última atualização: 29/06/2020

Águas Quentes Sanitárias

Olá a todos.

Tenho uma casa independente R/c  com 60 m2 que vou aumentar fazendo um 2° andar. Passando para 120 m2 total de área dividida por 2 pisos. Já tenho aquecimento central a Pellets com uma caldeira de interior de 18 kw que de momento só faz aquecimento central, aquecimento por radiadores, mas que também dá para fazer AQS. E tenho um esquentador para AQS. Tenho um gasto anual em pallets de 400€ e de gás cerca de 360€. A casa já tem pré-instalação para painéis e para termo-acumulador. Quero eliminar os gastos com o gás.Gostaria de saber da solução mais viável aproveitando o que tenho?

 Obrigado 

 

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Aquecer água da comunidade Energias Renováveis

1 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
29/06/2020

Caro José,

em primeiro lugar, o que diz o Projeto de Térmica da renovação da sua habitação? Relembramos que deverá seguir as indicações do Projeto pois o Projetista tem o acesso a todos os dados para conseguir desenhar e dimensionar todos os sistemas.

À partida, diríamos que deve optar por um sistema solar térmico (até porque no caso de renovações significativas é obrigatória a sua instalação), mesmo que já tenha a caldeira a pellets que conta como solução baseada em energia renovável - só teria de verificar se a caldeira a pellets consegue fornecer a mesma energia para AQS que o sistema solar forneceria.

Seja como for, integrando um sistema solar térmico com a sua atual caldeira parece-nos uma solução muito interessante: fica com cerca de 70% da produção de AQS fornecido pelo sistema solar térmico enquanto os restantes 30% e o aquecimento são feitos pela caldeira a pellets. Neste cenário, poderá eliminar o esquentador a gás da equação.

A Equipa Energias renováveis.

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.