última atualização: 21/12/2021

Bomba de Calor + Solar Térmico ou Fotovoltaico

Boa tarde,

Muito agradecia se me pudessem ajudar na escolha da opção mais eficiente para aquecimento central e águas na minha casa: PRH e AQS.

A casa localiza-se em Viseu e está em fase de acabamentos finais, tem 180 m2 distribuídos por 2 pisos, isolamento de paredes com capoto de 8cm, lajes isoladas com XPS de 8cm, tetos falsos isolados com lã de rocha.

Tem instalação de PRH em toda a casa e pré-instalação para painéis solares, recuperador a lenha e bomba de calor.

A casa será habitada por 2 adultos e 3 crianças, e tem praticamente todos os compartimentos voltados para Sul.

O primeiro aconselhamento passa pela instalação de uma Bomba de Calor para tudo, e neste caso, foi aconselhada uma Daikin Altherma 3R 8Kw ECH2O 500L.

As minhas principais dúvidas são as seguintes:

- Qual a melhor solução para ajudar a baixar a fatura energética, solar térmico ou painéis fotovoltaicos;

- Está prevista a instalação de um recuperador de calor na sala. No entanto, agora estou com dúvidas se compensa instalar um recuperador de calor para água para apoiar no PRH e AQS, ou apenas um recuperador de calor a ar (tendo em conta a diferença de valores, e as adaptações necessárias).

Grato pela atenção e disponibilidade.

 

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Aquecer o ar e climatizar da comunidade Energias Renováveis

4 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
14/12/2021

Bom dia,
A bomba de calor (BC) que lhe foi proposta é uma boa solução, tendo em conta a produção de AQS e a climatização por piso radiante hidráulico (PRH).
Este equipamento permite a interligação dos coletores solares térmicos e nesse sentido aconselhamos a aplicação de três unidades, tendo em conta o volume de acumulação de 500L. É importante ter em atenção que o sistema solar funciona por “Drain Back”, ou seja quando o depósito atinge a temperatura desejada o liquido do circuito primário é recolhido para o interior do depósito, evitando assim que os coletores solares entrem em estagnação. Para que isto funcione é necessário serem respeitadas determinadas regras de instalação.
A interligação dos painéis fotovoltaicos deve ser feita no quadro elétrico principal e não somente no circuito da bomba de calor. Veja o artigo: 


Visto que a climatização já irá ser feita por uma BC, não será necessária a interligação a outra fonte adicional de calor, mas no caso de pretender fazê-la tem de verificar se o depósito tem alguma serpentina adicional para além da que vai utilizar com o sistema solar.
Cumprimentos,
Equipa das energias renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
21/12/2021
, Respondeu:

Bom dia,

Se bem interpretei, não se justifica a instalação de fontes adicionais de calor, como o recuperador a lenha ou o solar térmico.
Sendo a solução mais eficiente, a instalação da bomba de calor e os painéis fotovoltaicos para autoconsumo.

Obrigado.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
09/12/2021

Boa tarde.
Estou com o mesmo dilema e ainda aguardo resposta a um post meu, muito semelhante a este.

Se a legislação permitir a dispensa de SST (o que para mim ainda não é 100% claro) caso se utilize um sistema fotovoltaico, julgo que fará todo o sentido o fotovoltaico invés do SST (que é caro).

Os dois em conjunto, e na minha óptica imagino que não, pois o SST estaria a roubar um consumidor (provavelmente o maior consumidor) eléctrico da casa (AQS e Piso Radiante) que ainda por cima que tem um perfil de consumo muito compatível com o regime de Autoconsumo dos painéis fotovoltaicos (i.e. consumos constantes ao longo do dia), e assim, creio que SST + PV baixa a eficiência total do sistema em conjunto.

Contudo, há na minha óptica uma nova variável e daí fazer esta intervenção, que é: E quem tem expectativa de ter um veículo eléctrico e um ponto de carregamento / wallbox para carregar o carro? Será que nesta prespectiva, e havendo um consumidor gigante durante o dia (carro eléctrico) fará sentido apostar no combinado?

Obrigado

Faça login para aceder a este conteúdo. 
16/12/2021
, Respondeu:

Boa tarde,

A legislação permite a dispensa do sistema solar térmico (SST) desde que seja garantida a mesma quantidade de energia por outras fontes de energia renovável.

O ideal é contactar um  perito qualificado (https://www.sce.pt/pesquisa-de-tecnicos) e solicitar a elaboração da simulação, tendo como base a localização, tipologia da casa e os equipamentos a aplicar.

A utilização dos coletores solares térmicos é importante, pois permite a redução no consumo de energia elétrica da Bomba de calor (BC), sendo que a energia é entregue diretamente ao depósito sem ter de ser convertida por outro equipamento como é o caso dos painéis fotovoltaicos. No caso de ser um SST com funcionamento por circulação forçada, apenas temos o consumo da bomba de circulação e na maior parte do ano não necessita de um apoio adicional.

Também conseguimos uma temperatura superior do depósito e desta forma com a utilização de uma válvula misturadora termostática possibilita a entrega de uma maior quantidade de água quente sanitária (AQS).

A energia proveniente dos painéis fotovoltaicos irá ser utilizada pela BC para fazer a climatização (aquecimento e arrefecimento) e apoio das AQS, assim como os outros consumos elétricos da casa, nomeadamente o consumo elétrico de uma bomba de piscina e como o seu exemplo o carregamento da viatura elétrica. Neste ultimo caso o carregamento deve ser feito de forma mais lenta, para que assim possa ir buscar a maior parte da energia da sua unidade de produção em autoconsumo (UPAC).

Cumprimentos,

Equipa das energias renováveis