Computadores portáteis

Como escolher o computador

Ajudamos a encontrar o que mais se adequa às suas necessidades.

Devido à grande variedade de tamanhos, características e preços, escolher um bom computador pode ser um desafio. A melhor escolha ao comprar um portátil depende da utilização que lhe pretende dar. Saiba o que deve ter em conta para encontrar o modelo mais adequado ao melhor preço. 

Guia de compras

Principais características

O orçamento disponível vai, em primeira análise, condicionar a escolha do computador. Mas há várias características que devem ser tidas em conta antes de comprar e que também podem influenciar a decisão final.

Computador portátil

A portabilidade depende do tamanho e peso do aparelho e será tão importante quanto o tempo e as condições em que o utilizador terá de transportar o seu computador.

Por exemplo, um aluno ou um trabalhador que o tenha de transportar diariamente utilizando transportes públicos, irá apreciar um computador de tamanho e peso reduzido. Os aparelhos com ecrã de 13", 12” ou mesmo 10” e que pesam pouco mais de um quilograma a menos de 800 gramas serão os mais adequados. Deverá ser adicionado o peso do adaptador de corrente que, muito provavelmente, também terá de ser transportado e tem entre 150 e 300 gramas. 

No entanto, consoante o tipo de utilização, poderá ser necessário um ecrã maior, pelo que terá de haver um bom equilíbrio entre a portabilidade e a dimensão do ecrã.

Ecrã

As medidas do ecrã são sempre fornecidas em polegadas diagonais (uma polegada equivale a 2,54 centímetros). O ecrã de um computador portátil é um dos casos em que maior nem sempre é melhor, exceto para alguns tipos de utilizadores como jogadores e adeptos da edição de imagem e vídeo em que é importante ter um ecrã grande e de qualidade, para não estarem sempre dependentes de um monitor externo.

Um computador com um ecrã de 15,6 polegadas ou mais terá, necessariamente, uma dimensão e peso acrescido e não será a opção ideal para quem tem de andar constantemente a transportar o computador. Um tamanho muito reduzido também só será a opção certa para alguns: um ecrã de 10 ou 12 polegadas não tem a dimensão adequada para determinados tipos de tarefas, como a utilização de grandes folhas Excel. A não ser que o utilizador tenha acesso a um monitor externo no local de estudo ou trabalho. Desta forma, para muitos utilizadores que se deslocam, a solução pode passar por escolher um tamanho intermédio, por exemplo, 14 polegadas. 

São cada vez mais os computadores que estão equipados com ecrãs táteis, que permitem que os utilizadores interajam com um computador através do toque. Em determinadas situações é uma alternativa útil, por exemplo, para interagir diretamente com as imagens e as palavras exibidas. Muitos destes aparelhos permitem, também, rodar o ecrã de forma a poderem ser utilizados como um tablet, para uma utilização mais confortável.

Processador e placa gráfica

O desempenho de um computador portátil depende essencialmente do processador, da quantidade de memória RAM e da placa gráfica que o equipa. 

Ao olhar para os processadores verá duas especificações principais, além do código do produto: velocidade de relógio (medida em Gigahertz ou GHz) e o número de núcleos. A velocidade de relógio é como o limite de velocidade numa estrada e o número de núcleos como o número de faixas. Como numa estrada, dependendo das condições de tráfego – as tarefas que estão a ser feitas no seu computador –  pode ter um benefício maior com mais faixas ou um limite de velocidade superior.

Mas é também fundamental ter em conta a família do processador. São várias e são projetadas para oferecer prestações de diferentes níveis:

  • A família de processadores Intel Atom é utilizada em equipamentos Windows de primeiro preço  e com desempenho limitado.
  • Processadores Intel Celeron e Pentium, são geralmente montados em equipamentos mais baratos. O seu desempenho é superior aos Intel Atom, mas inferior aos Intel Core. 
  • Os Intel Core são os processadores mais potentes e comuns no mercado, e têm como principais concorrentes os AMD Ryzen, embora a Intel continue a dominar o mercado. 

