Dicas

Máquina de lavar loiça: poupe da compra ao fim de vida

08 maio 2019
Para poupar, aposte no programa ecológico e respeite as doses de detergente.

08 maio 2019
Se estiver disposto a esperar muitas vezes mais de 3 horas, aposte no programa ecológico e respeite as doses de detergente. Conheça as nossas dicas para poupar.

A maioria das máquinas de lavar loiça no mercado é classe energética A++ ou mesmo A+++, mas os nossos testes mostram que existem diferenças nos consumos de água e eletricidade. Compre uma máquina com um custo de utilização baixo. Para isso, consulte o nosso teste e descubra as que receberam o título de Escolha Acertada, que garantem a melhor relação entre a qualidade e o preço.

Ver teste a máquinas de lavar loiça

Se ainda não é subscritor, descubra esta e outras vantagens.

Tornar-me associado

Quatro dicas para poupar

1. Lavar à mão ou na máquina?

No programa normal ou automático, a máquina gasta, em média, 13 litros de água por ciclo. Lavar à mão, com enxaguamento incluído, implica gastar uma média de 60 litros. Se usar a água a 45°C, considere 2 kWh por lavagem. Num ciclo normal, a máquina precisa, em média, de 1,1 kWh para lavar e secar. No ciclo económico, o consumo baixa para cerca de 0,8 kWh, ou seja, pode poupar um pouco mais de metade da energia.

2. Programa eco gasta menos eletricidade 

Alguns fornecedores de eletricidade têm tarifas bi ou tri-horárias, ou seja, durante a noite e/ou o fim de semana, o custo do kWh é mais baixo. Se tiver uma destas tarifas, opte pela função de início diferido, para que a máquina funcione durante a noite. 

Use o programa eco, porque, em média e em relação ao programa principal, poupa até 25% de eletricidade por lavagem. Demora mais tempo, mas utiliza menos 3 litros de água por ciclo, aproximadamente. Se prescindir da pré-lavagem, até pode economizar mais. 

Carregue completamente a máquina, sem encher demais, para evitar que a loiça fique mal lavada. Peças grandes, como travessas, devem ser colocadas na parte de trás ou dos lados do tabuleiro inferior, deitadas. Se estiverem muito à frente, a tocar o depósito do detergente, podem impedir que este abra completamente e que a água chegue ao depósito.

Nunca exceda a quantidade de detergente recomendada pelo fabricante: não lava melhor a loiça, sai mais caro e causa mais poluição. 

3. Vale a pena reparar?

Se a máquina de lavar loiça avariar, verifique se o arranjo é vantajoso antes de substituí-la. Tal pode não compensar se o aparelho for muito antigo, dado que é possível que consuma mais água e energia. Se tiver problemas, consulte as nossas sugestões, antes de chamar o técnico.

Para depositar os eletrodomésticos velhos, recorra aos ecocentros e a centros de receção . Nestes locais armazenam-se resíduos recicláveis até ao seu encaminhamento para tratamento (reutilização, desmantelamento, reciclagem ou valorização energética). Há organizações de caridade que fazem recolha e distribuição de equipamentos antigos junto de famílias carenciadas. 

Na compra de uma nova máquina, os comerciantes são obrigados a ficar com a velha e a encaminhá-la para desmantelamento e reciclagem. Além disso, não lhe podem pedir dinheiro em troca deste serviço. Contudo, deverá sempre informar antecipadamente a loja da necessidade de recolha da sua máquina velha. As lojas online poderão ter diversas modalidades de entrega e cobrar pelo serviço.

5 conselhos para prolongar a vida da máquina

1. Retire os restos de comida

Não precisa de passar por água os pratos ou as travessas. Basta limpar todos os vestígios sólidos, com a ajuda de talheres ou de um guardanapo sujo. Mesmo as borras de café devem ser limpas dos utensílios que pretende pôr na máquina, dado que podem não passar nos filtros e entupi-los. Em alguns casos, voltam a ficar depositados na loiça que acabou de lavar.

2. Lave o filtro

Todas as semanas, ou sempre que estiver sujo, limpe o filtro, para não acumular resíduos. Assim, os restos de alimentos que ficam lá presos não se voltam a depositar na próxima lavagem. Os filtros internos podem ser lavados com água corrente, com a ajuda de uma escova macia. O filtro metálico exterior tem de ser enxaguado com água quente. Um filtro sujo impede a máquina de despejar bem toda a água, podendo deixar a loiça suja ou a máquina com mau odor. Não se esqueça de ler o manual de instruções.

3. Limpe a porta e as borrachas

Ainda que limpe o interior da máquina, selecionando um programa de lavagem com o aparelho vazio, a porta e as borrachas tendem a acumular sujidade quando coloca a loiça. É, por isso, importante limpá-las, de três em três meses, ou sempre que estiverem sujas. Uma passagem rápida com um pano húmido pode ser suficiente para retirar restos e prevenir fugas de água.

4. Faça um programa a altas temperaturas

Para evitar os maus cheiros, faça um ciclo de lavagem com a máquina vazia, de seis em seis meses ou antes de partir de férias, selecionando um programa com temperatura elevada. Se preferir, pode usar um produto de limpeza específico. Há quem coloque um limão cortado.

5. Lave os aspersores

De seis em seis meses, desobstrua os aspersores. Na maioria das máquinas, são amovíveis e podem ser limpos, colocando-os debaixo da torneira. Se não os puder tirar, terá de usar uma agulha de fazer tricô ou algo similar, para retirar os resíduos de comida que se acumulam nos orifícios. Se não limpar os aspersores, corre o risco de não distribuírem bem a água e a loiça ficar mal lavada.

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.