última atualização: 13-02-2019

Solução AQS e aquecimento

Bom dia

Vou fazer a reconstrução de uma pequena moradia na zona do Porto (sem ser perto do mar) e estamos na fase de definir pormenores: mapa de quantidades, acabamentos, etc.

Sendo uma reconstrução e não estando obrigado à colocação de paineis solares preferia optar por uma solução única do que vários equipamentos para finalidades diferentes. 

Mas as hipóteses e termos técnicos são tantos que estou um pouco perdido.

Actualmente moro num apartamento com 130m2 com AQS e aquecimento a gás canalizado (cerca de 350€/ano). Temos algumas janelas de correr e percebemos que por aí perdemos bastante calor. Na moradia vamos evitar totalmente esse tipo de janelas e vamos ter algum cuidado nas caixilharias a colocar.

Nao vamos ter acesso a gás na reconstrução pelo que consideraria algumas alternativas:

- painéis solares + AC (solução inicial mas que não me agrada por ter equipamentos diferentes)

- bomba calor para AQS + ventiloconvectores

- bomba calor para AQS + piso radiante (queria evitar radiadores pois vão limitar utilização dos espaços)

A moradia terá 3 quartos com cerca de 14m2 cada. A cozinha terá cerca de 14m2 e a sala 30m2. No total são cerca de 140m2 divididos por 2 pisos. 

Vamos instalar uma salamandra a lenha na sala cujo tubo ao passar no primeiro piso terá uma grelha para irradiar calor para o Hall dos quartos. 

Estas soluções são adequadas? Os custos de instalação penso que são muito diferentes, mas quão diferentes? Podem dar-me uma ordem de grandeza? E os custos de utilização?

 

Agradeço desde já a ajuda que me possam dar e fico à disposição para algum eaclarecimento que não tenha sido claro. 

 

Junte-se a nós

Esta informação foi útil e ajudou-o? Para apoiar a nossa comunidade, registe-se no site. É gratuito, demora menos de um minuto.

  • Pode perguntar e pedir conselhos
  • ler as contribuições dos nossos membros
  • dar o seu contributo 
  • receber o feedback de um especialista.

Registe-se em DECO PROTESTE para participar.
Entrar ou Registar

Comentários

User name Moderator
Bruno Miguel | Moderador
11-02-2019

Olá, Rui.

Estamos a investigar para responder à sua questão e publicaremos assim que possível.

Enquanto trabalhamos na resposta, convidamos os membros desta comunidade a partilhar sugestões e experiências sobre este tópico. As vossas informações podem ser úteis para outros consumidores!
Obrigado,

A equipa Energias Renováveis

User name
Rui Alves
12-02-2019

Obrigado pela atenção. Fico a aguardar a vossa opinião. Caso considerem necessária alguma informação adicional of disponham.

User name Moderator
Bruno Miguel | Moderador
13-02-2019

Olá Rui, mais uma vez;

Ter equipamentos diferentes para as diversas necessidades pode não significar ter uma escolha menos acertada.

Se o Rui manter o perfil de uso de 350€/ano como menciona na nova casa, correspondente ao consumo de AQS e aquecimento, não nos parece ser um valor tão elevado que justifique o elevado investimento em piso radiante ou ventiloconvetores (Bomba de calor) em termos económicos.
Pense que se pretende uma solução unificada, esta estará permanentemente e em continuo a produzir o calor para que foi dimensionada dependendo da programação feita.
Se a sua necessidade não é assim tão elevada, aconselhamos a investir em equipamentos que lhe possam proporcionar energia (Calor) quando necessário.

Se não pretende aquecimento e arrefecimento durante grande parte do dia (24h) e necessita apenas esporadicamente durante certos períodos de tempo como noite ou períodos de fim de semana, o A/C pode ser a escolha mais acertada com um custo de energia igualmente competitivo e a um menor investimento quando comparado com as outras soluções.
Os custos de energia segundo os nossos últimos estudos situam-se aproximadamente em 0.05€/kWh a Pellets/Lenha ; 0.06€/kWh para bomba de calor (depende da tarifa); 0,08€/kWh para gás natural.

Apesar de a bomba de calor ter custos de utilização muito competitivos por kWh a frequência com que deve ser usada em contínuo durante longos períodos de tempo pode não se justificar se só vai usar o aquecimento/refrigeração 3-5h por dia em média (por exemplo).
Se já tem decidido a instalação de uma salamandra a lenha que vai proporcionar conforto às divisões comuns e mais frequentadas da casa, menos justificação terá para a instalação de um sistema tão caro como as últimas duas soluções que menciona.

Aconselhamos a focar parte das suas preocupações do projeto no isolamento, reforçando essa vertente por exemplo com janelas de vidro duplo e bom isolamento das fachadas e cobertura. Pense que uma casa muito bem projetada, as suas necessidades energéticas decrescem abruptamente. Períodos anuais, zonas geográficas e exigências de conforto podem necessitar de um equipamento extra de energia para suprimir a sua necessidade se assim for o seu caso.

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.