Notícias

Protetores solares: que filtros deve evitar?

Alguns estudos científicos levantam dúvidas sobre a segurança da utilização dos filtros solares octocrileno e homosalato. Até que haja mais estudos e seguindo o princípio da precaução, os produtos por nós testados com estes filtros não podem ser nomeados. Descubra qual o protetor solar ideal para si.

Mulher a pôr protetor solar nas costas

iStock

Há um produto cuja compra não recomendamos, por apresentar um fator de proteção solar inferior ao anunciado (FPS 15 em vez de 30) e não incluímos na nossa seleção qualquer protetor que inclua filtros solares sobre os quais recaem suspeitas de segurança. 

Filtros solares: estudos recomendam prudência

Acompanhamos em permanência os desenvolvimentos científicos. Por vezes, novas descobertas podem levar-nos a ser mais brandos; outras, a ser mais exigentes.

No nosso teste, verificamos, através da lista de ingredientes apresentada na rotulagem do produto, a presença de substâncias cuja segurança começa a suscitar dúvidas. Seguimos o princípio de precaução e não nomeamos nenhum dos produtos que utiliza estes ingredientes, dando preferência à utilização de alternativas. Os recentes estudos com homosalato e octocrileno, dois filtros solares usados em alguns dos produtos que testamos, vêm levantar dúvidas sobre a segurança da sua utilização nos protetores solares.

Quanto ao homosalato, trata-se de um filtro para os raios ultravioleta (UV) que, de acordo com a legislação atual, pode ser utilizado numa concentração até 10 por cento. No entanto, recentemente, o Comité Científico para a Segurança do Consumidor da Comissão Europeia considerou que a sua utilização é segura apenas até uma concentração de 0,5 por cento. Não obstante a evidência científica ser inconclusiva, alguns estudos sugerem que o homosalato possa ser um desregulador endócrino, ou seja, possa interferir no normal funcionamento do sistema endócrino/hormonal. Enquanto aguardamos uma legislação mais forte a este respeito, aplicamos o princípio da precaução e não nomeamos qualquer produto com este filtro solar. No teste efetuado a protetores solares para crianças com FPS 50+, cinco dos 20 produtos testamos contêm este filtro solar. No segmento dos protetores solares 30 em loção, apenas um dos 13 produtos testados o contém.  

O octocrileno é outro filtro solar químico que nunca teve boa reputação, em virtude do seu potencial alergénico. Este ingrediente é considerado seguro pelo Comité Científico para a Segurança do Consumidor da Comissão Europeia quando em concentrações inferiores a 10%, e é este o limite legal. No entanto, o octocrileno pode ser degradado em benzofenona, uma substância potencialmente desreguladora do sistema endócrino, cancerígena e mutagénica. À semelhança do homosalato, seguimos o princípio da precaução e não nomeamos qualquer produto com este filtro solar. Oito dos 20 produtos testados para crianças com FPS 50+ têm este filtro solar, que também está presente em cinco dos 13 protetores solares em loção com FPS 30 que levámos para o laboratório.

Independentemente da escolha, utilize sempre protetor solar. Os benefícios decorrentes da utilização de protetor solar são muitos mais do que os possíveis malefícios. Na praia, na piscina, no jardim ou, até mesmo, num simples passeio ao ar livre, independentemente do tipo de pele, a aplicação de protetor solar é uma das medidas mais importantes para prevenir danos decorrentes da exposição aos raios ultravioleta (UV), como o envelhecimento prematuro da pele ou o desenvolvimento de diversos tipos de cancro cutâneo. 

Qual o melhor protetor solar?

Todos os anos, testamos vários protetores solares disponíveis no mercado português, tendo em conta segmentos diferentes. Este ano publicamos resultados relativos a protetores solares para crianças com fator de proteçãosolar (FPS) 50/50+ e em loção com FPS 30.

Os resultados foram positivos. Apesar do rigor da nossa avaliação, continua a haver bons protetores solares que se destacam nos nossos testes: entre outros parâmetros analisados em laboratório, cumprem com as exigências, como o fator de proteção solar (FPS) declarado e o fator de proteção contra os raios ultravioleta do tipo A (UVA). 

Apenas o Fotoprotector ISDIN Gel Cream SPF 30 não passou nos testes, por apresentar um fator de proteção que corresponderia a um FPS 15 em vez do FPS 30 anunciado. Depois de contactada, a marca informou-nos que uma nova formulação do produto já se encontra no mercado. Contudo, mesmo após esta comunicação, a equipa da DECO PROTESTE conseguiu encontrar à venda não somente o produto substituto como várias embalagens do protetor solar com a fórmula que não cumpre com a recomendação. Lamentamos que não seja fácil distinguir os dois produtos da ISDIN, pois têm embalagens muito semelhantes. Em caso de dúvida, consulte o comparador.

Veja o comparador de protetores solares

Retire o melhor do sol com proteção

A escolha do melhor protetor solar é uma das medidas mais importantes para se proteger do sol. Aplicá-lo de forma correta é também essencial. A Direção-Geral da Saúde recomenda o uso de um produto que tenha, no mínimo, fator de proteção solar (FPS) 30 e que ofereça proteção contra os UVA. 

Apesar de todos os cuidados que devemos ter com a exposição solar, é de relembrar que esta traz benefícios essenciais para o ser humano. Não só é um elemento indispensável na síntese de vitamina D, como contribui para melhorar o estado de espírito.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.