Notícias

Centenas de euros gastos por ano no veterinário para cão ou gato

Os animais de estimação exigem tempo e despesas. Recolhemos os preços dos principais atos veterinários. Uma consulta pode custar 25 euros e uma esterilização 150 euros, no caso de uma cadela.

  • Dossiê técnico
  • Teresa Rodrigues
  • Texto
  • Cécile Rodrigues e Filipa Rendo
18 outubro 2019
  • Dossiê técnico
  • Teresa Rodrigues
  • Texto
  • Cécile Rodrigues e Filipa Rendo
thumb saude cao e gato

iStock

Apesar das responsabilidades e das despesas, os animais de estimação enchem o lar de alegria e trazem vantagens cientificamente comprovadas, que não têm preço. Estima-se que, em Portugal, existam quase 4 milhões de famílias com animais de estimação. O convívio com animais peludos, sobretudo cães, pode contribuir para reduzir o risco de alergias e asma em crianças. Os donos de animais têm tendência a apresentar valores de pressão arterial e de colesterol mais baixos, quando comparados com quem não os tem, o que contribui para a diminuição do risco de doença cardíaca. Está ainda demonstrado que a interação com um animal reduz os níveis de stresse e ansiedade. Outros estudos defendem que os animais podem ajudar no combate à depressão, nomeadamente em idosos, por estes ficarem menos sujeitos ao isolamento social e a depressões.

Mais de metade dos participantes num inquérito que realizámos em 2016 revelam que o cão contribuiu para melhorarem a vida social. O mesmo é válido para um terço dos donos de gatos. Além disso, está provado que ter um animal ajuda a manter o peso adequado e a boa forma física. Segundo o nosso inquérito, 64% dos donos de cães afirmam que passaram a praticar mais exercício físico diário e 74% admitem que melhoraram a qualidade de vida.

grafico custos anuais

 beneficios new

Para termos uma ideia das despesas com as idas ao consultório e o custo dos atos de rotina, visitámos 161 estabelecimentos veterinários em todo o País, em junho e julho de 2019, e recolhemos os preços habitualmente praticados e os serviços disponíveis para cães de 10 quilos e gatos de 4 quilos. Lembre-se de pedir fatura com número de contribuinte. As despesas com os serviços veterinários, assim como rações receitadas pelo veterinário (em caso de dieta especial), são dedutíveis no IRS.

Responsabilidades para a vida toda

Embora os benefícios para a saúde física e emocional dos donos sejam inegáveis, a decisão de levar um animal para casa não deve ser tomada de ânimo leve. Trata-se de um investimento a longo prazo: de tempo, energia e dinheiro.

Em média, os cães vivem 13 anos e os gatos 14. Entre despesas com alimentação, saúde e higiene, e acessórios (como trelas e camas), manter um cão custa cerca de 1000 euros por ano. Por sua vez, um gato pode significar 900 euros anuais. Conclusões do nosso inquérito de 2016, que revela ainda que os donos de cães fazem três visitas anuais ao veterinário e os de gatos duas. Principais motivos: consultas de rotina, vacinação e desparasitação, o que, na maioria dos casos, ocorre em estabelecimentos privados. 

Recomenda-se levar o animal ao veterinário para uma visita de rotina a cada seis meses ou uma vez por ano (conforme a idade e o estado de saúde), para pôr em dia as vacinas e as desparasitações, vigiar o estado de saúde e detetar problemas numa fase inicial.

Faça login no site para continuar a ler o artigo e conhecer os custos dos serviços.

Se ainda não tem conta no site, clique no botão abaixo para se registar e conhecer todas as vantagens.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade. Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva em qualquer momento.

 

Junte-se a nós


 

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.