Notícias

Embalagens das compras online com impacto no ambiente

O transporte das encomendas e os resíduos de embalagem originados têm impacto no ambiente. Analisámos 25 encomendas e encontrámos práticas muito díspares.

  • Dossiê técnico
  • Fábio Aparício e Fátima Martins
  • Texto
  • Isabel Vasconcelos
26 janeiro 2021
  • Dossiê técnico
  • Fábio Aparício e Fátima Martins
  • Texto
  • Isabel Vasconcelos
Caixas de cartão dispostas de modo a parecer uma cidade, com camiões e carrinhas de entrega de mercadorias nas estradas

iStock

A necessidade de ficar mais por casa, devido à pandemia, levou muitos consumidores a recorrerem às compras online, para conseguirem os produtos de que precisavam. Contudo, o comércio eletrónico tem impacto no ambiente. Além das emissões de poluentes, devido aos meios de transporte usados, e ao impacto na mobilidade, sobretudo nas grandes cidades, há que considerar o excesso de resíduos de embalagem. Nem sempre a escolha das empresas é a melhor ou a mais amiga do ambiente.

saiba como ser um consumidor sustentável

Para verificar o que chega a casa dos consumidores, comprámos dois produtos em diferentes lojas online e analisámos as embalagens secundárias (usadas no transporte) que chegaram. Mistura de diferentes materiais — cartão, papel e plásticos —, alguns sem possibilidade de reciclar, e em demasiada quantidade, bem como caixas muito volumosas foram os principais problemas detetados.

Muito plástico nas encomendas online

Para averiguar se as lojas online utilizam embalagens adequadas para enviar os produtos, em setembro e outubro de 2020, comprámos, de forma anónima, 25 produtos online — 13 pen USB e 12 frigideiras — em 18 lojas diferentes. Optámos por produtos do mesmo modelo, exceto quando não estava disponível. Neste caso, comprámos outro semelhante, com as mesmas formas e dimensões, de modo a facilitar a comparação entre lojas. Para cada encomenda recebida, analisámos:

  • peso - comparámos o peso da embalagem secundária com o do próprio produto. O uso de grandes caixas em cartão, cheias de material de enchimento para o bem expedido não se mover, aumenta muito o peso;
  • volume - medimos a embalagem externa e o produto, calculámos o volume e comparámos os valores obtidos. A melhor opção passa por ajustar o tamanho da embalagem ao formato do conteúdo ou usar materiais flexíveis, quando não se trata de produtos frágeis. Os sacos são uma solução preferível às caixas grandes;
  • materiais - considerámos o número de materiais diferentes utilizados — quanto menos, melhor, para facilitar a separação —, a percentagem de plásticos existentes como enchimento desnecessário (o cartão é penalizado no peso) e a reciclabilidade. Esta depende da natureza dos materiais e da possibilidade de serem separados, quando diferentes.
Avaliação das embalagens enviadas pelas lojas online
Lojas online Resultados Apreciação
Global
Peso Volume Materiais
Pen USB
AMAZON.ES Avaliação: 4 Avaliação: 5 Avaliação: 5 Avaliação: 5
RADIO POPULAR Avaliação: 5 Avaliação: 5 Avaliação: 4 Avaliação: 5
WORTEN Avaliação: 5 Avaliação: 5 Avaliação: 4 Avaliação: 5
ALIEXPRESS (Word Digital Store) Avaliação: 5 Avaliação: 3 Avaliação: 1 Avaliação: 3
CHIP 7 Avaliação: 4 Avaliação: 3 Avaliação: 1 Avaliação: 3
EBAY.ES (Key Componentes) Avaliação: 1 Avaliação: 1 Avaliação: 5 Avaliação: 3
FNAC Avaliação: 1 Avaliação: 1 Avaliação: 5 Avaliação: 3
FNAC (Techlovers) Avaliação: 5 Avaliação: 3 Avaliação: 1 Avaliação: 3
MEDIAMARKT Avaliação: 5 Avaliação: 3 Avaliação: 1 Avaliação: 3
PCDIGA Avaliação: 5 Avaliação: 3 Avaliação: 1 Avaliação: 3
DIGITIRSO Avaliação: 1 Avaliação: 1 Avaliação: 3 Avaliação: 2
EL CORTE INGLÉS Avaliação: 1 Avaliação: 1 Avaliação: 3 Avaliação: 2
MBIT Avaliação: 1 Avaliação: 1 Avaliação: 2 Avaliação: 1
Frigideira
ALIEXPRESS (Shop Discount Store) Avaliação: 2 Avaliação: 3 Avaliação: 3 Avaliação: 3
AMAZON.ES Avaliação: 3 Avaliação: 3 Avaliação: 3 Avaliação: 3
BESTPRICE Avaliação: 3 Avaliação: 3 Avaliação: 2 Avaliação: 3
EL CORTE INGLÉS Avaliação: 3 Avaliação: 3 Avaliação: 3 Avaliação: 3
JOM Avaliação: 3 Avaliação: 3 Avaliação: 3 Avaliação: 3
POLLUX Avaliação: 3 Avaliação: 5 Avaliação: 2 Avaliação: 3
DIGITAL PLACE Avaliação: 2 Avaliação: 3 Avaliação: 2 Avaliação: 2
EBAY.ES (Sellma Store) Avaliação: 1 Avaliação: 3 Avaliação: 3 Avaliação: 2
IKEA Avaliação: 1 Avaliação: 1 Avaliação: 3 Avaliação: 2
MBIT Avaliação: 1 Avaliação: 3 Avaliação: 2 Avaliação: 2
RADIO POPULAR Avaliação: 2 Avaliação: 1 Avaliação: 2 Avaliação: 2
EURONICS Avaliação: 1 Avaliação: 1 Avaliação: 1 Avaliação: 1

A embalagem ideal deveria ser de um só material e fácil de reciclar. O envio das frigideiras revelou maior quantidade de maus exemplos, e nenhuma embalagem se aproximou do ideal. Em geral, não estavam adaptadas às medidas e ao formato do produto e incluíam muitos materiais complementares desnecessários. As melhores soluções foram apenas aceitáveis e metade foi considerada má.

