última atualização: 18/06/2021

Instalação de paineis solares

Boa tarde Grupo

Pretendia ajuda para o seguinte:

Tenho uma moradia em que por mês pago de electricidade 95€ mais impostos (115,00€ total +-)

Tenho tudo electrico em casa (placa indução, forno, micro-ondas, termo-acumulador, máquinas roupa, loiça e secar).

Ando a pensar em colocar paineis de modo a diminuir a fatura, agradecia se me pudessem ajudar com a Vossa experiência sobre o que devo ou não colocar, e qual a empresa (caso tenham alguma confiável).

Obrigado pela Vossa ajuda.

 

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Produzir eletricidade da comunidade Energias Renováveis

10 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
21/03/2021

Boas, estou como o Décio, preciso da melhor relação preço qualidade, obrigado.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
10/03/2021

Boa tarde
Estou a pensar instalar painéis solares para produção de energia e assim, poder baixar a minha fatura mensal, que varia entre 80 e mais de 100€, conforme a época do ano.
A minha vivenda situa-se em Serra D'el Rei, concelho de Peniche.
Este tipo de instalação está incluído no programa de incentivo à eficiência energética?. se sim como devo proceder para me candidatar?
Será possível darem-me uma lista de 3 ou 4 empresas credenciadas para este tipo de instalação?, em alternativa qual o melhor site para obter essa lista.
Quais os critérios que deve ter na seleção da melhor proposta tendo em conta a solução proposta e respetivo orçamento.
Desde já agradeço a atenção .

Faça login para aceder a este conteúdo. 
15/03/2021
, Respondeu:

Bom dia,
Em primeiro lugar deverá analisar a sua fatura de eletricidade e ver o valor médio mensal do seu consumo, expresso em KWh. Verifique também se existe algum equipamento que possa ser substituído por forma a reduzir os seus consumos elétricos, como por exemplo a utilização de um termoacumulador para aquecimento das AQS. Também em muitos casos a resistência elétrica de apoio a um sistema solar térmico funciona sem relógio e isso provoca um consumo adicional de eletricidade.
Outra questão importante é verificar a sua potência contratada que em muitas situações é desajustada face ao seu perfil de consumo. Pode reduzir esse valor sem qualquer custo, bastando contactar o seu fornecedor de energia.
Se for possível contacte um técnico de instalações elétricas ou empresa registados na DGEG e solicite a colocação provisória de um sistema de monitorização de consumos no seu quadro elétrico. Desta forma irá perceber como varia o seu consumo ao longo do dia e com base nessa informação calcular a sua unidade de produção de energia em autoconsumo (UPAC).
Nota: para poder concorrer ao apoio do fundo ambiental o técnico ou empresa tem de estar registado na DGEG e pode fazer essa confirmação no próprio site da DGEG, em “Consulta pública de Técnicos Responsáveis”
Relativamente à escolha do sistema tem duas opções:
Opção A - Painéis fotovoltaicos + microinversores
Opção B - Painéis fotovoltaicos + inversor central
Nota: os microinversores ou inversor central são equipamentos que irão converter a energia produzida pelos painéis fotovoltaicos (corrente continua) em corrente alternada (monofásica ou trifásica).
Na opção A, o investimento é menor podendo por exemplo começar com 2 painéis (300W cada ou superior) + 1 microinversor (600W) e posteriormente ir aumentando a produção, caso se verifique que é insuficiente. Tem também a vantagem de poder ter painéis com orientações diferentes, pois cada microinversor trabalha de forma independente.
Na opção B, o investimento é superior podendo por exemplo começar com 6 painéis (300W cada ou superior) + 1 inversor central hibrido (3KW ou superior) e posteriormente fazer o upgrade com baterias de Lítio.
Em ambas as situações deve ser colocado um sistema de monitorização da mesma marca que lhe irá permitir registar os consumos elétricos e a produção de energia. No caso dos microinversores permite-lhe verificar a produção de cada painel de forma independente.
Peça orçamento a duas ou três empresas e compare as soluções que propõem.
Aconselho também a leitura do artigo: https://www.deco.proteste.pt/casa-energia/eletricidade-gas/noticias/autoconsumo-seis-dicas-para-saber-se-este-e-o-sistema-indicado-para-si.
Após receber os orçamentos pode envia-nos as soluções propostas que a iremos apoiar na sua decisão.
Cumprimentos,
Equipa das energias renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
17/03/2021
, Respondeu:

Agradeço as vossas resposta e vou proceder como proposto. Oportunamente darei resultado das diligências para ter o vosso apoio na decisão final. Obrigado.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
18/03/2021
, Respondeu:

Olá Lídia, 
Bom dia. 

Ficamos a aguardar. 

Obrigada, 
Equipa Energias Renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
18/06/2021
, Respondeu:

Bom dia, já tenho em meu poder 4 propostas para instalação de painéis solares para produção de energia (a proposta da EDP não a vou considerar pois acho muito pouco profissional a forma de atendimento). como vos posso fazer chegar as propostas para que me possam aconselhar e ajudar na seleção do sistema a instalar, garantindo-se assim uma boa relação custo benefício. Obrigado pela atenção. telem 966047164 ou lizemartins@sapo.pt.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
11/03/2021
, Respondeu:

Bom dia Lídia, 

Em relação à sua primeira questão, pode saber mais sobre o Programa Edifícios Mais Sustentáveis neste post da Cmunidade: https://www.deco.proteste.pt/comunidades/energias-renovaveis/producao-eletrica/conversation/5342/tudo-sobre-o-programa-edificios-mais-sustentaveis.

Contudo, as candidaturas para a segunda fase ainda não foram reabertas. O Ministério do Ambiente e da Ação Climática informou que as candidaturas ao Fundo Ambiental seriam reabertas no início de março de 2021, contando já com montantes provenientes do Plano de Recuperação e Resiliência. As despesas em que incorra a partir de 1 de janeiro, serão elegíveis ao abrigo do novo programa, razão pela qual deverão guardar as faturas/recibos relacionadas com essas despesas.

Relativamente às restantes questões, estamos a preparar resposta. 

Obrigada, 

Equipa Energias Renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
02/03/2021

Bom dia,

Caso seja possível deverá alterar o sistema de aquecimento das AQS, pois o aquecimento de água por resistência elétrica é muito pouco eficiente. Opte por um sistema solar térmico ou por uma bomba de calor.

Relativamente à produção de energia tem duas opções:

Opção A -  Painéis fotovoltaicos + microinversores

Opção B -  Painéis fotovoltaicos + inversor central

Na opção A, o investimento é menor podendo por exemplo começar com 2 painéis (300W cada) + 1 microinversor (600W) e posteriormente ir aumentando a produção, caso se verifique que é insuficiente. Tem também a vantagem de poder ter painéis com orientações diferentes, pois cada microinversor trabalha de forma independente.

Na opção B, o investimento é superior podendo por exemplo começar com 6 painéis (300W cada ou superior) + 1 inversor central hibrido (3KW) e posteriormente fazer o upgrade com baterias.

Em ambas as situações deve ser colocado um sistema de monitorização de consumos / produção de energia.

Peça orçamento a duas ou três empresas e compare as soluções que propõem.

Alguma dúvida adicional, disponha.

Cumprimentos,

Equipa das energias renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
10/03/2021
, Respondeu:

Obrigado pela ajuda. Em relação a empresas existem muitas no mercado, mas será que sem perceber muito do assunto não corro o risco de comprar gato por lebre? Alguma que recomende?

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.