Notícias

Por que escolher o Rótulo Ecológico Europeu nos produtos de limpeza

Chegou a primavera, a estação do ano em que se faz uma limpeza mais profunda à casa. Prefira produtos “verdes”, com o Rótulo Ecológico Europeu. As vantagens compensam.

21 março 2018
produtos limpeza

iStock

Os detergentes normais de limpeza que usamos (líquidos, em pó, em pastilhas, para roupa e loiça, e lava-tudo) não são tão inócuos como poderíamos pensar. A maioria contém ingredientes que podem prejudicar o ambiente e a saúde. Muitas das substâncias têm efeitos nocivos. Não são retidas pelos sistemas de tratamento das águas, poluem rios e acabam nos nossos pratos e copos. As vantagens do Rótulo Ecológico Europeu situam-se a vários níveis. Juntamo-nos ao BEUC (Organização Europeia dos Consumidores) na comemoração dos 25 anos deste rótulo.

Em setembro de 2017, cerca de 5300 produtos de limpeza com este rótulo, incluindo detergentes, foram registados em toda a União Europeia. O Rótulo Ecológico Europeu tem sido reconhecido como a certificação mais amiga do ambiente e já não está limitado ao mundo dos detergentes. Há lenços de papel, tintas, géis de duche e agora até sapatos, computadores e hotéis. Esteja atento ao logótipo da flor cada vez que for às compras.  

 

Please fill the source and the alt text 
O Rótulo Ecológico Europeu, com preocupações ambientais e de saúde, celebra 25 anos. 
 

 

Escolha detergentes com o Rótulo Ecológico Europeu para as limpezas. Há cinco razões principais para escolher produtos com este galardão. 

Poupar energia (e dinheiro). Está provado que os detergentes com Rótulo Ecológico Europeu são eficientes a baixas temperaturas, permitindo poupar energia e dinheiro. Por exemplo, os detergentes da roupa são testados para terem a máxima eficiência a 30ºC. São concentrados, ou seja, basta uma pequena quantidade para serem eficazes. Se usar mais do que a dose recomendada, reduz o dinheiro que gasta em limpeza e a sua própria pegada ecológica.

Proteger a saúde. Os detergentes com Rótulo Ecológico Europeu contêm, em geral, químicos menos problemáticos quando comparados com produtos normais, o que minimiza a exposição global. Por exemplo, substâncias potencialmente cancerígenas, que alteram o ADN ou diminuem a fertilidade, são estritamente proibidas nos produtos com aquele rótulo, mas não nos outros detergentes. Suspeita-se que o triclosan interfere no sistema hormonal e que as nanopartículas de prata estão relacionadas com perturbações neurológicas. As substâncias que libertam formaldeído são potencialmente cancerígenas e podem causar alergias e asma. Substâncias alérgicas, fragrâncias e conservantes prejudiciais ao ambiente e à saúde estão amplamente limitadas. As mais problemáticas estão completamente banidas.

Poupar o ambiente. Para ostentarem o Rótulo Ecológico Europeu, os detergentes não podem ser tóxicos para os organismos aquáticos e têm de ser rapidamente biodegradáveis. É por essa razão que não podem conter fosfatos, que potenciam o crescimento de algas, ameaçam outro tipo de vida marinha e reduzem os níveis de oxigénio da água. Além disso, aquele rótulo exclui produtos desinfetantes que tornam as bactérias mais resistentes, ou seja, mais difíceis de eliminar a longo prazo.

Reduzir o uso de plástico. Todos os anos, os europeus produzem mais de 25,8 milhões de toneladas de resíduos de plástico, dos quais apenas 30% são reciclados. O processo de embalamento dos produtos com Rótulo Ecológico Europeu é circular: privilegia o material reciclável, é reciclável, depende menos do plástico do que as embalagens convencionais e promove recipientes recarregáveis. Este tipo de detergente também não pode conter microplásticos, pequenas partículas de plástico que acabam por ser ingeridos pelos peixes, pelos crustáceos e misturam-se com o plâncton. Enquanto a União Europeia está a considerar restringir os microplásticos em detergentes e outros produtos, o Rótulo Ecológico Europeu já está um passo à frente.

Evitar as alegações ambientais sem fundamento (greenwashing). Ao contrário de muitos autoproclamados rótulos ambientais, o Rótulo Ecológico Europeu garante que os detergentes minimizam o impacto no ambiente. Tal acontece graças aos requisitos exigentes que os fabricantes têm de cumprir para obter aquele rótulo. A União Europeia e os Estados-membros, em cooperação com a indústria, organizações ambientais não-governamentais e associações de consumidores, definem os critérios do Rótulo Ecológico Europeu e reveem-nos de quatro em quatro anos. Há testes que demonstram que muitos dos produtos de limpeza com este rótulo são tão eficientes como os convencionais.

 

 



Imprimir Enviar por e-mail