Dicas

Meia-carga na máquina da loiça não poupa nem metade

Pela primeira vez, testámos o programa de meia-carga nas máquinas de lavar loiça. Menos pratos, menos copos e menos talheres, mas será a solução mais eficiente?

  • Dossiê técnico
  • Pedro Lucas e Teresa Belchior
  • Texto
  • Rita Santos Ferreira e Deonilde Lourenço
20 abril 2020
  • Dossiê técnico
  • Pedro Lucas e Teresa Belchior
  • Texto
  • Rita Santos Ferreira e Deonilde Lourenço
meia-carga na lavagem

iStock

Sempre se questionou se deve apostar no programa de meia-carga da máquina de lavar loiça? A verdade é que, diariamente, não suja muita, mas odeia deixar tudo acumulado até ter a pilha de pratos e talheres suficiente para encher a máquina.

Testámos, pela primeira vez, o programa meia-carga de 10 modelos de máquinas de lavar a loiça e comparámo-lo com uma carga completa nos programas eco e normal (auto ou universal). Os resultados são esclarecedores. Compensa mais esperar que o monte de loiça cresça.

Mas afinal o que é a meia-carga?

Já deve ter tido curiosidade de ver se a sua máquina da loiça tem a função meia-carga.  No nosso comparador de máquinas da loiça, pode verificar os modelos que têm esta função. Nem todas a incluem, é um facto, mas mesmo quem a tem provavelmente ainda não a experimentou, por não saber se é a melhor solução para a loiça e para a carteira.

Comparar máquinas de lavar loiça 

A meia-carga da máquina de lavar loiça é, tal como o nome indica, a possibilidade de colocar metade dos pratos, copos, talheres e chávenas, bem como menos panelas, tachos e caixas de plástico dentro da máquina, e programá-la para uma lavagem com, supostamente, menos consumos, mas com a mesma qualidade de lavagem e secagem. Menos água e menos eletricidade é o que esta função apregoa, mas será assim tão mais eficiente do que encher a máquina?

A meia-carga ilude

Eficácia da lavagem e da secagem, consumo de eletricidade e de água e ainda duração são os critérios que sustentam a avaliação. Na função de meia-carga, o tempo de espera para que a loiça fique um brilho é menor do que na função de carga completa. E, se colocarmos na equação os programas eco e normal, verificamos que a combinação que dura menos, em média, é a meia-carga no programa normal (menos 30 minutos do que a completa, o que se traduz em menos 24% do tempo). Por isso, se está com pressa para ter tudo lavado, aposte nesta solução, que, verdade seja dita, só é viável se olharmos para o tempo.

Se analisarmos a meia-carga, individualmente, o consumo de eletricidade é, de facto, menor. E, se for utilizada com o programa eco, vai gastar, em média, um pouco menos, face ao programa normal (0,97 kWh no programa normal e 0,74 kWh no eco).

Caso utilize mais o programa normal, uma meia-carga com este programa apresenta ganhos superiores à meia-carga no eco, uma vez que os consumos deste último já são muito baixos. Por exemplo, no consumo de água, no programa normal poupa, em média, 2,3 litros e, no eco, poupa apenas meio litro.

É melhor encher a máquina 

Percebemos que as aparências iludem, quando analisamos a questão a fundo. A duração e o consumo são efetivamente, em média, menores na função de meia-carga do que numa completa, mas a diferença não chega nem a metade, em todos os casos.

Meia-carga não significa metade dos gastos. Apenas é viável quando utilizada pontualmente, não compensa todos os dias. Em vez de duas meia-cargas, faça apenas uma carga completa, visto que gastará muito menos.

Tenha em conta que, no caso de loiça muito suja, como tachos, panelas ou pratos com resíduos já secos, esta função não limpa tão eficazmente. Aconselhamos a encher a máquina de lavar o máximo possível e programá-la na lavagem económica.

Mesmo demorando mais tempo, é, sem dúvida, a melhor forma de poupar a longo prazo: menos consumo de água e de energia e, apesar de mais loiça para arrumar, vai ter melhores resultados na limpeza.

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.