Dicas

Segurança na água: ensine o seu filho a nadar

12 setembro 2017
seguranca na agua

12 setembro 2017
Compre braçadeiras para crianças até aos 4 anos ou até saberem nadar. A partir daí, coletes e "bolhas" são as opções mais seguras. A maioria dos acidentes pode ser evitada se a criança souber nadar e estiver sob vigilância de um adulto.

Início

Braçadeiras ou boias, o que colocar na mala para as férias? Nem todos os tipos de equipamento para usar na água são indicados para todas as fases da infância. 

Até aos 4 anos ou até saberem nadar, prefira as braçadeiras. Devem estar justas para não saírem dos braços. As boias são perigosas nesta fase da vida, em particular para os bebés, porque podem voltar-se e o utilizador ficar com a cabeça para baixo, sem conseguir dar a volta. Isto pode acontecer mesmo com a vigilância apertada de um adulto. Damos mais dicas sobre estes equipamentos no guia de compras.

Na praia, piscina ou rio, siga os nossos conselhos.

  • Quando chegar ao destino de férias, ainda antes de tratar das malas, inspecione o local. Verifique o acesso a piscinas, lagos, tanques, rios ou mar.
  • As vedações das piscinas devem ter no mínimo 1,20 m de altura. O ideal é a piscina estar trancada por portões automáticos, para que a criança não possa destravar a porta de segurança. A vedação não deve ter elementos horizontais que sirvam como apoio para a criança trepar.
  • O piso à volta da piscina deve ser antiderrapante para evitar que alguém caia ou escorregue. 
  • Convém guardar as piscinas em plástico, sem água, quando não estiverem a ser utilizadas. Bastam 30 centímetros de água para uma criança se afogar. 
  • O primeiro dia de férias e o final da tarde são as alturas em que ocorrem mais afogamentos. Redobre a vigilância nesses momentos.
  • Tenha um telefone por perto e, em caso de acidente, ligue para o 112 e dê indicações precisas sobre o local onde se encontra.
  • Nos passeios de barco ou em desportos náuticos, coloque um colete de salvação à criança, adequado ao seu peso e tamanho.