É necessário melhorar as embalagens usadas no comércio online. A maioria apresentava dimensões demasiado elevadas para o produto que envolvia; foram usados materiais de enchimento que apenas serviam para preencher espaços vazios; foram coladas bolsas de plástico para documentos que poderiam vir dentro da embalagem; e recorreu-se a materiais que eram difíceis de separar ou nem sequer se podiam reciclar.

Caixas enormes cheias de papéis e plásticos

Os produtos que comprámos — pen USB e frigideira — não são frágeis, pelo que dispensam uma proteção excessiva. Não foi sempre o que aconteceu, como é visível nos maus exemplos a seguir. Além da mistura de materiais, nem todos eram recicláveis, como o papel envernizado usado para envolver a frigideira.

 

embalagens 1 
A Amazon.es enviou a pen num simples envelope de cartão.
 
embalagens 2 
A MBit embalou a pen numa caixa grande, com “almofadas” de plástico.
 
embalagens 3 
A Pollux recorreu a uma caixa de tamanho certo, mas envolveu o produto em plástico.
embalagens 4 
A Euronics usou uma caixa enorme, cheia de materiais, incluindo papel envernizado não-reciclável.

Embalagens nem sempre fáceis de reciclar

As empresas devem optar por embalagens feitas de materiais fáceis de separar e reciclar. Mas não vale colar bolsas plásticas por cima. Destacamos bons e maus exemplos que recebemos.

reciclar 1 
Colar bolsas plásticas em cartão prejudica a separação e a correta reciclagem.
reciclar 2 
Os materiais são fáceis de separar e reciclar, mas há demasiado plástico a envolver.
reciclar 3 
Embalagem leve e de tamanho aceitável, mas não se consegue separar os materiais com vista à reciclagem.
reciclar 4 
Embalagem leve e flexível feita de um só material reciclável é um bom exemplo.

Transporte afeta emissões

Apesar de vantajosas, as compras online têm um impacto negativo no ambiente. O tipo de transporte usado pelas empresas distribuidoras influencia as emissões atmosféricas. Quando realizado através de camiões, as emissões de óxidos de azoto (NOx) têm um impacto ambiental significativo. Também quando o consumidor encomenda vários produtos numa loja, mas os mesmos são entregues em separado, há mais emissões associadas ao transporte, por implicar mais viagens. Quanto às entregas rápidas, a pegada de carbono associada é bastante superior, uma vez que poderão exigir transporte em avião (mais poluente), em vez de camião ou barco. Se ocorrer uma devolução que implique o retorno do produto à origem, o impacto poderá duplicar.

As compras online também têm impacto na mobilidade das cidades. As encomendas têm de ser distribuídas e, quando aumentam, sobem as necessidades de transporte. Numa altura em que várias cidades europeias restringem a circulação de veículos para melhorar a qualidade do ar e de vida das populações, o crescente número de transportes de mercadorias na estrada não é positivo.

Outro impacto ambiental do comércio eletrónico prende-se com a elevada quantidade de resíduos gerados. Em regra, uma encomenda online é entregue dentro de uma embalagem secundária, para manter a sua integridade e qualidade. Contudo, mesmo encomendas que não são frágeis incluem, como constatámos, materiais desnecessários e não-recicláveis a envolvê-las ou como enchimento. Outras vezes, a embalagem é demasiado grande para o produto expedido.

Todos podemos ajudar o ambiente

Há aspetos positivos e negativos nas lojas online e nas físicas. Por isso, mais do que determinar o melhor local para comprar, há que adotar cuidados básicos. Consumidores, plataformas e empresas de distribuição (CTT Expresso, DHL e Seur, entre outras) podem ajudar.

Consumidores

  • Compre online apenas produtos que não estejam disponíveis no comércio local e perto de si.
  • Opte pelo que é estritamente necessário e evite a compra por impulso, influenciada pela publicidade ou por promoções.
  • Agrupe a aquisição de vários produtos numa mesma plataforma, para que o vendedor possa enviá-los ao mesmo tempo.
  • A opção de entrega urgente deve ser reservada para as situações que realmente o exijam.
  • Solicite que a encomenda seja entregue num local onde esteja sempre alguém ou opte por pontos de recolha, para evitar novas deslocações.
  • Devolva apenas produtos com defeitos ou cuja qualidade seja diferente da esperada. Neste sentido, há que evitar encomendar vários bens idênticos, para decidir com qual ficar, e devolver os restantes. A devolução pode não envolver encargos para o consumidor, mas terá um custo (negativo) para o ambiente.

Plataformas

  • Desde que possível, devem agrupar as compras feitas pelo mesmo consumidor, para fazerem um só envio.
  • Podem incluir avisos nas opções de entrega menos sustentáveis, como entrega imediata, ou sugerir a melhor opção, como aguardar, se não houver urgência.
  • Estimular o consumo sustentável através do comércio eletrónico e manter uma publicidade responsável, que não incite a compras impulsivas ou excessivas.
  • Optar apenas pelas embalagens necessárias e que sejam recicláveis.

Empresas de distribuição

  • Devem melhorar a gestão da frota, otimizando as deslocações, como fazer recolhas em locais próximos das entregas.
  • Optar por veículos com baixas emissões ou elétricos.
  • Criar sinergias com outros operadores com vista a uma gestão de encomendas conjunta, dentro das cidades.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.