última atualização: 04/05/2020

Testámos o Ariston Lydos Hybrid, a bomba de calor de que toda a gente fala

Aceitámos o desafio lançado pelos membros da comunidade e comprámos o equipamento, como qualquer consumidor, na loja, fizemos uma bateria exaustiva de testes e calculámos os custos acumulados para comparar com outras soluções.

Conheça o teste. Se tiver questões, nós respondemos.

Aproveite para visitar a nova comunidade sobre Mobilidade: a discussão sobre transportes está aberta!

A equipa DECO PROTESTE

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Aquecer água da comunidade Energias Renováveis

17 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
26/04/2020

Bom dia.
Estou aqui pela primeira vez.
Para aquecimento de águas tenho um esquentador a gás com 11 anos e que está a dar problemas.
Vou mudar de casa daqui a aproximadamente 18 meses e gostaria de perceber a melhor opção para o tempo restante.
Somos 2 adultos e uma criança em casa.
O espaço disponível é de 90(altura)x51(largura)x30(profundidade).
Obrigado

Faça login para aceder a este conteúdo. 
28/04/2020
, Respondeu:

Caro Ricardo,

um agregado familiar de 3 pessoas necessita, em teoria, de 120 litros de água quente sanitária (AQS) por dia.

Se indica que vai mudar de casa daqui a ano e meio, das duas uma: ou repara o atual esquentador (se valer a pena o investimento, pois pode ser uma avaria que se revolva com a troca, por exemplo, de um componente avariado), ou o troca por um novo modelo de qualidade (e o leva consigo quando mudar de casa, investindo agora num modelo de qualidade) ou o troca por um modelo mais simples e barato (pois não o leva consigo para a casa nova).

A troca do seu atual esquentador por uma bomba de calor como o Ariston Lydos Hybrid (ou outra) só nos faz sentido se a levar para a casa nova - algo que não está claro. Querendo trocar o esquentador atual de modo a deixar de usar o gás (não sabemos se é esta a real motivação), não levando o novo equipamento para a casa nova e não sendo viável a reparação do atual esquentador, recomendaríamos a aquisição de um termoacumulador elétrico para estes 18 meses.

A Equipa Energias Renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
04/05/2020
, Respondeu:

Muito obrigado pela opinião.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
22/04/2020

Boa noite.
Informaram-me que as BC precisam de uma saída de um "escape" para o exterior com tubo de 120mm.
Isso também se passa com o Ariston Lydos Hybrid 100 ?

Faça login para aceder a este conteúdo. 
23/04/2020
, Respondeu:

Olá Zulmira,

No caso do Ariston Lydos Hybrid não é necessário. O aparelho usa o ar da divisão; aliás, tendo uma pegada igual à de um termoacumulador de 100 litros, nem sequer tem entrada/saída de tubagens.

Nas outras BC monocorpo é recomendável a utilização de tubagens com o exterior, mas não é obrigatória. Os aparelhos podem operar sempre com o ar da divisão, promovendo um arrefecimento da mesma (por retirarem o calor do ar e transferirem-no para a água).

Obrigado,
Equipa Energias Renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
27/04/2020
, Respondeu:

Obg. p/V/resposta. 3 questões ainda relativamente a essa BC:
- quais as vantagens e desvantagens da instalação dessa BC Ariston Lydos Hybrid 100 no exterior de moradia (tipo terraço abrigado virado a Sul)?
- tem possibilidade de instalação em modo horizontal?
- não sendo uma habitação de utilização permanente, antes fds e 7 dias seguidos pontualmente por 2 a 4 pessoas, será mais vantajoso economicamente a instalação desta BC Ariston Lydos Hybrid 100 ou termoacumulador eléctrico inox 150 (atendendo ao investimento e retorno, consumo, manutenção, etc).
Muito obrigado.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
28/04/2020
, Respondeu:

Olá Zulmira.

Consultando o site e informação disponibilizado pelo fabricante, podemos dizer que:
- a instalação do Ariston Lydos Hybrid deve ser feita no interior da habitação e não no exterior da mesma;
- instalação apenas na vertical (a ideia é que substitua um termoacumulador vertical);
- O Ariston Lydos Hybrid de 100 litros, em perfil de utilização M, apresenta um consumo anual de eletricidade na etiqueta energética de 652 kWh (cerca de 117€ anuais). Um termoacumulador de 100 litros, em perfil M, apresentam consumos elétricos anuais na etiqueta energética a rondar os 1250 kWh (cerca de 225€ anuais). Imaginando que tem uma utilização anual próxima do perfil M (são 4 pessoas mas numa utilização sazonal), poderá poupar cerca de 100€ por ano. A amortização do investimento adicional num equipamento como o Ariston Lydos Hybrid depende dos preços de aquisição dos dois equipamentos. Se a diferença for de cerca de 300€, em 3 anos terá o investimento adicional pago. 400€, 4 anos...

