Notícias

DECO PROTESTE promove debate sobre cuidados de saúde mental

O tempo de espera por consultas é elevado, faltam psicólogos e psiquiatras no Serviço Nacional de Saúde e, nos privados, os custos são inacessíveis à maioria das bolsas. O diagnóstico aos cuidados de saúde mental será o ponto de partida para o debate "Saúde mental: analisar o presente e antecipar o futuro", promovido pela DECO PROTESTE. 

10 novembro 2022
Imagem do evento de saúde mental, cérebro estilizado feito de linhas concêntricas rosa, dentro de um círculo verde claro, com linha exterior a branco

iStock

No fim de julho, 12 415 adultos e 4465 crianças e adolescentes aguardavam uma consulta de psiquiatria nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde, muitos deles fora do tempo máximo de resposta garantida por lei. Um utente muito prioritário, adulto, pode ter de esperar 97 dias por uma consulta, e uma criança, 79 dias, em vez dos 30 dias estabelecidos por lei. Estes são alguns dos problemas detetados no estudo sobre acesso a cuidados de saúde mental que a DECO PROTESTE vai pôr em discussão, no dia 15 de novembro, entre as 10h00 e as 13h00. O debate será transmitido em direto no YouTube.

Além de fazer o diagnóstico dos cuidados de saúde mental em Portugal, os especialistas vão discutir formas de ultrapassar os obstáculos e tornar os cuidados acessíveis a todos, com especial atenção para os grupos mais vulneráveis.  

O debate, moderado pelo jornalista Aurélio Gomes, será transmitido em direto no canal do YouTube da DECO PROTESTE . Subscreva e ative as notificações para assistir em direto.

Saúde mental em Portugal: analisar o presente e antecipar o futuro

Programa

10h00 | Boas-vindas  

10h10 | Mensagem de abertura 
Ana Matos Pires, membro da Coordenação Nacional das Políticas de Saúde Mental, em representação do Ministério da Saúde
10h20 | Apresentação do estudo “Saúde mental: quem trata de nós” 
Susana Santos, farmacêutica e responsável pela área da Saúde da DECO PROTESTE 

10h45 | Debate: discussão dos resultados do estudo 
Ana Matos Piresdiretora do Serviço de Psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo 
André Peralta Santos, médico e especialista em Saúde Pública 
Miguel Ricou, presidente do Conselho de Especialidade de Psicologia Clínica e da Saúde da Ordem dos Psicólogos Portugueses
Susana Santos, farmacêutica e responsável pela área da Saúde da DECO PROTESTE
Tiago Santos, membro da direção do Colégio de Especialidade de Psiquiatria da Ordem dos Médicos

Moderador: Aurélio Gomes, jornalista

11h30  | Coffee break 

11h45 | Debate: saúde mental, que futuro?
Ana Matos Pires, diretora do Serviço de Psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo
André Peralta Santos, médico e especialista em Saúde Pública 
Miguel Ricou, presidente do Conselho de Especialidade de Psicologia Clínica e da Saúde da Ordem dos Psicólogos Portugueses
Tiago Santos, membro da direção do Colégio de Especialidade de Psiquiatria da Ordem dos Médicos 

Moderador: Aurélio Gomes, jornalista 

12h30 | Encerramento 
Rita Rodrigues, diretora de Comunicação e Relações Institucionais da DECO PROTESTE 

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.