Notícias

Inquérito sobre apps de encontros: 29% espera encontrar parceiro estável

Mais de 1600 portugueses revelaram porque usam sites e apps de encontros. Saiba o que eles e elas partilham e com que frequência. 

  • Dossiê técnico
  • Ana Almeida
  • Texto
  • Ricardo Nabais e Nuno César
11 outubro 2019 Exclusivo
  • Dossiê técnico
  • Ana Almeida
  • Texto
  • Ricardo Nabais e Nuno César
apps dating

Alexandra Lemos

O nosso inquérito, realizado a par de outros idênticos em Espanha, Itália e Bélgica, revela que 21% dos portugueses entre os 18 e os 69 anos já usaram uma app de encontros, pelo menos, uma vez na vida.  Em março e abril, decidimos enviar um questionário online a uma amostra da população portuguesa, à procura de utilizadores de apps ou sites de encontros. Recebemos um total de 1676 respostas sobre como e porquê os usam.

Atualmente, esses cupidos virtuais não vão além dos 9%, uma percentagem que reflete os inquiridos ainda inscritos e com uso ativo destas aplicações. Explorámos os gostos, as expectativas e o que partilham os nossos concidadãos quando estão na demanda do amor, seja ele duradouro, diletante (à procura de amizade, ou com quem falar) ou meramente carnal.

Perguntámos, sem preliminares, por exemplo, quais  os principais objetivos de recorrerem a estas plataformas. A maioria considera-as uma forma de conhecer pessoas novas ou travar amizades (33%). Seguem-se os 29% que esperam encontrar parceiro estável. E, apesar de estarem socialmente mais conotadas com este objetivo, ele só surge em terceiro lugar nas expectativas dos inquiridos inscritos nestas apps: 22% usam-nas para encontros sexuais fortuitos.

E como lançam o “anzol” para os conseguir? A referência à idade (88% revelam-na) e uma fotografia de rosto (75%) são as informações mais partilhadas pelos utilizadores e, em menor grau, as preferências sexuais (36%), a localização (34%) e dados de saúde (9%), como exames que os atestam livres do VIH/sida, por exemplo. 

O nosso inquérito revela, ainda, que os homens são mais afoitos na partilha de informação como imagens de corpo inteiro, ou de contacto telefónico. E não distinguem idades quando se dedicam a esta procura. Já as mulheres preferem alguém da mesma idade ou mais velho. 

Na hora da verdade, o que acontece? Os nossos objetos de desejo mordem o isco? Em média, no mês anterior ao inquérito, os inquiridos renderam-se aos encantos de 16 pessoas e receberam manifestações de interesse de onze. Chegaram a contactar uma média de nove utilizadores, mas só concretizaram o encontro com dois. Quase metade  não chegou a encontrar-se com ninguém (43%). Por isso, será que há um match entre os portugueses e as apps de encontros? Confira os resultados. 

Porque usam estas apps?
apps dating
Porque não as usam?
apps dating

Faça login no site para continuar a ler o artigo e ver os resultados completos do inquérito.

Se ainda não tem conta no site, clique no botão abaixo para se registar e conhecer todas as vantagens.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade. Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva em qualquer momento.

 

Junte-se a nós


 

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.