Aqui a questão que terá de perceber é se os 100 litros de capacidade de AQS são suficientes - conseguem fazer três duches rápidos (cerca de 7 minutos) seguidos - desde que instale uma cabeça de chuveiro de baixo caudal, por exemplo. Por outro lado, as funções de controlo remoto podem ser uma mais valia (reduzindo a temperatura de armazenamento durante a semana e elevando-a um dia antes da chegada à casa). Ou seja, tem de perceber se o vosso perfil de utilização de AQS se ajusta aos 100 litros de capacidade do Ariston Kydos Hybrid (ou aos 150 litros de um termoaumulador), pois estamos sempre a falar de quantidades finitas de água quente sanitária.

A Equipa de Energias Renováveis.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
07/03/2020

Bom dia a todos aqui estou pela primeira vez.
Tenho que instalar aquecimento central e de água em minha casa.
e não conheço nada ai de Portugal.
podem me ajudar.
uma casa de campo toda em pedras no norte de portugal (Monção ).
150 mts 2.
não tem gas,não tem nada instalado ainda, só um pequeno aquecedor de água pendurado na parede.
O que instalar..
bomba de calor , caldeira a pallet, ar condicionado, etc......
Desde já agradeço.
Procuro por profissionais do ramo que queiram fazer o serviço
Estou localizado em Merufe (monção )

Faça login para aceder a este conteúdo. 
11/03/2020
, Respondeu:

Olá, Ney,

O concelho de Monção fica situado geograficamente a norte do país. É considerada uma zona com maiores necessidades energéticas para aquecimento. Desse ponto de vista, deve evitar o uso de equipamentos elétricos portáteis como radiadores a óleo, termoventiladores ou mesmo hot spots a gás. Estes equipamento vão traduzir-se numa elevada conta de energia na época de inverno.

Se apenas a zona geográfica tem grandes necessidades energéticas, o facto de a casa de campo ser em pedras não ajuda. Aconselhamos a pensar, em primeiro lugar, em isolar, a começar pelas janelas, portas e, possivelmente, fachadas e/ou cobertura. Pode ter o melhor sistema de aquecimento da casa, mas se toda a energia produzida é rapidamente dissipada para o exterior, a sua conta de energia vai subir - e muito.

Instalar um aquecimento central pode ser uma boa opção, e uma caldeira a pellets ou bomba de calor (ar-água) são hipóteses que poderá considerar com mais atenção. Ambas as solução tem custos energéticos muito competitivos e proporcionam um bom conforto para aquecimento do ambiente, se bem dimensionados. Os orçamentos das tecnologias são diferentes e, se juntarmos as obras de instalação dos circuitos de radiadores ou ventiloconvetores, podemos estar perante um orçamento algo elevado.

Um sistema mais simples de instalação, com uma igual competitividade de custo energético e orçamento mais em conta, é o típico ar-condicionado. Já se debruçou sobre este assunto?

Cumprimentos,
Equipa Energias Renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
31/03/2020
, Respondeu:

Bom dia Bruno Miguel.
Gostei de suas informações, pois não sou de Portugal e pouco conheço sobre aquecimento.
E estou por me concentrar em duas hipóteses.
1- Caldeira de pellets.
2- Bomba de calor (ar-água), porém tenho que me aprofundar na pesquisas o que é (ar-água).
Já o ar condicionado para min penso que irá consumir muita energia.
Outra hipótese é que em breve 4 anos quero ter sistemas solar, porém ainda não definido.
Então se eu por uma caldeira a pellets ou bomba de calor terá que ser uma que venha a trabalhar com o sistema solar.
Será que estou no caminho certo ????

Faça login para aceder a este conteúdo. 
01/04/2020
, Respondeu:

Olá Ney,

O ar condicionado é dos equipamentos energeticamente mais económicos. Sendo a sua eficiência elevada é capaz de produzir 4 vezes mais energia térmica para 1 kWh de eletricidade consumida. O ar condicionado é um equipamento com tecnologia idêntica à bomba de calor, mas de Ar-Ar. Ou seja, vai recolher a energia do ar exterior e insuflar ar interior para climatização.

Na tecnologia ar-água, a recolha de energia é igualmente proveniente do ar exterior, mas vai aquecer um acumulador (depósito) de água quente, que vai servir para alimentar, por exemplo, radiadores ou ventiloconvetores presentes nas divisões da sua casa.

