Guia de compras

Cabrito e borrego: como escolher, conservar e preparar a carne

22 março 2019
cabrito

22 março 2019
As duas carnes são boas opções para fornecer vitaminas, proteínas e gordura. O peito de cabrito tem um valor calórico e um teor de gordura semelhantes aos do coelho. O borrego assemelha-se mais ao pato sem pele. 

No domingo de Páscoa, é tradição em muitas casas cozinhar cabrito ou borrego para o almoço de família. São carnes distintas, mas ambas ricas em proteínas e possíveis de confecionar de várias formas. Na altura de comprar, é importante verificar a cor e o odor, assim como as datas na embalagem, no caso da carne pré-embalada. Saiba como escolher, conservar e confecionar as carnes de cabrito e de borrego.

Carnes ricas do ponto de vista nutricional

Existem diferentes raças de cabrito e de borrego em Portugal.

O cabrito é um caprino com 3 meses. A carne é vermelha, com um valor energético mais baixo do que as outras carnes vermelhas (cerca de 120 kcal por cada 100 g), rica em ferro e com menos gordura do que outras carnes, como porco.

O borrego é o nome dado ao adolescente de ovino com cerca de 12 meses. Quando o abate é feito ao animal com mais de um ano, fala-se em carne de carneiro, que é menos apreciada por causa do odor e do sabor mais acentuados. Existe, também, o borrego de leite ou anho que, com cerca de um mês, pesa cerca de 5 ou 6 kg, nunca ingeriu comida sólida e só se alimentou de leite materno. É uma carne que apenas se encontra à venda durante a Páscoa.

A carne de borrego tem uma coloração vermelha viva, é de consistência firme, resistente, sem entremeada e de cheiro aromático. A gordura interna é branca e firme. 

Do ponto de vista nutricional, ambas as carnes são boas opções para fornecer vitaminas, proteínas e gordura. São ricas em proteínas de elevado valor biológico e em vitamina B12. Quando comparada com as carnes brancas, o peito de cabrito tem um valor calórico e um teor de gordura semelhantes aos do coelho. O borrego assemelha-se mais ao pato sem pele, apesar de ser ligeiramente menos calórico e gordo. O sabor intenso do borrego deve-se à gordura.