última atualização: 16-12-2017

Qual a melhor compra. Um sistema solar térmico normal ou o Rotex

Boa tarde.

Tenho actualmente para AQC e áquas sanitárias.

Tensiono agora adquirir um sistema solar para aquecimento. De todas as propostas que recebi, tenho várias opiniões.

Uns o sistema rotex é o melhor, outros colocar um sistema solar térmico forçado com bomba de calor....

Qual a melhor solução?

Pedro

Junte-se a nós

Esta informação foi útil e ajudou-o? Para apoiar a nossa comunidade, registe-se no site. É gratuito, demora menos de um minuto.

  • Pode perguntar e pedir conselhos
  • ler as contribuições dos nossos membros
  • dar o seu contributo 
  • receber o feedback de um especialista.

Registe-se em DECO PROTESTE para participar.
Entrar ou Registar

Comentários

User name
Antonio Monteiro
16-12-2017

Olá Boa tarde.

As soluções solares podem cruzar com aquecimento no período de inverno sob determinadas condicionantes... repare que corresponde ao período anual de menor irradiação solar.

Um sistema convencional por paineis solares planos é fortemente penalizado precisamente no inverno.

O sistema Rotex é fundamentalmente ums solução com base num acumulador não pressurizado com melhor retenção de energia face a muitos acumuladores de inox p.ex.

Recomendao dar uma olhadela a um sistema bem mais interessante que acrescente acumulação de energia recorrendo a um material latente um PCM - que tira partido da mudança de fase de uma parafina: exemplo o sistema da IVT : seu nome LATENTO. Esteve em demonstração na recente Concreta no Porto.

Esta solução começa em rigor onde acaba o Rotex - consegue extrair muito mais energia do sistema solar.

Por outro lado poderá associar sistemas solares em Tubos de Calor para aumentar a produção no inverno e uma Bomba de Calor de menor necessidade de potência.

Espero ter ajudado.
AM

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.