Dicas

Sobrecolchões: o que são e para que servem

Um sobrecolchão não prolonga a vida útil do colchão antigo, mas pode fazer com que se sinta mais confortável durante o sono se o colchão estiver demasiado rijo ou se afundar demasiado.

Sobrecolchões

iStock

Se pretende adicionar mais alguns centímetros de material ao seu colchão para tornar a experiência de dormir mais confortável, a solução pode estar num sobrecolchão. Existem modelos compostos de espuma viscoelástica, microfibra, poliéster, ou materiais mais naturais, como penas e penugeme algodão. A sua altura varia entre três e oito centímetros.

Os sobrecolchões são uma alternativa económica para quem não está satisfeito com o nível de firmeza do seu colchão atual, mas ainda não tenciona comprar um novo. Embora não ofereçam melhor suporte do corpo, podem melhorar a distribuição da pressão e proporcionar maior conforto.

A maioria dos sobrecolchões tem uma textura suave e almofadada, que se destina a amortecer os colchões mais firmes, mas também existem modelos mais sólidos, que são indicados para os colchões demasiado macios.

Lembre-se de que um sobrecolchão não irá salvar os colchões que tenham ultrapassado a sua vida útil. Saiba como se desfazer do seu colchão antigo e consulte o nosso comparador para encontrar o modelo mais adequado para as suas necessidades.

VER RESULTADOS E PREÇOS DE COLCHÕES

Vai receber convidados em casa? Os sobrecolchões podem ser muito úteis para colocar por cima de superfícies que não sejam tão confortáveis como um colchão tradicional, por exemplo, um sofá-cama. Um colchão insuflável também pode ser uma opção interessante para receber os seus hóspedes.

Que tipos de sobrecolchões existem?

Os quatro tipos principais de sobrecolchões são:

  • espuma viscoelástica (a partir de 100 euros);
  • penas e penugem (a partir de 270 euros);
  • microfibra (a partir de 200 euros);
  • látex (a partir de 400 euros). 

Os modelos referidos são concebidos para cama de casal (160 por 200 centímetros). Pode ainda encontrar modelos feitos com materiais mais naturais, como a lã ou o algodão. Existem vantagens e desvantagens para cada modelo, que o podem ajudar a decidir no momento da compra.

Sobrecolchões de espuma viscoelástica

Os modelos de espuma viscoelástica são feitos de um material sensível à temperatura, que permite a sua adaptação aos contornos do corpo, o que é anunciado pelos fabricantes como uma forma de limitar e de aliviar as dores nas articulações.

Pontos fortes

  • Ajudam a absorver o movimento de um companheiro de cama que se agite e se vire muito durante a noite.
  • Reduzem a pressão no corpo, beneficiando as articulações artríticas ou doridas.
  • Podem tornar o colchão demasiado firme numa superfície mais suave.

Pontos fracos

  • Podem fazer demasiado calor ou tornar menos fácil a movimentação durante o sono.
  • Tendem a ser mais caros do que os modelos de microfibra ou penas e penugem.
  • Emanam o cheiro de material sintético durante as primeiras utilizações.

Sobrecolchões de penas e penugem

Estes modelos possuem uma textura mais tradicional. Os mais sofisticados podem ser muito dispendiosos, por exemplo, se integrarem penugem de ganso húngaro.

Pontos fortes

  • Não fazem tanto calor como os sobrecolchões de espuma viscoelástica, nem dificultam a movimentação durante o sono.
  • São macios e aconchegantes.

Pontos fracos

  • Podem comprimir com o passar do tempo, o que faz com que tenha de os sacudir periodicamente, para devolver o volume inicial.
  • Não são hipoalergénicos. 
  • As penas podem furar e atravessar o tecido.
  • Podem emitir um cheiro desagradável no início.
  • Nem sempre são produzidos de forma ética. Verifique quais as políticas dos fabricantes antes de comprar e considere a compra de um modelo certificado pela RDS (Responsible Down Standard).

Sobrecolchões de microfibra e fibras ocas

A microfibra é um material sintético frequentemente usado em almofadas ou edredões. Estes sobrecolchões têm preços mais acessíveis do que os restantes modelos.

As microfibras são feitas de fios ultrafinos de poliéster e nylon. Esses materiais sintéticos absorvem naturalmente a humidade, o que pode ajudar a mantê-lo seco durante a noite.

As fibras ocas são feitas com um único canal que, ao contrário da fibra sólida normal, permite a constante circulação de ar, o que facilita a evaporação da humidade.

Pontos fortes

  • São a opção mais barata.
  • Não emitem odores desagradáveis.
  • Proporcionam suavidade.
  • Existem opções para alérgicos aos ácaros ou ao pólen.
  • Não aquecem tanto como os outros modelos, sobretudo se forem feitos com fibras ocas.

Pontos fracos

  • Não são tão respiráveis como outros sobrecolchões.
  • Podem achatar-se e tornar-se desconfortáveis com o tempo.
  • São os modelos menos duráveis.

Sobrecolchões de látex

Estes sobrecolchões são feitos de seiva de seringueira (árvore da borracha) ou de borracha sintética. Os modelos de látex tendem a ser mais frescos e mais respiráveis do que os de espuma viscoelástica. O látex permite uma boa adaptação à forma do seu corpo, mas a sua elasticidade permite que a superfície volte à sua forma original após o movimento.

Pontos fortes

  • Têm grande durabilidade.
  • Absorvem os movimentos dos companheiros de cama que se mexam muito durante a noite.
  • Possuem uma menor possibilidade de desenvolvimento de bactérias e de alergénios, embora não sejam os mais adequados para quem tem alergia ao látex.

Pontos fracos

  • Tendem a ser caros.
  • Têm um odor desconfortável nas primeiras utilizações.
  • Podem ser demasiado firmes para algumas pessoas.

Perguntas frequentes sobre sobrecolchões

Onde comprar um sobrecolchão?

Podem ser adquiridos nos mesmos estabelecimentos em que se vendem os colchões tradicionais, sejam lojas físicas ou online.

Consulte a política de devoluções, para o caso de o produto apresentar problemas. Se decidir comprar pela internet, esteja atento aos comentários e às avaliações de outros compradores.

Como escolher um sobrecolchão?

Pode escolher entre uma ampla seleção de modelos que variam consoante o material, a espessura, a firmeza, o preço ou o desempenho geral.

O modelo indicado para si irá depender das suas necessidades de conforto pessoais. Pode avaliar diferentes materiais e modelos da mesma forma que avalia um colchão normal. Os fatores mais relevantes são o controlo da temperatura, a capacidade de lhe proporcionar maior ou menor firmeza, a durabilidade e a atenuação do movimento.

Que cuidados ter com o sobrecolchão?

O sobrecolchão oferece um grau adicional de proteção contra manchas e desgaste do colchão da cama. Para proteger o sobrecolchão, utilize um protetor que possa ser facilmente removido e lavado. Verifique sempre as instruções antes de o colocar na máquina de lavar, pois alguns modelos podem referir apenas a limpeza a seco.

Como evitar que o sobrecolchão deslize?

Alguns sobrecolchões possuem abas elásticas para encaixar nos cantos do colchão ou fundos antiderrapantes que proporcionam tração e evitam deslize excessivo.

Os sobrecolchões sem estes recursos podem deslizar muito durante a noite, especialmente se forem leves. Certifique-se de que ambos têm o mesmo tamanho.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.