Notícias

Pagar no estrangeiro: qual o cartão mais barato?

Se vai viajar para fora da zona euro, pondere abrir conta num banco digital. Compare as condições do popular Revolut e da concorrência como N26, Moey!, Openbank, Bunq, Monese e TransferWise.

  • Dossiê técnico
  • Margarida Zacarias
  • Texto
  • Sílvia Nogal Dias e Filipa Rendo
02 março 2020
  • Dossiê técnico
  • Margarida Zacarias
  • Texto
  • Sílvia Nogal Dias e Filipa Rendo
apps pagamentos

iStock

Recentemente, chegaram ao mercado nacional três novos bancos exclusivamente digitais: Moey!, Bunq e Openbank. Estas aplicações são particularmente úteis para quem viaja para o estrangeiro e quer evitar o pagamento de comissões elevadas.

Funcionam com uma conta à ordem, criada na plataforma virtual, e permitem movimentar dinheiro de e para qualquer país. Abrir conta é fácil e não demora mais do que 10 minutos. Mas tenha atenção: a Caixa Geral de Depósitos e o Millennium bcp passaram a cobrar pelo carregamento destas contas virtuais com cartão de crédito. Saiba como fazer a operação de forma gratuita

Se abrir conta no Bunq, Openbank ou N26 tem de declará-la no IRS (quadro 11 do anexo J). A declaração é meramente informativa - basta indicar o IBAN e o código do banco - e não terá qualquer impacto na liquidação do imposto.

Para percebermos qual a opção mais barata para uma viagem ao estrangeiro, comparámos os três bancos mobile recém-chegados ao mercado com os quatro que, até há poucos meses, eram os mais populares em Portugal - Revolut, N26, Monese e TransferWise.

Compare custos de cartões, taxas e comissões

Algumas destas fintech oferecem vários pacotes de serviços, com diferentes custos. Para compará-las, escolhemos a solução mais barata para utilizações no estrangeiro em cada um dos casos. Simulámos uma viagem fora da zona euro, já que nesta os custos das operações bancárias são exatamente os mesmos que os praticados em Portugal.

Escolher o cartão mais indicado implica levar em consideração aspetos como as comissões da conta à ordem (nalguns casos, mensais), os custos dos cartões (mensalidade, emissão ou envio) e as taxas para levantamentos e pagamentos.

Entre os bancos analisados, o Bunq é o que cobra mais pela conta, sendo possível subscrever apenas o cartão. Nesse caso, basta pagar € 9,99 pela emissão. No Moey! e no N26, o cartão fica a custo zero. O mesmo se aplica ao Openbank, mas, para idas ao estrangeiro, deve ativar a modalidade Vantagem Viagem (€ 7,99, com a duração de um mês). Esta opção é gratuita, de forma vitalícia, para os primeiros 20 mil clientes que abrirem conta até 31 de maio.

Fazer levantamentos e pagamentos gratuitos também é uma possibilidade, mas a maioria das apps impõe restrições, em montantes ou número de operações. 

Faça login no site para continuar a ler o artigo e ver a análise aos 7 cartões para pagamentos no estrangeiro. 

Se ainda não tem conta no site, clique no botão abaixo para se registar e conhecer todas as vantagens.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade. Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva em qualquer momento.

 

Junte-se a nós


 

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.