Dicas

Sistemas fotovoltaicos para autoconsumo: o que deve saber antes de investir

Início

Não invista em sistemas fotovoltaicos sem antes perceber o seu perfil de consumo e dimensionar a produção de eletricidade. Pode estar a deitar dinheiro à rua, em vez de poupar.

  • Dossiê técnico
  • Ricardo Pereira e Pedro Silva
  • Texto
  • Cláudia Sofia Santos
23 abril 2021
  • Dossiê técnico
  • Ricardo Pereira e Pedro Silva
  • Texto
  • Cláudia Sofia Santos
Painéis fotovoltaicos em cima de um telhado

iStock

Diminuir a pegada ambiental e, ao mesmo tempo, aumentar a independência da rede elétrica, poupando a carteira ao final do mês são os objetivos da maioria dos consumidores que decidem investir num sistema fotovoltaico de autoconsumo. Mas escolher a solução certa para um caso específico nem sempre é tarefa fácil. Conhecemos muitos casos em que os conjuntos fotovoltaicos estão completamente desajustados e nunca serão rentáveis.

Descubra os sistemas fotovoltaicos mais eficientes

Para garantir o menor investimento e a maior rentabilidade, deve conhecer o seu perfil de consumo e adequar o sistema em conformidade. É importante que o processo decorra de forma correta e eficaz, pelo que recomendamos o contacto com empresas especializadas na instalação (lista completa no site da DGEG). Exigir sempre uma solução chave na mão é muito importante. 

Nos últimos anos, o preço destes sistemas de autoconsumo tem descido de forma significativa. Ainda assim, o custo continua a ser o maior entrave à compra. 

O que fazer antes de investir num sistema fotovoltaico

Se já decidiu tirar partido do sol e investir num sistema fotovoltaico para autoconsumo, existem alguns aspetos essenciais a ter em conta. Mesmo nos casos que estão mais otimizados para o seu perfil de consumo, a rede elétrica deve ser mantida como backup. Isto implica que irá ter sempre uma fatura de eletricidade mensal, embora mais reduzida. Tem também de garantir que a energia produzida diariamente é quase toda utilizada em casa. Evita, assim, injetar eletricidade na rede de forma gratuita. 

Cada caso é um caso, e o dimensionamento de um sistema fotovoltaico deve ser feito tendo em conta todos os parâmetros possíveis, nomeadamente o fim a que se destina. Se o objetivo for diminuir substancialmente a pegada ambiental e obter a maior independência possível da rede, a solução pode passar por investir num conjunto de painéis e inversor com armazenamento (baterias ou bombas de calor para aquecimento de águas sanitárias, por exemplo), de modo a guardar o excesso de produção para mais tarde utilizar (isto, se existir consumo noutro período que o justifique). Mas, se procurar apenas uma redução ligeira do impacto ambiental, se existirem limitações financeiras ou se o consumo for essencialmente diurno, deve apenas considerar uma solução de autoconsumo puro (sem armazenamento). 

Simulámos o cenário de uma família de duas pessoas com uma moradia de um piso e quatro assoalhadas, na zona do Porto, renovada em 2005 e com um nível baixo de isolamento térmico. O casal encontra-se em teletrabalho, e todos os equipamentos que possuem são elétricos, já com alguns anos. Por estarem em casa todo o dia, têm dois picos de consumo, à hora do almoço e à noite. 

Please fill the source and the alt text 
Perfil de consumo médio diário (potência em watts).

A nossa simulação com soluções fotovoltaicas com e sem bateria demonstra que não é por comprar a opção mais cara e com maior capacidade de produção que vai aumentar as poupanças, ambientais ou financeiras. O sistema para autoconsumo pode produzir muito durante as horas de sol, mas, se ninguém consumir, está a desperdiçar. 

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.