicional do mutuante ou de vários mutuantes, atua como intermediário de crédito, tendo em vista a venda dos bens ou serviços por si oferecidos. O intermediário a título acessório é um intermediário vinculado e, como tal, são os mutuantes que asseguram integralmente a sua remuneração, não podendo cobrar quaisquer quantias aos consumidores.

Intermediário de crédito não vinculado

Atua como intermediário de crédito sem que tenha celebrado contrato de vinculação com qualquer mutuante. Este intermediário celebra um contrato de intermediação com o consumidor, no qual são estabelecidos os termos e condições da prestação de serviços de intermediação de crédito. Neste caso, são os consumidores que asseguram integralmente a remuneração do intermediário, não podendo este receber quaisquer quantias de mutuantes.

Porque se deve recorrer a intermediários de crédito?

Recorrer a intermediários de crédito pode trazer várias vantagens para o consumidor.

  1. Melhores condições contratuais. Os intermediários de crédito recolhem várias propostas de empréstimo, pelo que conseguem melhores condições em spreads e TAEG.
  2. Poupança de tempo e dinheiro. Com um intermediário de crédito, os consumidores não têm de se deslocar fisicamente aos bancos, poupando tempo e dinheiro. Além disso, conseguem que o processo seja mais rápido porque os intermediários conhecem todas as etapas de um pedido de empréstimo.
  3. Ajuda personalizada. O consumidor pode esclarecer as dúvidas que surjam ao longo do processo com o intermediário de crédito, até ter a aprovação do pedido.

Intermediação com a PROTESTE CRÉDITO

A PROTESTE CRÉDITO é um intermediário de crédito vinculado e não exclusivo. O objetivo é encaminhar e agilizar a tarefa dos consumidores que procuram as melhores soluções de financiamento, fazendo a ponte com as várias instituições de crédito. 

Sem custos para o consumidor

Para usar este serviço, aceda ao site e clique no produto que pretende – crédito habitação ou pessoal. De seguida, é encaminhado para um simulador. Aí indica o valor do financiamento e da avaliação do imóvel (quanto vale a casa), o prazo, a finalidade e a localização do imóvel, e visualiza as opções. Se pretender crédito pessoal, é encaminhado para um simulador da DECO PROTESTE, onde indica o montante do empréstimo e o prazo. Ambos os simuladores refletem a análise regular à oferta do mercado. Se quiser dar o passo seguinte, e estiver interessado numa solução de uma instituição de crédito com a qual a PROTESTE CRÉDITO tem um acordo de vinculação, são solicitados alguns dados adicionais, necessários para que, em pouco tempo, possa receber uma proposta do banco que escolheu.

Os dados dependem do que cada banco considera necessário para apresentar uma proposta de financiamento, mas, em regra, são dados pessoais e informação sobre os rendimentos e despesas do agregado familiar, incluindo encargos com outros créditos. Com estes elementos, o banco consegue avaliar o processo, incluindo a solvabilidade do consumidor (obrigatória), envia-lhe uma proposta e toda a documentação pré-contratual associada, nomeadamente a ficha de informação normalizada europeia (FINE), no caso do crédito à habitação, ou, no crédito pessoal, a ficha de informação normalizada (FIN). 

O serviço de intermediação da PROTESTE CRÉDITO não tem custos para o consumidor. Como qualquer intermediário vinculado, a remuneração provém dos acordos de vinculação com as instituições. Pode ver essa informação no site.

Como confirmar quais as instituições autorizadas

Para ser intermediário de crédito autorizado, um particular ou empresa tem de submeter o pedido ao Banco de Portugal através de um formulário. Caso seja autorizado, o seu nome constará da lista de intermediários de crédito que a instituição disponibiliza no site. Todas as entidades deste género autorizadas pelo Banco de Portugal precisam de ter formação acreditada por esta instituição. 

Se recorrer a um intermediário de crédito, além de verificar a lista, ao escolher uma proposta de empréstimo, peça sempre a ficha de informação normalizada (FIN). Aqui encontrará todos os detalhes do crédito e consegue verificar a legitimidade do intermediário (a informação do intermediário tem de estar discriminada na FIN/FINE). Desconfie se lhe negarem este documento ou se não lhe fornecerem toda a informação pré-contratual.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.