última atualização: 02/05/2018

Consumo de energia brutal com bomba de calor BAXI Platinum BC Plus + paineis solares, é normal?

Boa tarde

Tenho uma questão para a qual ando à procura de uma ajuda e espero que aqui me consigam dar...

Vivo numa moradia recentemente renovada, 2 pisos de cerca de de 130 m2,com ótimo isolamento térmico, iluminação LED, eletrodomésticos A+/A++, painel solar e bomba de calor. Ou seja, todos os critérios que me permitiram ter uma ótima eficiência energética e consumos de eletricidade baixos. Mas, nos meses de inverno, a nossa conta de eletricidade anda entre 300 a 400€/mês, o que eu não acho normal numa casa onde habitam apenas 2 pessoas que só a ocupam durante a noite e fins de semana! Nos meses de verão, esse valor desce para os 100€, que consideramos mais ou menos normal. A minha questão é: as bombas de calor e os paineis solares são publicitados como o 'santo graal' dos baixos consumos de energia; mais de 300€/mês em eletricidade é normal numa casa em que tivemos todos os cuidados para otimizar a eficiência energética? 

Já pensei em fazer uma auditoria energética mas ao falar com um colega, foi-me explicado que aqui o "ladrão" de energia será à partida o depósito que mantém a água quente, recorrendo à energia elétrica quando não tem exposição solar suficiente (meses de inverno). Mas então e a bomba de calor não devia fazer qualquer coisa?

Desculpem a minha ignorância neste assunto, mas se alguém me puder ajudar... Isto de pagar quase um ordenado mínimo em eletricidade está a deixar-nos doidos. Se alguém conhecer um técnico sério que perceba de bombas de calor e que possa verificar esta situação, agradecia que me dessem o contacto. Já sei que não posso contar com o instalador do meu equipamento pois tem-se demonstrado pouco disponível para estas questões.

Detalhes: 

Bomba de calor reversível para climatização por ventiloconvetores/AQS (BAXI Platinum BC Plus) + Paineis solares

Sem rede de gás

Zona: grande Porto

Obrigada desde já! :)

Junte-se a nós

Esta informação foi útil e ajudou-o? Para apoiar a nossa comunidade, registe-se no site. É gratuito, demora menos de um minuto.

  • Pode perguntar e pedir conselhos
  • ler as contribuições dos nossos membros
  • dar o seu contributo 
  • receber o feedback de um especialista.

Registe-se em DECO PROTESTE para participar.
Entrar ou Registar

  Comentários

User name
VASCO DANIEL PINTO DIOGO
09/03/2018

Tenho uma situação semelhante: moradia com 400m/2 com bomba de calor e painéis solares, e contas de 200-300€/ mês no Inverno.

User name Moderator
Bruno Miguel | Moderador
13/03/2018

Olá Vasco,

No seu caso é admissível os seu valores, dependendo do perfil de utilização do sistema e existe sempre oportunidade para melhorar a eficiência energética. Num caso temos uma moradia dimensionada para 130m2 (2 ocupantes) outro para 400m2 e faturas mesmo assim inferiores.

User name
LUIS FERREIRA
09/03/2018

Boas, desligar resistência do painel solar.

User name Moderator
Bruno Miguel | Moderador
13/03/2018

Olá Lisa,

Após cuidada leitura do seu post, gostaríamos de tentar esclarecer aqui algumas questões.

As necessidades médias térmicas de uma família em Portugal são aproximadamente 50kWh/m2 por ano, sendo que para 130m2 prefaz as suas necessidades na ordem dos 6500 kWh/ano.

De acordo com o que refere, 400€/mês corresponde aproximadamente 2000 kWh/mês o que é manifestamente muito. Uma bomba de calor tem no mínimo um COP de 3, significando que se gastar 2000 kWh produz aprox 6000 kWh/mês.

Tendo ventiloconvectores a sua bomba de calor é utilizada tanto de inverno como de verão (para arrefecimento). Se no verão e a sua utilização for intensiva, à primeira vista, não me parece que o problema seja a bomba de calor como tecnologia que esteja a influênciar tal fatura.

Como está programada a Bomba de calor para atuar? Intervalos de tempo? temperaturas? Suponho que esteja priorizado para solar térmico. Tem resistência no depósito?

Em último recurso deve investir num sistema de monitorização de quadro ou tomada para verificar de onde vem os consumos elétricos.

