Cartas-tipo

Reclamação por venda de brinquedo perigoso

10 fevereiro 2017
carta-tipo

10 fevereiro 2017
Por correio registado ou e-mail, uma reclamação por escrito serve de prova e pode ser decisiva para resolver o seu conflito. Identifique bem quem envia, o destinatário e a data e exponha claramente os factos. Guarde cópias do envio.
Nome e morada completa do remetente

Nome e morada completa do destinatário

Localidade e data

Carta registada com aviso de receção

Assunto: Brinquedo perigoso.

Exmos. Senhores,

No passado dia 28 de junho, adquiri, no estabelecimento sito na Rua ………………………, n.º ……, em …………………, uma roca em material sintético, da marca ……………, que V. Exas. representam.

A embalagem referia que a roca era adequada para crianças entre os 6 e os 12 meses. Contudo, quando o meu filho, que tem 8 meses, brincou com ela, tentou metê-la na boca, o que é normal numa criança desta idade, e ia sufocando. Verifiquei, então, que, ao contrário do que acontece com a maioria dos produtos deste tipo, cujo formato impede este tipo de acidentes, a roca em questão estava mal concebida (do ponto de vista ergonómico).

Como é óbvio, não voltei a dar a roca à criança e penso entregá-la à Direção-Geral do Consumidor, para que a analise e, caso se confirme que é perigosa, mande retirá-la do mercado. Por outro lado, como acredito que a segurança das crianças faz parte das vossas preocupações, sugiro que façam chegar esta reclamação aos responsáveis pela conceção dos brinquedos da marca ………………….

Com os melhores cumprimentos,

(Assinatura)

Anexo: Cópia do recibo de compra.


Imprimir Enviar por e-mail