A conjugação dos sistemas de aquecimento descritos com um sistema solar térmico é possível com ambos os casos, se assim o pretender. Aconselhamos a tomar em consideração esse fator desde o início do projeto. O sistema solar térmico precisa de um sistema de apoio às AQS nos meses mais desfavoráveis, e se o puder agregar às tecnologias de aquecimento central, melhor.

Aconselhamos a pedir mais que um orçamento e comparar as vantagens e desvantagens de cada tecnologia. O aval técnico sobre a possibilidade de instalação dos equipamentos é essencial antes de qualquer adjudicação.

Esperemos ter ajudado no esclarecimento de algumas dúvidas.

Obrigada,

Equipa Energias Renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
01/03/2020

Adquiri recentemente um Ariston Lydos Hybrid 80L e realmente a escolha não podia ter sido melhor. Somos 4 cá em casa (T3 com 2 adultos + 2 crianças), as crianças tomam banho à noite e os adultos de manhã. Com esta gestão, esta capacidade serve perfeitamente com banhos entre 5 a 10min, no entanto, quem preferir ter mais capacidade pode optar pela versão de 100L que custa + 100€. O mais fantástico disto tudo é que até ao momento tenho utilizado apenas a bomba de calor, tendo um consumo diário médio de energia de apenas 2 kwh (há dias que nem isso consumimos). O equipamento que tinha antes era um Ariston Evo 80L que já me consumia uma média de 5 a 6 kwh,o que se traduz numa poupança de energia superior a 60%. Estava indeciso entre instalar um painel solar ou adquirir um termoacumulador + eficiente, como durante o dia não estamos em casa, não íamos aproveitar muito a benefício do painel, instalei tomadas inteligente TP-LINK HS110 para desligar os aparelhos que ficam em stand by durante o dia, conseguindo assim no total (entre desligar aparelhos em stand-by e termmoacumulador híbrido utilizando apenas a bomba de calor) uma poupança na fatura de eletricidade entre 20 a 30%. Acredito que apenas terei de utilizar a resistência nos dias em que estiver mesmo muito frio (temperaturas abaixo dos 15 / 10 graus), o que felizmente acontece no máximo 2 meses por ano, se tanto :-). Apesar do elevado investimento (749€ versão com wifi) espero recuperar o investimento num espaço de 4/5 anos.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
02/02/2020

Boa tarde,
Tenho um T2 com 90 m2 com caldeira a gás para AQS e ACS.
Gostava de substituir a caldeira pelo Ariston Lydos, todavia preciso de um esclarecimento.
É possível a substituição pelo Ariston Lydos considerando a área de aquecimento? Tenho 6 radiadores e 2 secadores de toalhas a água?
Muito obrigado.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
27/01/2020

O equipamento parece ocupar bastante espaço, tem que ser colocado na rua?

Tem capacidade para 2 banhos de 20min? Ou tem que se esperar que a água aqueça?

Faça login para aceder a este conteúdo. 
29/01/2020
, Respondeu:

Olá Ana Rita, 

Agradecemos a sua questão e a participação nesta comunidade. 

Respondendo à sua questão: normalmente são considerados 5 minutos de banho para uma capacidade padrão.

Por exemplo, imagine que um acumulador tem uma capacidade de 100L de água a 55.º C. Consoante a temperatura final que pretenda para a água poderá ter maior disponibilidade de água quente porque é misturada mais água da rede (não aquecida). Ou seja, terá o dobro da disponibilidade de água quente a 30.º C - 200L.

Em suma, se quiser água mais quente esgota mais facilmente a capacidade do acumulador, se regular a temperatura da água gasta menos a partir do acumulador.

Analise, ainda, o caudal debitado pela cabeça de chuveiro. Chuveiros hidricamente eficientes podem ter caudais bastante inferiores a 10L/minuto e assim amplia a disponibilidade de água. Se considerarmos um caudal de 10 L/minuto, um banho de 20 minutos utiliza 200L de água quente.

Se pretende tomar banhos prolongados considere uma solução de produção de água quente instantânea ou aumentar a capacidade de armazenamento.

Em relação à bomba de calor Lydos: é idêntica a um termoacumulador normal e o espaço que ocupa depende da sua capacidade. Mas pode ser colocado no interior da habitação.

Caso tenha alguma dúvida ou questão adicional, disponha.

Obrigada,
Equipa Energias Renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
29/10/2019

como funciona é preciso paineis solares?

Faça login para aceder a este conteúdo. 
30/10/2019
, Respondeu:

Esta solução não tem relação direta com painéis solares térmicos. Funciona de maneira independente. Mas podem coexistir ambos.

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.