última atualização: 17/01/2021

Águas quentes e aquecimento central para apartamento T2

Bom dia,

 

Vivo num apartamento T2 com área útil 78 m2. Tem actualmente um termoacumulador instalado para aquecimento de águas quentes e não há uso de gás (apenas pré-instalação). Não pretendo instalar aparelhos a gás. Existe pré-instalação para caldeira a gás + tubagem aquecimento central. Habitam no máximo 2 pessoas.

 

Dadas as circunstâncias, justificar-se-ia para aquecimento de águas (em poupança e eficiência) substituir o termoacumulador por bomba de calor, tendo em conta a ocupação do apartamento e uso normal diário?

 

Quanto a aquecimento central e dentro das opções a electricidade (e aproveitando a pré-instalação existente) qual seria a mais eficiente e recomendável a instalar?

a) bomba de calor + radiadores?

b) bomba de calor + ventiloconvectores?

Outra opção mais interessante a electricidade?

 

Obrigado

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Aquecer o ar e climatizar da comunidade Energias Renováveis

1 Comentários

Filtrar por :
Melhor resposta
Faça login para aceder a este conteúdo. 
17/01/2021
Melhor resposta

Bom dia,
O aquecimento das AQS por termoacumulador é pouco eficiente, pois uma resistência elétrica se por exemplo consumir 1KW apenas consegue produzir 1KW para o aquecimento, ao contrário de uma bomba de calor (BC), que consegue produzir 4KW tendo em conta o mesmo consumo ou um esquentador/caldeira que tem uma eficiência de 75% ou mais no caso de ser de condensação.
Sendo assim a sua substituição é recomendada. Tem duas opções:
1) Aplicação de um termoacumulador hibrido, visto não desejar ter aparelho a gás.
Nota: ter em atenção às condições de instalação deste tipo de equipamentos. Ver: www.deco.proteste.pt/.../ariston-lydos-hybrid-inova-e-poupa-a-aquecer-agua;
2) Esquentador a gás natural, no caso de não ser possível a aplicação do termoacumulador hibrido.
Como apartamento tem uma pré-instalação para radiadores, então deve optar por uma caldeira a condensação que faz a produção das AQS de forma instantânea e o aquecimento central.
A utilização de uma bomba de calor para a sua situação implicaria:
1) Colocação de uma unidade exterior (semelhante às dos equipamentos de ar condicionado) colocada numa parede do edifico ou no interior de uma varanda (sem estar fechada);
2) Colocação de um depósito para as AQS, estando este interligado com a unidade exterior, com um mínimo de volume de 100L.
3) Alteração da pré-instalação dos radiadores para se conseguir instalar os ventiloconvectores, com a necessidade de colocação de um ponto de eletricidade e esgoto em cada local de implementação destes equipamentos.
Sendo assim e tendo em conta estas condicionantes desaconselho a aquisição de uma BC, sendo preferível optar pelo termocacumulador hibrido (só para as AQS) ou então a caldeira a condensação (para as AQS e Climatização)
Cumprimentos,
Equipa das energias renováveis

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.