Notícias

Tarifas: água, lixo e diferenças entre municípios

28 junho 2017 Arquivado
Thumb

28 junho 2017 Arquivado
O custo dos resíduos depende do consumo de água e o seu peso na fatura chega a € 166 por ano. Mas quem produz menos lixo não pode pagar o mesmo que quem produz mais. No abastecimento, no saneamento e nos resíduos sólidos, há portugueses a pagar, e muito, pela água.  

Início

Separe-se ou não o plástico, o metal, o papel, o cartão e o vidro, o resultado é o mesmo em 90% dos 308 municípios que analisámos: o cálculo do valor dos resíduos incide sempre na quantidade de água que se gasta todos os meses. Na fatura da água dos municípios, o peso do custo dos resíduos é, em média, de 20 por cento. A tarifa indexada ao consumo de água não é adequada como indicador da produção de resíduos e gera muitas situações injustas. Por exemplo, o custo do serviço de resíduos aumenta €4 por mês só pelo facto de a família que habitualmente recicla consumir mais 5m3 de água.

Ver mapa das tarifas da água

Separar o consumo de água e a cobrança do serviço de resíduos seria da mais elementar justiça. A implementação do sistema PAYT (do inglês pay as you throw) pelas entidades gestoras permitiria um tarifário mais justo, promovendo uma tarifa mais baixa para quem recicla e produz pouco lixo indiferenciado. 

Uma família que recicla e que, ao mesmo tempo, consome mais água, paga mais pelos resíduos, pagando o mesmo que outra família que não recicla e que produz maior quantidade de resíduos indiferenciados. Por exemplo, em Celorico de Basto (Braga) se ambas as famílias gastarem 180 m3 de água, em vez de 120 m3, pagam mais € 51,72 de resíduos por ano, reciclem ou não. Em Espinho, Tavira, Vila Nova de Gaia e Beja, pagam mais de € 40 por ano. 

No nosso mapa interativo, mais de 4 milhões de famílias ficam a saber quanto pagam pela água, saneamento e resíduos, bem como se existe tarifa social no seu município. Os cerca de 259 mil agregados com mais de quatro elementos ficam também a saber se existe tarifa reduzida para famílias numerosas na sua localidade.


Imprimir Enviar por e-mail