última atualização: 23-10-2017

Painel com termossifão: necessidade de sistema complementar?

Boa tarde,

tenho andado a ver casas para comprar e uma das que vi (ainda em construção) prevê a instalação de um sistema com 2 painéis solares e um termossifão de 300L para aquecimento da água. No entanto, não prevê nenhum sistema complementar.

A minha dúvida é se o sistema complementar é necessário ou não. O termossifão dá garantias de aquecimento mesmo no inverno?

Obrigado

Junte-se a nós

Esta informação foi útil e ajudou-o? Para apoiar a nossa comunidade, registe-se no site. É gratuito, demora menos de um minuto.

  • Pode perguntar e pedir conselhos
  • ler as contribuições dos nossos membros
  • dar o seu contributo 
  • receber o feedback de um especialista.

Registe-se em DECO PROTESTE para participar.
Entrar ou Registar

Comentários

Melhor resposta
User name
João Silva
05-10-2017
Melhor resposta

Bom dia Alexandre,

nenhum sistema solar é completamente autónomo. A radiação solar não tem a mesma disponibilidade ao longo do ano e as necessidades de aquecimento de água também variam, normalmente em sentido contrário ou seja, quando há mais sol é quando necessitamos de aquecer menos a água pois já vem mais quente.

Por causa disso, não é possível dimensionar um sistema solar térmico para cobrir 100% das necessidades anuais. Normalmente fica-se pelos 70%. No resto do tempo, irá necessitar de um sistema de apoio.

Convém optar por um esquentador termostático, pois é o que garante maior eficiência e maior prioridade ao sol.


Cumprimentos

User name
Alexandre Tavares
05-10-2017

Bom dia João,

Obrigado pela resposta. Surgiram-me foi novas dúvidas.

A construção não prevê instalação de gás, pelo que o esquentador termostático seria uma solução pouco desejada.
Há alguma solução alternativa?

Tenho pesquisado sobre a utilização de um termoacumulador como sistema complementar mas ao que parece, não é possível sem que se perca a prioridade ao sol. Correcto?

Obrigado

User name Moderator
Bruno Miguel | Moderador
23-10-2017

Olá Alexandre,

Não tendo em casa acesso ao gás, sobram as soluções de consumo usualmente utilizadas de eletricidade ou biomassa.

A solução da utilização de um termoacumulador como sistema complementar é uma solução viável e provavelmente a melhor solução, garantindo um volume extra de água quente, face ao sistema solar térmico, neste caso, em mais que os 300 l e não se perde a prioridade ao sol. Não é a solução mais em em conta do ponto de vista de custos de utilização, há medidas que se podem tomar para o reduzir como adotar bi-horária e instalar um programador para limitar o funcionamento de termoacumulador no melhor horário.

Sem ser o termoacumulador, pode usar uma resistência elétrica para aquecimento da água no inverno, mas trata-se de uma solução muito pouco eficiente e menos prático apesar de relativamente barata.

Uma bomba de calor de AQS no interior da habitação como apoio a 2 painéis Solares seria uma solução, mas neste caso o termossifão teria de ser substituído por uma circulação forçada, esta seria uma solução bastante eficiente e confortável.

Estamos a falar de uma moradia certo? A casa vai ter aquecimento central?

Cumprimentos

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.