A escolha do processador deverá ser realizada de acordo com a utilização que lhe pretende dar: 

  • Se quiser um computador portátil para jogos, tarefas avançadas de edição de vídeo ou fotos, será conveniente optar por um equipamento das últimas gerações e com um processador de alto desempenho, como o Intel Core i7 com sufixo H ou G7. É também indispensável uma placa gráfica externa potente, com memória dedicada. Não incluímos no nosso teste portáteis de gaming e, apesar de alguns dos aparelhos testados terem placa gráfica separada, são das séries mais básicas apenas adequadas para jogos mais leves. Não permitem assim correr os jogos mais exigentes e de grande qualidade, por exemplo, Far Cry, Assassin’s Creed ou Cyberpunk, sem diminuir a resolução e outras especificações gráficas. 
  • Se antecipa uma utilização para tarefas de escritório avançadas ou se trabalha regularmente com várias aplicações abertas ao mesmo tempo, um processador Intel Core i5 ou AMD Ryzen 5 de uma geração recente será o mais adequado.
  • Se apenas deseja um computador para realizar tarefas básicas, como navegar na internet, consultar e enviar e-mails, assistir a vídeos, fazer videoconferências e usar folhas de cálculo ou documentos de texto sem grandes complexidades, um processador Intel Core i3, AMD Ryzen 3, ou mesmo um Pentium Gold será o suficiente.

Memória RAM

Pense na memória RAM (Random Access Memory) como uma secretária de trabalho e no disco rígido como o armário onde tem arquivados os seus ficheiros. Retirar os ficheiros do armário demora algum tempo, mas a partir do momento que estão em cima da secretária, pode aceder-lhes de imediato. E quanto maior for a secretária, a mais itens pode aceder rapidamente. O mesmo é verdadeiro dentro de um computador: ao carregar um ficheiro do disco rígido, este passa para a memória RAM e aí pode ser acedido quase instantaneamente. Quanto mais forem os gigabytes de memória RAM a equipar o computador, maior será a possibilidade de usar programas e aplicações em simultâneo.

Com a quantidade suficiente de RAM, pode, por exemplo, abrir muitas abas no seu navegador de internet em simultâneo, assistir a um vídeo e usar um documento de texto ou folha de cálculo ao mesmo tempo. Neste cenário, serão necessários cerca de 16 GB. No entanto, 8 GB de memória RAM já permitem uma utilização confortável. Alguns computadores portáteis, sobretudo os mais baratos, vêm equipados com 4 GB de RAM, o que poderá obrigar a limitar as páginas web e os programas abertos para não esgotar rapidamente a memória RAM, provocando lentidão e bloqueios. Se está a considerar comprar um determinado modelo, certamente terá a escolha entre diferentes quantidades de RAM. 

Capacidade de armazenamento

A capacidade de armazenamento determina a quantidade de informação que o seu computador pode conter: documentos, fotos, músicas, filmes, programas. 

Os discos rígidos convencionais estão a ficar em desuso, pois limitam o desempenho do computador devido ao tempo elevado de acesso ao disco face aos novos tipos de armazenamento. Desta forma, os modelos com SSD (Solid State Drive) são cada vez mais frequentes, embora também existam alguns com eMMC (Embedded Multimedia Card), que é uma tecnologia mais barata. Preferencialmente, opte por SSD, pois é mais rápido e tem maior capacidade. Os eMMC só deverão ser escolhidos se tiver um orçamento apertado. Em termos de capacidade de memória de armazenamento para uma unidade SSD, recomenda-se o mínimo de 256 GB.

Autonomia da bateria

Se pretende usar o computador portátil fora de casa, certifique-se de que a duração da bateria é, no mínimo, de seis horas a navegar na internet. No entanto, as informações dos fabricantes sobre a autonomia das baterias são, geralmente, pouco realistas e não permitem a comparação de modelos de marcas diferentes. Consulte os nossos resultados para encontrar um modelo com boa autonomia.

Ligações e webcam

Antes de comprar um computador, faça algumas verificações para não ter surpresas desagradáveis.

