Notícias

Batons hidratantes: 14 produtos escondem riscos

Início

Testámos 20 produtos para hidratar os lábios e descobrimos que 14 contêm substâncias derivadas do petróleo potencialmente perigosas para a saúde.

26 setembro 2017
20 produtos testados

João Ribeiro

MOSH, POSH e MOAH são as siglas por que são conhecidas as substâncias potencialmente perigosas detetadas em 14 produtos para hidratar os lábios. Trata-se dos chamados hidrocarbonetos, que fazem parte da composição dos óleos minerais. Entre os seis batons sem estas substâncias, o Melhor do Teste custa menos 5 euros do que o mais caro.   

Escolha um bom hidratante labial

 

A lei permite a utilização de óleos minerais em cosméticos, “se se conhecerem todos os antecedentes de refinação e se se puder provar que a substância a partir da qual foram produzidos não é carcinogénica”. Contudo, a presença de mais de 10% de hidrocarbonetos saturados de óleos minerais (MOSH) e de hidrocarbonetos sintéticos saturados (POSH) em produtos que podem ser engolidos, como os hidratantes labiais, é potencialmente perigosa. Os hidrocarbonetos aromáticos de óleos minerais (MOAH) não devem fazer parte destes cosméticos, por se suspeitar de que são cancerígenos. Assim, por precaução, convém evitar os que incluem:

  • cera microcristallina ou microcrystalline wax;
  • ceresin;
  • hydrogenated microcrystalline wax;
  • hydrogenated polyisobutene;
  • ozokerite;
  • paraffin ou parafina;
  • paraffinum liquidum;
  • petrolatum;
  • polybutene;
  • polyethylene;
  • polyisobutene;
  • synthetic wax.

Se costuma usar cosméticos para aplicar na pele, como cremes hidratantes, com estas substâncias, pode continuar a fazê-lo. Neste caso, a quantidade absorvida é mínima e não representa perigo para a saúde.