Notícias

ADSE ou seguro saúde: qual a melhor opção?

Entre aderir ou manter‑se fiel à ADSE, ou subscrever um seguro de saúde, há mais em que pensar do que apenas contas e números. Ajudamos a decidir e explicamos que fatores decisivos devem ser considerados.

29 agosto 2022
bata branca

iStock

Escolher entre ADSE ou seguro de saúde, em termos de custo, vai depender da idade do beneficiário, do salário que recebe, do número de pessoas no agregado familiar e do perfil de utilização.

Saiba qual o melhor seguro para si

Quanto mais jovem for o beneficiário e mais o salário estiver longe da fasquia mínima, maior a probabilidade de o seguro de saúde ser mais barato do que a ADSE. Mas, havendo filhos – ou querendo tê‑los – e fazendo um consumo mais intensivo de consultas e tratamentos (idas frequentes ao dentista, por exemplo), mais a balança pende para a ADSE, cuja contribuição também abrange os filhos até aos 26 anos (desde que estejam a estudar) e exige copagamentos mais reduzidos.

As contas que fizemos para traçar os seis perfis abaixo, com o objetivo de ajudar a decidir entre aderir à ADSE ou subscrever um seguro de saúde, consoante vários fatores – sim, porque não há uma resposta única –, têm por base o desconto obrigatório para a ADSE de 3,5% sobre diferentes salários ilíquidos, bem como os prémios dos seguros de saúde que elegemos como Escolha Acertada e Melhor do Teste. São da MGEN e permitem a melhor comparação com a proteção conferida pela ADSE, pois também não têm limites de idade para se permanecer como beneficiário, nem barreiras à admissão a quem já tenha doenças ou potencial porta fechada aos clientes no final de cada anuidade, como é comum na grande maioria dos seguros de saúde.

Por via do protocolo que a DECO PROTESTE negociou com a MGEN, o plano DECO oferece aos nossos subscritores vantagens exclusivas e preços imbatíveis. É, por isso, Escolha Acertada. Aos não‑subscritores, recomendamos o MGEN Ideal, que recebeu o título de Melhor do Teste, por ter capitais mais robustos. Os prémios são, porém, mais elevados. Ambos obrigam à inclusão do agregado familiar.

As características da ADSE – como duração da proteção para a vida, capitais ilimitados, não ter preexistências e prever poucas exclusões – tornam difícil a comparação com a generalidade dos seguros de saúde. Mas difícil não significa impossível.

O que distingue os dois regimes
ADSE SEGURO DE SAÚDE
DURAÇÃO A vida toda,
sem limites de idade
Anual, renovável por igual período. Com limite de idade, exceto na MGEN
CAPITAL SEGURO Sem limite Com limite, variável por cobertura
PERÍODO DE CARÊNCIA Não Sim
PREEXISTÊNCIAS Não Sim, exceto na MGEN
PREÇO Corresponde ao desconto de 3,5% sobre o salário ilíquido mensal,
sempre proporcional ao rendimento
Variável em função da idade
e do plano escolhido
COPAGAMENTOS Mais baixos no regime
convencionado, mais altos no regime livre. Não há franquias
Superiores, comparando com o
regime convencionado da ADSE, mas mais baixos em comparação com o regime livre. Aplicam-se franquias
REGIME LIVRE Reembolsos, em geral, mais baixos Reembolsos, em geral, mais altos
PARCEIROS Menos parceiros aderentes Mais parceiros aderentes
PESSOAS SEGURAS Abrange o agregado familiar. O valor descontado não varia em função do número de pessoas beneficiárias O prémio pago depende do número de pessoas seguras, com exceção do plano MGEN Família
EXCLUSÕES Menos. Não exclui, por exemplo,
hemodiálise e consultas de
psicologia
Mais

É fundamental também conhecer as diferenças de custos dos tratamentos, das consultas e dos exames. Tanto a ADSE como o seguro de saúde preveem um regime livre, em que o beneficiário paga o total do ato médico e depois pede o reembolso. Receberá uma percentagem do que gastou, que varia entre os dois regimes. O melhor é fazer consultas, tratamentos e exames através do regime convencionado, cujos copagamentos são mais baixos, mas também diferentes entre as duas opções. Estas diferenças ajudam a fazer contas e a chegar ao custo total de optar pela ADSE ou pelo seguro de saúde.

CONSULTAS, TRATAMENTOS E EXAMES: DIFERENÇAS DE CUSTOS
Consultas, tratamentos e exames Copagamentos ADSE no regime convencionado (€) Copagamentos dentro da rede MGEN: planos DECO (subscritores) e Ideal (não subscritores) (€)
Consulta de ginecologia 5 18
Consulta de pediatria 4,49 18
Consulta de odontoestomatologia 5 máximo de 15 euros (pack de tratamentos convencionados) (MGEN DECO)
12,50 € por ato e franquia anual de 50 € (MGEN Ideal)
Destartarização 5 máximo de 15 euros (pack de tratamentos convencionados) (MGEN DECO)
12,50 € por ato e franquia anual de 50 € (MGEN Ideal)
Cesariana 286,20 500
Parto eutócico
(parto vaginal sem utilização de ventosa ou fórceps)
187,20 500 (MGEN DECO)
250 (MGEN Ideal)
Mamografia 5,40 15
Colonoscopia 52,50 CC

Manter ou não a ADSE: o que ponderar antes de decidir

Exclusivo Simpatizantes

Para ler, basta ter conta no site (disponível para subscritores e não-subscritores).

Entrar

Não tem acesso? Criar conta gratuita

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.