Cumprimentos
Equipa CLEAR Portugal

User name
Lisa Oliveira
13/03/2018

Obrigada pela resposta Bruno.
Pelo que percebi da breve explicação do instalador, primeiro atua o solar térmico, depois a bomba de calor, e se mesmo assim o sistema não conseguir manter a água quente, entra então a resistência do depósito.
Eu já andei a pesquisar sobre equipamentos de monitorização de consumos, mas como o sistema da bomba de calor tem um pequeno quadro elétrico associado, não me sinto à vontade para andar lá a mexer, tenho receio de estragar algo!
Por isso, neste momento a minha dúvida é: devo investir numa auditoria energética para confirmar se os consumos exagerados devem-se a este equipamento? Ou avanço diretamente para a assistência técnica da Baxi uma vez que pode haver uma programação incorreta da bomba de calor?
Quanto à auditoria energética só encontro a EDP que a faça, e custa 225€ para a potência contratada. A assistência técnica da BAXI cobra-se de deslocações e pode apenas verificar que a bomba está bem programada... Não sei o que fazer.
Obrigada pela ajuda! :)

User name Moderator
Bruno Miguel | Moderador
13/03/2018

Pode sempre fazer a experiência de desligar a resistência elétrica com o aval do técnico responsável da Baxiroca e verificar como se comporta o sistema apenas com o solar térmico e bomba de calor, avaliando quando deixa de ficar sem energia térmica (água fria por exemplo) ou anormalidade no sistema de aquecimento.

De momento a Lisa não sabe se a elevada fatura provém de uma anormalidade do sistema instalado, afinal de contas ele fornece a energia necessária para o seu conforto. Avançar directamente para a assistência técnica Baxiroca pressupõem falha do sistema, coisa que parece não ter acontecido a não ser uma pressunção de altos consumos do seu equipamento. Mas é uma opção que a Lisa pode exercer para verificar qualquer anormalidade do sistema.

Não nos podemos pronunciar relativamente ao equipamento em questão no sentido em que não o testámos. 

Não se sentindo confortável na instalação de um sistema de monitorização, na qual aconselhamos a ser realizado por um elétricista acreditado, uma auditoria poderia ser viável. Ficando com um parecer técnico independente. Deve ser explicado com antecedência o que pretende, explicitando os equipamento e suas especificações técnica, tal como seu perfil de consumo, agregado familiar, horas de utilização da climatização, horas de banho, volume de deposito(será o adequado?), etc.

A ADENE é a agencia acreditada com peritos qualificados nos certificados energéticos aqui ou pode recorrer à EDP.

Com os melhores cumprimentos

Equipa CLEAR Portugal

User name
Lisa Oliveira
16/03/2018

Muito obrigada Bruno.
Depois de ter consultado outras pessoas que trabalham na área da eletricidade, todas acham que o consumo exagerado poderá estar relacionado com uma incorreta parametrização do sistema da bomba de calor, pelo que vamos então solicitar uma assistência técnica da marca para tirar a dúvida de vez.
Mais uma vez obrigada pela vossa resposta! :)

User name Moderator
Bruno Miguel | Moderador
16/03/2018

Agradecia a partilha do parecer técnico para que novos utilizadores possam tomar conhecimento.

Cumprimentos

Equipa CLEAR Portugal

User name
jose martins
27/04/2018

Entao qual foi o problema?

User name
Lisa Oliveira
02/05/2018

Bom dia a todos
Deixo aqui o ponto de situação sobre esta questão.
Depois de ter colocado aqui o tópico e ter falado com algumas pessoas, optamos por pedir a visita de um técnico especialista da Baxi-Roca. Foi então feita uma "auditoria/inspeção" ao sistema e concluído que para diminuir o consumo de energia elétrico será necessário adicionar ao sistema um depósito de inércia, uma bomba recirculadora e um termostato. O técnico também fez as seguintes pequenas recomendações de melhoria no global: alterar o local do sensor de temperatura exterior (que se encontra junto à porta da "casa das máquinas") para junto dos paineis solares; lavar os paineis solares com alguma regularidade e limpar os filtros dos ventiladores com mais frequência. Nessa visita ele baixou o setpoint de temperatura da água quente para um valor mais baixo (perto dos 40ºC) que estava demasiado alto (não sei ao certo qual), na sua opinião. Posso dizer que só com esse ajuste conseguimos baixar o consumo de energia elétrica, correspondendo na fatura a 80€.
Entretanto pedimos uma proposta ao instalador para a colocação dos tais equipamentos e fica por cerca de 1200€, o que ainda não adjudicamos (dói um bocado), mas decidimos que vamos avançar... Depois sim, espero ter mais novidades, mas penso que só no Inverno é que poderemos confirmar se o investimento valeu a pena ou não.
Obrigada!

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.