última atualização: 31/10/2018

Apoio em sistema termossifão para aquecimento de águas

Olá,

A minha questão é semelhante a uma que já foi discutida aqui.

A minha habitação é uma moradia de dois pisos com aquecimento de águas sanitárias por painéis solares com termossifão, da marca Baxi. O depósito inclui um apoio eléctrico por resistência, que é usado habitualmente entre os meio/final de Outubro e Abril.

Este sistema estava incluído quando comprei a moradia (em 2011) e não tive qualquer intervenção na instalação. Apercebi-me que, no uso quotidiano, não tenho qualquer informação sobre o funcionamento do equipamento. Só sabemos que está a funcionar porque a água está quente e a conta da electricidade aumenta ou diminui de acordo com as horas de sol.

Em 2012 decidi instalar um temporizador ligado ao disjuntor diferencial do circuito do apoio eléctrico do termossifão. Na altura instalei também um termómerio com mostrador digital também no quadro. Isso permitiu-me ter uma percepção mais fidedigna da utilização do equipamento (embora o termómetro, que entranto deixou de funcionar, fosse enganador porque não é possível fazer uma medição correcta) e controlar o horário de utilização de acordo com a tarifa bi-horária, não ficando 100% dependente do termóstato do termossifão.

Ainda assim, o sistema foi-me dando vários problemas. Nomeadamente ao nível da resistência, que já foi trocada 4 vezes devido à acumulação de calcário! Sem contar com uma 5.ª vez em que nem durou 1 ano e foi substituída (já estava a causar curto-circuito) ao abrigo da garantia.

Isto significa que, a par da manutenção (que nos primeiros 5 anos foi anual por imposição da garantia), com um custo de cerca de 100€ por ano, ainda tive mais os custos de substituição quer da resistência (4x110€, aproximadamente) quer do ânodo de magnésio.

Estou a pensar seriamente em eliminar o apoio eléctrico no depósito que está no telhado (a que não tenho acesso senão pelo exterior via escada, o que dificulta também a manutenção, pois tenho sempre de recorrer aos técnicos).

O depósito do termossifão tem 250 l. Somos 2 adultos e 2 crianças. Habitualmente 2 duches de manhã e 2 duches à noite. Em casa só tenho electricidade.

Tenho uma zona na dispensa já preparada para instalação de um sistema de aquecimento de água eléctrico (rede de água, esgoto e tomada eléctrica).

Há alguma forma de, mesmo sem circulação forçada, conseguir, eliminando a resistência do termossifão, instalar um sistema de apoio que receba a água “quente” do painel e faça o aquecimento nos meses de sombra e frio?

Bem sei que não posso eliminar o custo da manutenção regular dos painéis, mas 4/5 resistências em 7 anos parece-me um abuso e o que poupo com o sol vai-se com o calcário.

Os meus consumos de electricidade variam entre os 60€ em Junho/Julho e os 100€ em Dezembro/Janeiro. Habitualmente tenho a resistência do termossifão desligada entre meados de Outubro e Março/Abril. Nos meses de maior sombra e frio, tenho a resistência programada para ligar entre as 17h e as 19h, da 1h às 3h e das 5h às 7h, maximizando a utilização no horário de vazio.

Utilizo (e tento cumprir) a tarifa bi-horária, só uso electricidade e trabalho em casa.

Obrigado.

Junte-se a nós

Esta informação foi útil e ajudou-o? Para apoiar a nossa comunidade, registe-se no site. É gratuito, demora menos de um minuto.

  • Pode perguntar e pedir conselhos
  • ler as contribuições dos nossos membros
  • dar o seu contributo 
  • receber o feedback de um especialista em energias renováveis.

Registe-se em DECO PROTESTE para participar.
Entrar ou Registar

Comentários

User name
EDGAR FILIPE BRANCO DE ALMEIDA ALMEIDA
23/09/2018

Bom dia Sr. Álvaro. Li a sua questão e existe uma solução para o seu caso, isto se o locar permitir a sua instalação, pode utilizar uma bomba de calor sanitária na divisão que está preparada, no entanto aconselho também a instalação de um filtro de magnésio na alimentação, visto que a água é muito agressiva.

Moderado pelo administrador da Comunidada

User name
Álvaro Góis ,Respondeu:
31/10/2018

Obrigado pela resposta. Só vi agora porque estava à espera de receber uma notificação mas nunca a recebi.

Efectivamente instalei há uns 2 meses um sistema de filtragem, para tentar reduzir o impacto do calcário. Trata-se de um sistema com 3 filtros, um dos quais será especificamente para o calcário. Já me disseram que não será 100% eficiente mas pelo menos deve atrasar a degradação dos componentes.

Esse filtro de magnésio que refere é instalado onde e como?

User name
João Silva
26/09/2018

Bom dia,
Creio que, como diz o Edgar Almeida, deverá investir num sistema de descalcificação da água. Quanto maior for a temperatura da água, mais facilmente este se precipitará, formando depósitos nas zonas mais quentes, nomeadamente o termossifão.

Pelo que percebi, a opção terá que ser sempre elétrica pelo que as suas opções se resumem a:

a) bomba de calor AQS em série com o depósito do termossifão, com custos de aquisição elevados e custos de funcionamento muito reduzidos
b) termoacumulador elétrico em série com o depósito do termossifão, com custos de aquisição reduzidos mas custos de utilização mais elevados do que a bomba de calor, muito embora devam ser mais reduzidos do que a resistência que tem atualmente
c) esquentador elétrico em série com o depósito do termossifão, desde que tenha corrente trifásica no local da instalação.

Seja qual for a opção escolhida, se não tratar a dureza da água da rede que o abastece, apenas estará a transferir o problema do calcário do termossifão para o equipamento de apoio.

Qualquer das opções pressupõe a existência de uma válvula misturadora termostática a montante do equipamento de apoio, regulada para uma temperatura inferior a 60ºC.


Melhores cumprimentos,

João Silva

User name
Álvaro Góis ,Respondeu:
31/10/2018

Obrigado pela resposta. Só vi agora porque estava à espera de receber uma notificação mas nunca a recebi.

As opções que refere estão por ordem de qualidade/preço?

Efectivamente instalei há uns 2 meses um sistema de filtragem, para tentar reduzir o impacto do calcário. Trata-se de um sistema com 3 filtros, um dos quais será especificamente para o calcário. Já me disseram que não será 100% eficiente mas pelo menos deve atrasar a degradação dos componentes.

Tendo em conta que só pretendo utilizar o aquecimento de água em metade dos meses do ano (nos restantes o painel solar é suficiente), fará sentido investir num sistema de bomba de calor?

Por outro lado, este sistema de bomba de calor também representa um custo acrescido na manutenção, correcto? E de instalação, já agora. Porque, segundo percebo, necessita de instalação de um componente no exterior, ou não?

Em relação ao termoacumulador em série com o termossifão, haverá alguma outra especificidade para além da válvula termostática (que creio já estar instalada à saída do termossifão)?

Por último, tendo em conta que a habitação fica no Entroncamento, existe alguma sugestão de empresas fidedignas que façam a comercialização e instalação destes equipamentos?

Obrigado.

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.