  • Verifique se o computador tem portas USB suficientes para poder ligar todos os periféricos necessários (rato, teclado, auscultadores, cabo para carregar o telemóvel, etc). Algumas portas USB também fornecem carregamento contínuo, mesmo quando o portátil está desligado. As portas USB 3.0 serão mais rápidas. Irá reconhecê-las pela cor azul no interior.
  • É melhor ainda se o computador tiver algum USB-C, pois, geralmente, permitem uma transferência de dados maior do que o USB normal (USB-A). Permitem carregar o portátil com um carregador universal, além da transferência de vídeos. Com um único cabo pode ligar o portátil e o monitor ou projetor e carregar o computador ao mesmo tempo, reduzindo o número de cabos espalhados na mesa.
  • Para fazer a ligação de outros ecrãs, é interessante dispor de uma saída HDMI ou Display Port, já que nem todos têm ainda uma ligação USB-C.  
  • Verifique qual é a versão wi-fi suportada pela placa de rede. Atualmente, o Wifi 6 (Wifi AX) é o mais rápido. Se fizer a ligação por cabo, certifique-se de que tem uma porta Ethernet. É recomendável que o cabo seja, no mínimo, de categoria 6.
  • Também vale a pena incorporar um leitor de cartões para, por exemplo, ler a memória SD da câmara fotográfica.
  • Caso tenha por hábito fazer ou receber chamadas de vídeo, não negligencie a resolução da câmara frontal. Em muitos casos, terá de se contentar com 0,9 megapíxeis, mas  pode ser muito melhor.
Voltar ao topo

Tipos de computadores

Há vários tipos de computadores, com diferentes características e preços. A escolha dos modelos depende do uso que pretende dar. Tenha em atenção aspetos como o desempenho, a autonomia da bateria ou o ecrã.

Computadores portáteis

Se não sabe que computador comprar, mas precisa de uma máquina transportável, com bom desempenho para trabalho ou uso diário, um portátil é a melhor escolha.

Um “portátil essencial” ou notebook apresenta, regra geral, uma boa relação entre o desempenho, o preço e a autonomia. Um “portátil multimédia” ou de gaming já tem um ecrã maior (normalmente, entre 15 e 17 polegadas) e oferece um desempenho superior ao dos modelos essenciais, porque usa melhores processadores (topo de gama), tem mais memória RAM e placa gráfica com memória dedicada. As colunas integradas também têm qualidade superior.

O ”portátil transportável” tem uma designação que pode ser enganadora, porque o ecrã costuma ter mais do que 17 polegadas e é mais pesado. Esta máquina serve, sobretudo, para ser usada numa secretária, substituindo um desktop tradicional – a principal diferença é que pode ser pontualmente transportada.

Computadores 2 em 1

Já existem no mercado computadores que tentam juntar o melhor dos dois mundos: portáteis que podem ser usados como tablets. Tipicamente, usam o Windows 10, permitindo instalar porgramas clássicos para PC, salvo algumas exceções.

Este tipo de computadores permite separar o ecrã do teclado para usá-lo como tablet. Como o ecrã é touch, pode interagir com as apps ou escrever pequenos textos como se fosse um tablet. No caso de precisar de escrever textos longos, é mais prático usar o teclado físico.

Computadores de mesa

Os computadores de mesa ou desktop têm uma torre à qual estão ligados os periféricos (teclado, rato ou ecrã), que tem de comprar em separado. Este tipo de computadores é, geralmente, fácil de configurar e expansível de acordo com as necessidades do utilizador (pode acrescentar memória, processador, placa gráfica, etc.). Funcionam muito bem com programas simples, como editores de texto ou apresentações, ou com outros mais exigentes, se for escolhida uma configuração apropriada.

São uma boa opção para quem trabalha com editores de vídeo ou gosta de jogos muito exigentes. Este tipo de utilizador pode ter de gastar mais de mil euros num computador desktop potente. 

Ultrabooks e híbridos

Há ainda os ultrabooks e os híbridos ou convertíveis que, por serem mais finos e leves e com maior autonomia, são consideravelmente mais caros.

Vantagens

  • autonomia da bateria entre 6 e 12 horas;
  • aparelhos finos, com menos de 20 mm;
  • pesam menos de 1,2 kg.
Desvantagens
  • o tamanho do ecrã é pequeno (entre 10 e 14 polegadas);
  • mais caros do que os portáteis essenciais.

