Notícias

Meio like para o Facebook pela abertura no caso Cambridge Analytica

A DECO PROTESTE reuniu com o Facebook e obteve o compromisso de que esta rede social vai salvaguardar, no futuro, os dados dos utilizadores.

11 abril 2018
facebook

iStock

Poucas horas a seguir a Mark Zuckerberg ter sido ouvido no Senado dos Estados Unidos da América, o Facebook reuniu com as organizações de defesa do consumidor de Portugal, Espanha, Itália, Bélgica e Brasil e comprometeu-se a:
  • estudar uma forma de compensar os consumidores afetados pelo escândalo Cambridge Analytica;
  • avaliar uma possível compensação a outros consumidores cujos dados também tenham sido abusivamente utilizados por outras aplicações que operam no Facebook;
  • definir uma colaboração conjunta, que permita aos consumidores retomarem o controlo dos seus dados, dando uma autorização informada de possíveis utilizações.
A ação Os meus dados são meus, da DECO PROTESTE, está em curso há mais de um ano e reclama este controlo, e a criação de mecanismos que compensem os consumidores pela disponibilização ou utilização dos seus dados.

Nas próximas semanas, voltaremos a avaliar a evolução deste compromisso do Facebook. Privilegiamos sempre o diálogo e a procura de soluções comuns, mas se não encontrarmos alterações positivas, vamos avaliar outras formas de intervenção, no sentido da reposição e reparação dos direitos violados.