Dicas

Como combater pequenos incêndios em casa

Uma vela ou um cigarro mal apagado, uma frigideira com óleo a ferver ou um curto-circuito no sistema elétrico podem causar fogos em casa. Saiba como combater pequenos incêndios domésticos e o que fazer para os prevenir.

28 janeiro 2022
panela a arder no fogão

iStock

Há pequenos descuidos em casa que podem gerar incêndios devastadores, como carvão ainda aceso após um churrasco, uma vela que pega fogo a um tecido, um curto-circuito no sistema elétrico ou uma frigideira com óleo a ferver. Para controlar a situação em caso de incêndio enquanto espera pelo auxílio dos serviços de socorro, há algumas medidas que pode tomar.

Incêndios com óleos ou gorduras

Uma pequena chama numa frigideira pode ser abafada com uma tampa, um pano húmido ou cobertor antifogo, mas tenha cuidado para não queimar as mãos. Lembre-se de que não deve deitar água para cima de uma fritadeira ou frigideira a arder. A água está interdita no caso de incêndios com substâncias gordas, como solventes, gasolina ou óleo combustível.

Para não se queimar ao tentar extinguir o fogo, arranje uma manta húmida – ou, se possível, uma manta antifogo – e enrole as bordas em volta das mãos. Coloque delicadamente a manta em cima da chama, para apagar o fogo, e deixe-a ficar durante algum tempo. Nunca atire com a manta para cima da chama, já que pode empurrar a frigideira e alastrar ainda mais o incêndio. E antes que perca o controlo do fogo, deve sempre avisar os bombeiros através do número de emergência 112.

Fogos em madeira, tecidos ou papel

Se o material que está a arder for madeira, tecido ou papel, use um balde de água ou uma mangueira de rega para apagar o fogo.

Incêndios provocados por curto-circuito

Se a causa do fogo for um aparelho elétrico, comece por cortar a eletricidade. Se o motivo for algum aparelho que funcione a gás, corte o gás antes de tomar outras medidas. Além disso, se o incêndio tiver sido provocado por um curto-circuito, não deve utilizar água, já que esta implica um risco de eletrocussão.

Para incêndios deste tipo, é aconselhado o uso de um extintor. Use um modelo de classe ABC (para todas as classes de fogos domésticos) com etiqueta de manutenção válida. Lembre-se de ler primeiro as instruções de utilização. Regra geral, para utilizar um extintor, este deve ser orientado para a base das chamas e não para o alto.

Detetores de fumos para uma resposta rápida

Para se sentir mais seguro em casa, pode instalar detetores de fumos. Estes aparelhos detetam a presença de fogos, emitem um alerta e permitem-lhe combatê-los atempadamente ou fugir.

Pode optar por colocar detetores de fumos em cada divisão ou em apenas numa divisão central. No caso de preferir colocar apenas um, o melhor sítio é o corredor ou a zona da escada. Nas habitações com vários andares, o melhor é colocar um detetor em cada andar. Também é aconselhável colocar um detetor em todas as divisões que tiverem aparelhos de aquecimento (ou outros que impliquem um risco de sobreaquecimento).

Por outro lado, há locais onde não deve colocar detetores de fumos:

  • casa de banho e a cozinha, uma vez que o funcionamento do detetor pode ser alterado pelo grau de humidade excessivamente elevado e condensação;
  • locais com muito pó (cave, sótão, etc.), porque o risco de falso alarme é elevado e o pó que penetra nas aberturas do aparelho pode perturbar o seu funcionamento;
  • perto de ventoinhas, exaustores, etc., uma vez que as correntes de ar afetam o funcionamento dos detetores por provocarem uma acumulação do pó que circula no ar;
  • ou a garagem, devido aos gases de escape.

Como instalar um detetor de fumos

Um detetor de fumos cumprirá mais facilmente a sua função se estiver instalado no meio do teto. Evite, portanto, colocá-lo num canto. Se o colocar numa parede, deixe uma distância de 15 a 30 centímetros em relação ao teto. Geralmente, os detetores fixam-se com parafusos. Se necessário, comece por fazer os furos e inserir as buchas.

Os detetores de fumo funcionam a pilhas. Quando as pilhas estão gastas, o aparelho emite um aviso sonoro durante algum tempo. Para garantir que estão a funcionar nas devidas condições, utilize regularmente o botão de teste para confirmar o bom funcionamento do aparelho. De resto, a única coisa a fazer é limpar a grelha do detetor uma ou duas vezes por ano.

Se, por outro lado, preferir confiar a instalação a um profissional, procure uma empresa com boas referências. Visite o nosso site DECO PROTESTE SELECT e encontre um profissional validado por nós.

CONHEÇA O DECO PROTESTE SELECT

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.