última atualização: 29/01/2021

Portugueses avaliam fornecedores de energia

Qual o nível de satisfação com as empresas de gás natural e eletricidade?  Quase 18.000 portugueses avaliaram os fornecedores de energia e a Iberdrola apresentou mais problemas do que a média, entre os comercializadores de eletricidade.

No gás natural, nenhum comercializador se distinguiu, mas, na oferta dual (um único contrato para as duas energias), a Galp Energia registou mais falhas.

Obtivemos esta informação através do inquérito online anual realizado aos nossos subscritores, em fevereiro e março de 2020. Os resultados baseiam-se em 17 605 respostas válidas, que nos permitiram avaliar 13 fornecedores de eletricidade, 14 de gás natural e cinco da oferta dual.

Problemas na eletricidade

Quase um quinto dos inquiridos teve, pelo menos, um problema no último ano com o fornecedor de eletricidade. Informação na fatura em falta ou incorreta, interrupção do serviço e irregularidades de faturação foram as falhas mais apontadas pelos consumidores.

O índice de satisfação ajuda a saber um pouco mais sobre as empresas. Os fornecedores de eletricidade geraram o nível de satisfação mais elevado. Luzboa lidera, logo seguida pela Enat e a pela Ylce. A fiabilidade do serviço, os serviços online e a transparência das faturas são os aspetos mais apreciados nestas empresas. É curioso verificar como empresas menos conhecidas conseguem um nível de satisfação mais elevado do que as mais populares.

No gás natural, a satisfação é um pouco inferior — fica-se pelos 6,6 em 10 pontos —, e a Galp Energia encontra-se no topo. O aspeto que os inquiridos mais apreciam em geral é a fiabilidade do serviço. É compreensível que também seja este o critério com níveis de satisfação mais elevados no segmento dos fornecedores com oferta dual, em que a Goldenergy e a EDP Comercial lideram.

Leia os resultados do inquérito na íntegra.


Equipa de Energias Renováveis

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Produzir eletricidade da comunidade Energias Renováveis

Comentários

Seja o primeiro a comentar