Dossiês

Receitas de Natal: uma mesa completa

14 dezembro 2022
Imagem de uma família com seis pessoas, todas vestindo camisolas de lã bordadas, e todas à volta da mesa para uma refeição de Natal: um casal idoso, um rapaz e uma rapariga e um homem e uma mulher jovens. Estão todos sentados, com exceção do homem, que serve um copo com vinho. Ao seu redor, a decoração é composta por objetos e móveis brancos, prateados e em tons de madeira.

Preparámos dezenas de receitas para organizar esta época festiva, desde pratos principais tradicionais, alternativas vegetarianas, aproveitamentos de sobras e, como não podia deixar de ser, os doces de Natal. Agora, mãos à obra.

Início

Mostramos o que de melhor se faz em cada região do País. A Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril selecionou os ingredientes mais tradicionais e distribuiu-os por dezenas de receitas, para quatro pessoas, adicionando-lhe ainda sugestões para tornar os pratos típicos ainda mais baratos. Por exemplo, se substituir o peru por frango, ou o polvo por pota, poupa dinheiro e permanece a satisfação de confecionar um prato especial. Também sugerimos pequenas alterações para tornar as receitas mais equilibradas do ponto de vista nutricional, bem como aproveitamentos de sobras de refeições. Mostramos ainda receitas vegetarianas e de doces e sobremesas.

Como os tempos não estão para grandes gastos, se quiser dar um toque pessoal às suas prendas, porque não fazê-las na sua cozinha? Enfeite frascos ao seu gosto, encha-os com as nossas sugestões e surpreenda família e amigos com presentes feitos por si.

Seis dicas para uma mesa de Natal mais sustentável

Nesta altura do ano, a produção de comida aumenta e, como tal, a escolha de ingredientes mais amigos do ambiente é uma das formas de reduzir o impacto ambiental do Natal. Siga as nossas dicas.

  1. Opte, se possível, por ingredientes locais, produzidos na proximidade, e com uma cadeia de distribuição curta. Estará a promover a economia local e a reduzir a pegada de carbono.
  2. Adquirir produtos com denominação de origem protegida (DOP) ou indicação geográfica protegida (IGP). Explore a ferramenta da DECO PROTESTE, que o ajudará a interpretar estas classificações.
  3. Privilegie os produtos da época, pois apresentam melhores características nutricionais e acabam por ser mais baratos. Conheça o calendário de frutas e legumes.
  4. Escolha produtos biológicos, desde que locais e da época.
  5. Opte por alimentos a granel, ou em embalagens ecológicas.
  6. Prefira os alimentos frescos.

Faça a diferença e torne o seu Natal mais sustentável.

Exclusivo Simpatizantes

Para ler, basta ter conta no site (disponível para subscritores e não-subscritores).

Entrar

Não tem acesso? Criar conta gratuita