Notebook clássico

Os notebooks clássicos mais baratos são suficientes para utilização em casa e tarefas pequenas no escritório. No entanto, existem modelos para todos os gostos e carteiras, mesmo para os utilizadores mais exigentes.

Até 500 euros:

  • ecrãs de qualidade aceitável entre 14 e 15 polegadas;
  • processadores low-end com chip gráfico integrado.
Entre 500 e 1000 euros:
  • processadores mais rápidos;
  • mais memória RAM;
  • altifalantes de melhor qualidade;
  • também podem ser usados para jogos.
Por mais de 1000 euros:
  • melhores especificações técnicas;
  • desempenho ao nível de muitos computadores de secretária.

Chromebook

Estes são modelos projetados para trabalhar e armazenar dados principalmente na nuvem. O sistema operativo é o Chrome OS. Custam entre 250 € e 300 euros.

Vantagens

  • barato, leve e silencioso;
  • bom desempenho se tiver uma ligação à Internet rápida e segura;
  • ecrãs de boa qualidade entre 10 e 13 polegadas;
  • adequados, especialmente, para estudantes sem necessidades específicas;
  • bateria de longa duração.
Desvantagens
  • não correm programas desenvolvidos para Windows.
Voltar ao topo

As marcas de computadores mais fiáveis

O nosso inquérito online sobre as marcas mais fiáveis em tecnologia, realizado em setembro de 2021, mostra que a maioria dos inquiridos portugueses (85%) tem um portátil, quase sempre do tipo notebook e com o Windows instalado. Só 5% optaram por um ultrabook, mais compacto e leve, e 5% por um modelo híbrido, com teclado destacável para poder usá-lo como tablet. Em mais de um terço dos casos, são computadores anteriores a 2017. O inquérito indica que 28% dos portáteis acusam problemas de bateria. Veja os resultados do inquérito e conheça as principais avarias e as marcas mais fiáveis referidas pelos consumidores.

Voltar ao topo

Como cuidar do computador

Em primeiro lugar, é importante que instalar um bom antivírus para evitar o crescente número de ameaças digitais, como malware, phishing, entre outros ataques. Atualmente, o Windows Defender é o programa de segurança instalado por defeito no sistema operativo Windows 10. Pode consultar o nosso comparador de antivírus para descobrir qual é o melhor. Em segundo lugar, não se esqueça de instalar todas as atualizações de segurança do sistema operativo. 

Tente manter o PC limpo. Para prolongar a vida do seu computador, há algumas dicas que pode seguir:

  • use o portátil numa superfície plana e firme, sem obstruir as aberturas para ventilação;
  • se vai deslocar o computador pela casa, assegure-se de que suspende o equipamento e baixa a tampa do portátil;
  • guarde o portátil numa capa adequada ao tamanho e suficientemente acolchoada para evitar danificar o equipamento;
  • caso fique muito tempo sem usar o computador, guarde-o com meia carga - e não com a bateria totalmente descarregada - para manter o seu bom funcionamento.
Voltar ao topo

Questões frequentes

Respondemos às principais dúvidas sobre computadores.

Como escolher um monitor para o computador?

Se trabalha com um portátil, gosta de jogar ou tem um ecrã muito pequeno, talvez queira um monitor extra. Para escolhê-lo, as preferências pessoais e o orçamento têm um grande peso, mas também deve dar atenção a aspetos como o tamanho (normalmente, entre 24 e 27 polegadas), o tipo de painel (IPS, VA ou TN), a resolução (Full HD ou 4K), o tipo de ligações (HDMI, USB ou Display Port) e outros detalhes como ter colunas integráveis ou ecrãs ajustáveis em altura.

Qual é o melhor rato para o computador?

Na altura de escolher um rato, verifique se a forma e o tamanho são confortáveis para si. Assim, evita equívocos como comprar um rato pequeno para mãos muito grandes. Outro ponto a avaliar são os prós e os contras de cada sistema de funcionamento. Um rato sem fio, por exemplo, tem a desvantagem de precisar de trocar a pilha de vez em quando. 

Server Error
Voltar ao topo