última atualização: 07/04/2018

Aquisição e reforma de moradia. Que sistema para aquecimento da casa e AQS?

Boa tarde. Somos uma familia de 3 elementos. Estamos a pensar compara casa, mas temos muitas duvidas em que tipo de aquecimento escolher.

A casa em questão é uma casa aprox 35 anos. Nao tem vidros duplos. Atualmente nao dispõe de gas natural mas penso que estará disponível em 1 a 2 anos.

Actualmente é aquecida com acumuladores elétricos nocturnos, sem pre instalação para aquecimento centrar. Tem lareira com recuperador de calor.

A vivenda, de 4 frentes, é constituida por 2 andares. No res-do-chao tem cozinha, sala, escritório e uma casa-de-banho.

No primeiro andar tem 4 quartos e uma casa-de-banho.

As AQS sao aquecidas actualmente por esquentador convencional.

Os nossos objetivos sao conseguir um aquecimento das AQS e da totalidade da casa durante praticamente todos os dias do inverno de forma eficiente e sem grande investimento inicial.

As ideias que estamos a estudar sao:

-instalar piso radiante a agua quente, com a modificação do piso atual para piso flutuante, no res do chao (hipótese mas dispendiosa?); ou instalar radiadores convencionais a agua em toda a casa.

-instalar caldeira a gas para aquecimento da casa e AQS ou instalar bomba de calor para aquecimento da casa e AQS.

-Conectar o sistema de aquecimento da casa a atual lareira com recuperador de calor, se for vantajoso.

Qual seria a proposta mas vantajosa e que permitisse menos investimento numa fase inicial?

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Aquecer o ar e climatizar da comunidade Energias Renováveis

2 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
06/03/2018

Boa tarde Tiago,

Falando financeiramente, depende em muito do que considera um grande investimento inicial. Aquecer 2 andares com 7 divisões mais WCs (não especificando as áreas) numa casa com 35 anos e possivelmente pouco eficiente energeticamente se nunca foi renovada, pode tornar-se muito dispendioso e o retorno mais diminuto para apenas 3 pessoas do agregado familiar a frequenta-la.

Neste sentido tem que pensar em três parâmetros importantes: 1) perfil de consumo, necessidades de aquecimento (frequência no uso, rapidez de aquecimento) e conforto (aquecimento e/ou arrefecimento, etc) e 2) investimento inicial 3) Espaço e condições técnicas.

Apesar do investimento poder ser avultado, este, poderá compensar porque acumuladores elétricos e esquentadores convencionais (butano, propano) são manifestamente tecnologias pouco eficientes resultando num gasto energético elevado em comparação a algumas das tecnologias descritas.

Qualquer uma das tecnologias que refere exige obras de remodelação da casa, nomeadamente no que diz respeito à canalização de circulação fechada para alimentar radiadores ou piso radiante ou ventiloconvectores.

É importante começar por determinar que tipo de tecnologia se adequa melhor as suas necessidades de uso do sistema de aquecimento. Cada uma tem as suas vantagens e desvantagens. Dou um exemplo, o piso radiante além de lhe proporcionar um conforto mais uniforme, a sua baixa temperatura de funcionamento (a rondar os 30ºC) permite um rendimento mais elevado da mesma, mas deve estar a trabalhar em contínuo. Se a casa é só frequentada ao final do dia, o Tiago poderá necessitar de uma tecnologia que lhe proporcione aquecimento mais instantâneo e rápido em só algumas divisões para apenas um curto período sem gastos energéticos durante grande parte do dia.

Pretende aquecer a casa uniformemente como um "todo" ou as divisões controladas individualmente? Pretende instalar aquecimento a todas as divisões, nomeadamente no WC?

A Caldeira a gas é a solução mais económica de investimento inicial mas poderá não ser a melhor opção dependendo do uso que dá a longo prazo, ainda para mais não opte por uma caldeira se a mesma não for alimentada a gás natural.

Dou ainda a hipótese de colocação de Ares condicionados, solução talvez menos dispendiosa para aquecimento e possívelmente menos necessidade de obras, mas que terá de avaliar os seu prós e contras. Comece por estudar bem as tecnologias e exponha as suas necessidades de uso. Tem alguma dúvida sobre as tecnologias descritas?

Um dos aspectos que poderá ter que tomar em consideração é isolar a casa. Uma habitação bem isolada (pesquisar "casa passiva") diminui em muito as necessidades energéticas e torna a casa mais confortável.

Com os melhores cumprimentos
Equipa CLEAR Portugal

Faça login para aceder a este conteúdo. 
07/04/2018
, Respondeu:

Já temos mais ou menos o pensado o tipo de obras que vamos fazer. Queremos efectivamente trocar o chao do piso inferior para chão flutuante. Poderá se vantajoso o colocação de chão radiante? Ou a melhor hipótese continua a ser os radiadores a água na parede?
Em termos de fonte de energia continuamos a por a hipótese da bomba de calor e da lareira com recuperador (como fonte alternativa). Há a hipótese de ambas estarem interligadas ou terá que ser instalado outro tipo de depósito de apoio a lareira? Mesmo instalando essas tecnologias, continua a ser pertinente a montagem de painéis solares?
Obrigado desde já pela vossa opinião.

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.