última atualização: 27/05/2021

Qual a vossa opinião?.

Boa tarde, necessito da vossa opinião, que desde já agradeço.

Tenho a intenção de instalar um sistema de produção de energia electrica para auto consumo. Tenho três simulações feitas e já cotadas, pela EDP a ei energia (parceira da GALP) e IKEA (associada). Mais ou menos todos oferecem os 4 paineis a rondar os 2400€, chve na mão, todos se baseiam no mesmo simulador, paineis montados a sul 35 graus inclinação.

Na oferta da IKEA especificam a instalação de um inversor para os quatro paineis.

Na oferta da EDP cada painel tem um micro inversor, instalado no próprio painel que a IKEA argumenta que existe o risco de sobre aquecimento do micro inversor, comprometendo a integridade e o desempenho do micro inversor.

A ei energia parceira da GALP não refere qualquer detalhe.

Agradeço a vosso comentário, um inversor  ou quatro micro inversores?. Atendendo ao custo/beneficio ustifica-se a instalação de um sistema solar tracker?. 

Cumprimentos

Cesário Azevedo

 

 

      

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Produzir eletricidade da comunidade Energias Renováveis

3 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
18/05/2021

Olá Cesário,

Do pouco que sei acerca do assunto, e pelo que vi num vídeo sobre assunto:
- se tiver um inversor por painel, avaria um inversor, vai perder 1/4 da sua produção de eletricidade, enquanto este não for reparado/substituído;
- se tiver um inversor para os 4 painéis, avariando o inversor, não vai ter produção de eletricidade.

Já agora, um inversor ou um micro inversor não é a mesma coisa?

Cumprimentos,
Gil

Faça login para aceder a este conteúdo. 
10/05/2021

Bom dia,

Em instalações com poucos painéis, a utilização de microinversores é interessante, pois apresenta as seguintes vantagens:

1) Possibilidade de cada painel ter uma orientação diferente, pois funciona de forma independente;
2) No caso de existir sombreamento num painel, apenas esse painel é afetado não prejudicando a produção total, como no caso da utilização de um inversor central;
3) Existência de um menor valor de tensão em corrente continua, porque os painéis não são interligados entre eles;
4) Menor possibilidade de erros na instalação, por parte do instalador;
5) Permite adicionar mais painéis, de uma forma simples;
6) Com a instalação de um sistema de monitorização da marca dos microinversores, permite fazer o acompanhamento individual de cada painel, ou seja acompanhar a sua produção ao longo do seu ciclo de vida.
Notas:
- É importante que seja informado da marca do microinversor e se o sistema proposto permite esse acompanhamento.
- Numa das marcas de microinversores, a instalação desse equipamento de monitorização permite uma garantia de 25 anos. Com essa marca também pode fazer o upgrade para as baterias.

Se por outro lado desejar ter uma instalação com mais painéis, para no futuro fazer um upgrade para as baterias, então já faz mais sentido ter um inversor central. Verifique com o fornecedor qual a marca e modelo do inversor que lhe estão a propor.

Para que possa perceber aquilo que está a produzir e a consumir, é importante que instale um sistema de monitorização, porque assim é que lhe vai permitir saber o que está a acontecer. Isto implica que a produção dos painéis tem de ser injetada no seu quadro elétrico principal e não numa tomada elétrica.


Se for possível, envie-nos uma descrição mais detalhada das propostas com indicação de: 1) marca, modelo e potencia dos painéis fotovoltaicos; 2) marca, modelo e potencia dos microinversores ou inversor central, 3) qual o sistema de monitorização proposto e o que faz e 4) garantias

Cumprimentos,
Equipa das energias renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
27/05/2021
, Respondeu:

Olá Pedro,

Fiquei com uma dúvida (entre muitas outras) , quando diz:
"Para que possa perceber aquilo que está a produzir e a consumir, é importante que instale um sistema de monitorização, porque assim é que lhe vai permitir saber o que está a acontecer. Isto implica que a produção dos painéis tem de ser injetada no seu quadro elétrico principal e não numa tomada elétrica."

Se a produção dos painéis for injetada numa tomada, o Equipamento de Medição Inteligente, o tal contador bidirecional que é necessário instalar se a produção for superior a 350 W e inferior a 30 kW, não vai fornecer essa informação?

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.